Somente nos últimos dias haverá a definição dos eleitores indecisos

Resultado de imagem para indecisos eleições 2018 charges

Charge do Clayton (Charge Online)

Merval Pereira
O Globo

As pesquisas de agora em diante irão determinar muito a mudança de decisão do eleitor, pois o voto útil tomou conta. Se o petista Fernando Haddad subir, vai haver uma movimentação de eleitores que não querem o PT, para barrar esse crescimento. Pode ser que mais gente vá para o Jair Bolsonaro (PSL) ou, se o
Geraldo Alckmin der uma subida, pode começar a tirar votos de pequenos segmentos que são da mesma linha da candidatura dele: João Amoedo (Novo), Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB).
Se Alckmin e não subir, será difícil levar o voto útil,
assim como a Marina. Mas tudo indica que a definição vai ficar para a última semana ou até os últimos dois ou três dias.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGConcordo plenamente com meu amigo Merval Pereira, que sabe  exercitar o raciocínio lógico como poucos. Caso se vislumbre um segundo turno entre Bolsonaro e Haddad, haverá uma corrida de indecisos que poderá beneficiar também Ciro Gomes, que é o tertius, ou a Terceira Via. O pessoal do Centro, que é maioria na política brasileira, não aceita votar em  Haddad, de forma alguma. Vai ser uma votação eletrizante. (C.N.)

13 thoughts on “Somente nos últimos dias haverá a definição dos eleitores indecisos

  1. A chave disso tudo é o nordeste. A compra de votos vai beneficiar muito ou pouco o poste? Quantos votos permanecerão com Ciro? Qual será o percentual de Bolsonaro? Nas outras regiões acho que já está decidido: maioria esmagadora para Jair Bolsonaro. Eu apostaria que 1/3 a dos votos nordestinos vão para Bolsonaro, no mínimo.

  2. Os antilulistas vivem na sua realidade paralela.

    E não percebem que os indecisos estão caindo a cada dia.

    A tendência dos indecisos de última hora é escolher o candidato com chances de vitória.

    Ou seja: Haddad x Bolsonaro

    Mas a rejeição a Bolsonaro que já é alta vai aumentar com o movimento de mulheres e negros.

  3. “Se o petista Fernando Haddad subir, vai haver uma movimentação de eleitores que não querem o PT…”

    -Como saber se “certo candidato subiu”?
    -Ora, através das pesquisas! Portanto, quem as pesquisas apontarem que “está ficando na frente”, ganhará, automaticamente, o afluxo crescente de novos eleitores.

    Ainda bem que no Brasil a política e as pesquisas são sérias, pois, caso não fossem, poderiam induzir o eleitor incauto ao erro de correr atrás dos candidatos que, simplesmente e corruptamente, pudessem pagar a algum instituto do amigo por uma melhor colocação nessas ditas “pesquisas”.

  4. Acorda. Merval diz o que a Globo quer, mas a realidade é outra. Ciro já era. Em menos de uma semana Haddad disparou, bem acima do esperado, e os números dos institutos de mercado já confirmam isso, sendo o único candidato que cresce acima da margem de erro entre 6 a 8 pontos. Bolsonaro com facada e tudo cresce na margem de erro e os outros nem isso. O Vox Populi foi o primeiro instituto a aferir o crescimento de Dilma na sua primeira eleição a presidente e o Datafolha foi o último. Agora o Vox Populi sai na frente e já coloca Haddad na frente com 22% e o CNT do mercado de hoje o coloca com 18%. O homem não para de crescer. Aceita que dói menos.


  5. Tamanho da PRAGA:

    “… Tratar famílias pobres e heterodoxas como usinas de marginais é uma desinformação homofóbica que não recomenda um candidato à vice-presidência do país.

    A “fábrica de elementos desajustados” está nas residências abastadas, não está nos lares pobres —sejam eles comandados por mulheres ou homens, gays ou héteros.

    Por que existe o narcotráfico?, eis a pergunta singela que o general Mourão deveria fazer aos seus botões. O tráfico existe porque há um mercado consumidor, eis a resposta óbvia. Vende-se cocaína no Brasil porque há quem a aspire. Vende-se muita cocaína, porque há quem tenha dinheiro para sorvê-la a em grandes quantidades.

    A meninada das comunidades pobres vira “avião” de traficante porque mamãe, vovó, papai e vovô são abandonadas à própria sorte pelo Estado, incapaz de prover o básico: educação, segurança e emprego. A tese de que famílias da periferia não conseguem cuidar dos filhos é prima-irmã da máxima segundo a qual pobre não sabe votar. Graças a essa premissa, o país foi governado por cinco generais escolhidos sem a interferência popular. Deu no que está dando.”

    Josias de Souza

  6. VOTO ÚTIL ANTI PT! A DÚVIDA É ENTRE VOTO NO CIRO SE FOR PARA TER 2º TURNO OU VOTO DIRETO EM BOLSONARO SE HOUVER POSSIBILIDADE DE SE RESOLVER EM 1º TURNO E A POSIÇÃO DO PT ESTIVER CONSOLIDADA COMO 2º .
    MINHA REJEIÇÃO É TOTAL AO PT, NEM TANTO AO HADDAD, QEU SE ESTIVESSE EM OUTRO PARTIDO PODERIA ATÉ SER UMA OPÇÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *