Supercomputador do BC faz devassa nas contas bancárias de todos os brasileiros

Resultado de imagem para receita federal charges

Charge do Nani (nanihumor.com)

Celso Serra

A informação interessa a todos os contribuintes brasileiros, sejam pessoas físicas ou jurídicas, mas não foi noticiada com o merecido destaque pela mídia. Mas aqui na “Tribuna da Internet”, a questão foi abordada pelo ex-secretário de Administração do Estado do Rio de Janeiro, Mário Assis Causanilhas, em artigo sobre o controle que já está sendo exercido pelo Banco Central e pela Receita Federal sobre as contas bancárias de todos os contribuintes. Este monitoramente está sendo feito pelo megacomputador apelidado de “Hal”, que foi celebrizado pelo filme “2001: uma Odisséia no Espaço”, do diretor Stanley Kubrich. Infelizmente, a informação que deveria ser oferecida a todos os brasileiros só está circulando nos sites e blogs especializados em contabilidade.

Resta saber se esse controle tipo Big Brother terá algum resultado contra a corrupção que assola o país.

###
SAIBA COMO SEUS DADOS SÃO RASTREADOS

É importante que você tenha conhecimento que suas contas bancárias estão sendo monitoradas pelo governo. Apelidado de “Hal”, o cérebro eletrônico mais poderoso de Brasília fiscaliza as contas bancárias de todos os brasileiros, indistintamente, como uma ferramenta decisiva no combate a fraudes, caixa dois e lavagem de dinheiro no Brasil.

O “Hal” trabalha, sem cessar, no 5º subsolo do Banco Central. É um supercomputador instalado especialmente para reunir, atualizar e fiscalizar todas as contas bancárias das Instituições financeiras instaladas no País. Seu nome oficial é Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional – CCS na sigla abreviada.

A primeira carga de informações que o computador recebeu durou quatro dias. Ao final do processo, ele havia criado nada menos que 150 milhões de diferentes pastas – uma para cada correntista do País, interligadas por CPF e CNPJ aos nomes dos titulares e de seus procuradores.

ARQUIVA TUDO – A cada dia, “Hal” acrescenta a seus arquivos cerca de um milhão de novos registros, em informações providas pelo sistema bancário. O CCS responde cerca de três mil consultas diárias. Toda conta que é aberta, fechada, movimentada ou abandonada, em qualquer banco do País, está armazenada ali, com origem, destino e nome do proprietário.

São três servidores e cinco CPU’s de diversas marcas trabalhando simultaneamente, no que se costuma chamar de “cluster”. Este conjunto é o coração de um grande sistema de processamento que ocupa um andar inteiro do edifício – sede do Banco Central do Brasil. Seu poderio não vem da capacidade bruta de processamento, mas do software que o equipa.

Desenvolvida pelo próprio BC, a inteligência artificial do “Hal” consumiu a maior parte dos quase R$ 20 milhões destinados ao projeto, gastos principalmente com a compra de equipamentos e o pagamento da mão-de-obra especializada.

O MELHOR DO MUNDO – Só há dois sistemas parecidos no planeta. Um na Alemanha, outro na França, mas ambos são inferiores ao brasileiro. No alemão, por exemplo, a defasagem entre a abertura de uma conta bancária e seu registro no computador é de dois meses. Visto em perspectiva, o sistema é o complemento tecnológico do Sistema Brasileiro de Pagamentos (SBP), que, nos anos de Armínio Fraga à frente do BC, uniformizou as relações entre os bancos, as pessoas, empresas e o governo.

Será aberta senha para que os Juízes possam acessar diretamente o computador. O banco de dados do “Hal” remete aos movimentos dos últimos cinco anos. Antes de sua chegada, quando a Justiça solicitava uma quebra de sigilo bancário, o Banco Central era obrigado a encaminhar ofício a 182 bancos, solicitando informações sobre um CPF ou CNPJ. Multiplique-se isso por três mil pedidos diários. São 546 mil pedidos de informações à espera de respostas. Em determinados casos, o pedido de quebra de sigilo chegava ao Banco Central com um mimo: “Cumpra-se em 24 horas, sob pena de prisão”.

UM SIMPLES CLIQUE – A partir do pleno funcionamento do “Hal”, com um simples clique, COAF, Ministério Público, Polícia Federal e qualquer juiz têm acesso a todas as contas que um cidadão ou uma empresa mantêm no Brasil. R$20 milhões foi o orçamento da criação do cadastro de clientes do sistema financeiro. Sob controle, 182 bancos, 150 milhões de contas, 1 milhão de dados bancários por dia.

As informações que envolvam o CPF ou CNPJ serão cruzadas on-line com: Cartórios: Checar os bens imóveis – terrenos, casas, aptos, sítios, construções; Detrans: Registro de propriedade de veículos, motos, barcos, jet-skis e etc.; Bancos: Cartões de crédito, débito, aplicações, movimentações, financiamentos; Empresas Em Geral: Além das operações já rastreadas (Folha de pagamentos, FGTS, INSS, IRR-F, etc.,), passam a ser cruzadas as operações de compra e venda de mercadorias e serviços em geral, incluídos os básicos (luz, água, telefone, saúde), bem como os financiamentos em geral. Tudo através da Nota Fiscal Eletrônica e Nota Fiscal Digital.

CRUZAMENTO TOTAL – Tudo isso nos âmbitos: municipal, estadual e federal, amarrando pessoa física e pessoa jurídica através destes cruzamentos inclusive os últimos 5 anos. Este sistema é um dos mais modernos e eficientes já construídos no mundo e logo estará funcionando por inteiro.

Só para se ter uma ideia, as operações relacionadas com cartão de crédito e débito foram cruzadas em um pequeno grupo de empresas varejistas no fim do ano passado, e a grande maioria deles sofreram autuações, pois as informações fornecidas pelas operadoras de cartões ao fisco (que são obrigados a entregar a movimentação), não coincidiram com as declaradas pelos lojistas. Este cruzamento das informações deve, em breve, se estender o número muito maior de contribuintes, pois o resultado foi “muito lucrativo” para o governo.

Sua empresa é optante pelo Simples? Então veja esta curiosidade inquietante: Tributação pelo lucro real: Maioria das empresas de grande porte. Representam apenas 6% das empresas do Brasil e são responsáveis por 85% de toda arrecadação nacional; Tributação pelo lucro presumido: Maioria das empresas de pequeno e médio porte. Representa 24% das empresas do Brasil e são responsáveis por 9% de toda arrecadação nacional; Tributação pelo simples nacional: 70% das empresas do Brasil e respondem por apenas 6% de toda arrecadação nacional, ou seja, é nas empresas do Simples que o Fisco vai focar seus esforços, pois é nela que se concentra a maior parte da informalidade.

A recomendação é de que as empresas devem se esforçar, cada vez mais, no sentido de “ir acertando” os detalhes que faltam para minimizar problemas com o Fisco.

###
LEIA AMANHÃ:
Receita aperta o controle sobre os contribuintes

26 thoughts on “Supercomputador do BC faz devassa nas contas bancárias de todos os brasileiros

  1. E esse projeto vai ser adicionado o do SER PRO , que está reunindo todos os outros dados pessoais.
    Para fazer a biometria do título de eleitor tiram uma foto , que não sai no novo título e as digitais dos 10 dedos.
    Quem tem 9 fica fora ???

  2. O Joca tem razão.

    Computador de bosta esse do BC (expressão minha), que não descobre os roubos dos parlamentares e membros do executivo, mas está atento aos movimentos bancários do povo!

    Ou a sua manipulação que é feita por mãos tendenciosas?!

    Nessas alturas, BC e tribunais de contas dos Estados e da União, unidos contra o cidadão e irmanados na proteção de movimentos ilícitos nas contas bancárias dos ladrões do erário e do país!

    Aliás, facilmente comprovo o que afirmei acima:
    Alguma vez saiu na mídia que algum desses envolvidos na Lava Jato foram pegos pela Receita Federal ou Banco Central?!
    Não??!!

    Agora, pobre do professor, que ganha merreca, se deixa de declarar anualmente a sua “renda”.
    Até a “justiça” coloca indisponível a sua “minha casa, minha incomodação!!!

    Que país mais bisonho este Brasil, comandado por ladrões, corruptos e vagabundos!!!

    • Caro Bendl,
      Tanto na Receita como no BC existe um programa que identifica os CPFs protegidos e os retira das análises. Isto é velho como o Brasil e todos os políticos estão nesta lista. Ou alguém, alguma vez, ouviu falar de um deputado que seja, que tenha sido apanhado na malha fina? Nem o Maluf e nem o Lulla.

      • Paulo2,

        Foi exatamente o que escrevi, pois todos esses ladrões envolvidos na Lava Jato, nenhum deles foi pego pela Receita ou Banco Central, então esse monstrengo foi feito para nos vigiar, pois o povo brasileiro está à mercê dos corruptos e desonestos, e de vagabundos nos comandando!

        Um abraço, meu caro.
        Saúde e paz.

          • Souza,

            Tens plena razão!

            Quado escrevo que esta democracia brasileira é falsa, mentirosa, eis um dos aspectos que comprovam a minha afirmação, a discriminação que é realizada contra o povo!

            Os ladrões, além de roubarem o povo e país, ainda estão isentos de pagar impostos!!!

            Maior aberração e ultraje do que esta medida do governo de proteção a corruptos e desonestos, só mesmo nesta republiqueta!

            Um abraço.
            Saúde e paz.

  3. Alemanha e França ficam atrás, o nosso é melhor. Alguém sugeriria que a Alemanha ou a França estão no mesmo nível de desenvolvimento e de corrupção como o Brasil? Certamente não.

    Se você você pensasse em ser um empresário, depois de saber do “Hal”, você seguiria em frente? Temo que pelo menos você pensaria duas vezes. Bastaria um erro fiscal e você estaria fisgado.

    Os grandes, o micro tanto empresários, políticos, juristas e ministros todos de alto coturno dariam a mínima para o “Hal”? Não.

    A rigor, o tal computador vai pegar quem está abaixo dessa linha, ou alguém acha que se o tal computador funcionar plenamente e cumprir seus objetivos a nata que corrompe vai sentir quente dessa máquina?

    A máquina não vai moralizar nada, ela simplesmente vai aumentar a arrecadação deixando que os grandes continuem locupletando.

    Maldito o dia quando, 45 anos atrás, deixei de abrir um conta corrente em um banco americano enquanto morava por lá.

    Lamento o dia quando comprei propriedades. O governo nunca viu nisso virtude alguma, ele quer mesmo, sempre, me pegar.

    Sou um bobo, idiota, quando preenchi tudo quando foi tipo de formulário para demonstrar que era uma pessoa correta, porque afinal, o que o Estado quer mesmo é me ***** .

    • Eduardo,

      Cada vez mais o povo está sendo manipulado, observado, de modo que não possa reagir aos desmandos, descalabros, à corrupção reinantes no congresso e Planalto.

      Vamos e venhamos, termos instalado u super computador no BC que não detecta a sonegação ou os movimentos bancários ilícitos dos envolvidos na Lava Jato, por exemplo, e a fortuna dos parlamentares, trata-se de uma máquina de merda ou seria o operador o mal intencionado, o cara que está a serviço do sistema e contrário ao povo?!

      Aliás, bem que um representante do BC poderia explicar melhor o funcionamento desse computador, e as razões pelas quais falha tanto quando se trata de parlamentares e membros do executivo!!

      Um abraço.
      Saúde e paz.

  4. Peraí! Eu que sou um simples mortal vejo nos jornais a vida nababesca que levam os ladrões e também a evolução patrimonial a simple vista, euzinho, sendo leigo, percebo isso facilmente, pra que um super computador? Pra vasculhar a vida dos párias?
    Como diz o CN: PIADA DO ANO!!
    Atenciosamente.

    • Espectro,

      Cada vem mais somos manipulados e conduzidos para onde o sistema quer, para onde melhor possamos ser roubados e explorados.

      Agora, interessante e curiosamente, existem aqueles que vociferam que estamos em plena democracia, que existe o Estado Democrático de Direito, no Brasil!

      Bom, se esse controle evita os ladrões parlamentares e seus cúmplices empresários a serem flagrados em sonegar impostos – os irmãos Batista servem como exemplo, assim como Eike e outros tantos -, apenas o trabalhador e assalariado estariam sendo monitorados pelo BC, não sei que bosta de democracia é esta que, para uns é uma ditadura cruel e sádica, enquanto para outros é um paraíso à sonegação!

      Um abraço.
      Saúde e paz.

  5. De que adianta todo este controle, só serve para apurar contas de quem não tem nada, dinheiro de corrupção é sempre cash, nenhum corrupto movimenta quantias vultosas em conta corrente, os órgãos de fiscalização deveriam averiguar bens patrimoniais, políticos que moram em mansões, tem diversas propriedades em nome de familiares que nem trabalha, aí é que está o xis da questão, pobre está sempre devendo.

  6. Mesmo se o examinado já tenha DADO? Qual será a receita da RECEITA? Bife de BOFE? Quem tiver Offshores account que continue nela. Meu pastor já esperneou, dizendo que não vai aceitar essa bisbilhotice. Segundo ele, isso é apenas um pretexto para instaurarem o governo do antiCristo. O controle total das pessoas sob a código 666.

  7. Eu estou tranquilo. Se sair ás ruas para protestar vou me comportar ORDEIRAMENTE como recomendou um general. Quanto ao BC, isso faz parte dos pesos e contrapesos do comandante do exército – tá tudo em ordem e funcionando harmonicamente.
    Fiquem tranquilos, Deus é brasileiro.

  8. Que maravilha de Super-Computador, deixou escapar alguns milhões de reais que foram parar em caixas de papelão, sacolas, mochilas no apartamento do Quadrilhão do Michel-Dórian Júnior….

    Viva La France.

  9. Se fosse usado corretamente e para o bem dos brasileiros, seria elogiável, mas não. Só são utilizados os dados que interessam pra arrecadar mais, e essa arrecadação, por meio da corrupção vai para os políticos, que misteriosamente não aparecem nos bancos de dados com suas riquezas. Por trás da máquina ainda existem pessoas, e essas, sabe lá o fazem, ou pensam ou para quem trabalham.

  10. Já estamos vivendo sob a ditadura da Cleptocracia, onde o contribuinte é lesado e furtado pelos bandidos da Receita Federal, que conseguem visualizar R$ 100,00 não declarados de um professor, mas são incapazes de ver as movimentações dos ladrões do Congresso.
    Como sempre digo, o Estado é o nosso pior inimigo, nos rouba, furta, extorque, tira-nos a educação e com os campos de extermínio (hospitais públicos) nos assassina. Quando nada mais tem para nos espoliar, aumenta os impostos, o Brasil é governado por um bando de escrotos enquanto um povo apático apenas reclama. Pátria de otários!

  11. Pingback: Supercomputador do BC faz devassa nas contas bancárias de todos os brasileiros – Revista Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *