Supremo parece ignorar que a opinião pública anseia por justiça e ética

Charge do Jarbas (jarbascartunista.blogspot.com)

Silvia Zanolla

Insuportável essa sensação de impunidade que paira no país. As instituições funcionam, é fato, mas de modo dicotômico. Mesmo não sendo da área jurídica, entendo claramente que as leis são materializadas por interpretações de acordo com princípios éticos e morais de seus juízes! Esse é o componente subjetivo que move o universo no que pode ser moral ou ilegal, público e privado.

A ditadura da toga não tem mais como ocultar seus verdadeiros interesses. Ao contrário do que imaginam muitos magistrados, o povo não é ignorante. Apesar de estarmos humilhados, sabemos distinguir o que é ético ou antiético.

Precisamos de referências éticas como do ar que respiramos. Se hoje Moro, Bicudo, Paschoal e tantos outros juristas são considerados heróis nacionais, é porque o povo está aprendendo a distinguir a justiça e a injustiça. Estes magistrados não são heróis, são profissionais que cumprem com dignidade seu papel; mas, se são alçados a heróis, é porque representam a esperança de que o país se transforme radicalmente em um espaço verdadeiramente justo e democrático, um lugar melhor para todos, independente de quem seja ou de qual partido se filie.

CORPORATIVISMO – À medida que cresce a revolta em relação às decisões do Supremo, mais corporativistas os ministros vão se tornando. Há um tempo atrás, as diferenças entre as “excelências” eram perceptíveis, hoje, os debates estão menos acalorados, com uma tendência visível ao consenso. Seria um sinal de “questão de sobrevivência”? Infelizmente, essas ações contraditórias dos ministros refletem de maneira extremamente negativa.

Impressiona a falta de sensibilidade dos integrantes do STF.  Fico a imaginar se não carecem de uma assessoria de Relações Públicas para melhor lidarem com a aversão que eles próprios constroem. É claro que não têm noção do tamanho desta aversão, do contrário, não adotariam medidas tão autoritárias!

AUTOCRÍTICA – Seria difícil exercitar a autocrítica? O que têm a perder justifica o sacrifício da dignidade e a arbitrariedade do Judiciário? O fato é que não querem reconhecer que está em risco o patrimônio jurídico do país, do qual deveriam ser os máximos guardiões.

Passam a impressão que estão se afogando na própria soberba e arrogância, por sobrepujarem a opinião pública, agindo com superioridade ao desmerecer o grito da população que não aguenta mais tanta prevaricação do poder público! Não, senhores ministros, não venham responsabilizar quem quer que seja pelas atitudes arbitrárias de vossas excelências.

9 thoughts on “Supremo parece ignorar que a opinião pública anseia por justiça e ética

  1. A nossa esperança e que aconteca entre os corruptos dos podres poderes o mesmo “desentendimento” que aconteceu entre Cunha e Dilma, so assim ficaremos livres de uma boa parte da corja que infesta o Brasil. Ex: Renan aceita impedimento do levandoro’visk.

    • Por que os bandidos de colarinho branco querem todos ser julgados pelo STF????
      Deve ser a “indiscutível confiança” que eles tem nos ministros……… kkkkkkkk
      “temos juízes”……kkkkkkk

  2. O STF está colocando fogo no país. Transformaram as leis em objeto pessoal. Cuidado com o povo senhores da capa preta, muito cuidado. Sairemos ás ruas e periga não voltarmos …

  3. Realmente para a maioria das opiniões mais esclarecidas, o mandato dos juízes de tribunais superiores devem com urgência, serem modificados.
    O Ministro Joaquim Barbosa que muitos lhe criticaram, parece que agora sabemos, por que pediu para sair.
    Sinceramente, acredito que besteira de um e besteira de outro, obrigou-se a virar corporativismo. Por favor pensem bem, antes de agir, pois o que já fizeram para o país, o povo NUNCA lhes perdoarão.
    Dia 31/07/2016 o país vai explodir de gente nas ruas, e muitos se recolheram a sua insignificância de um simples mortal, como nos demais países desenvolvidos.
    Acabou aqui o ditado: sabe com quem está falando?
    Com o povo que ainda lhe elegerá para a alta corte, e com mandato, e se errar, recall.
    CHEGA, CHEGA,….

  4. Enquanto o juiz Sérgio Moro já interrogou, colheu provas, deu direito de defesa, e condenou dezenas de bandidos, incluindo ex-parlamentares do PT e adjacências, ladrões da Petrobras, o ministro Teori Zavascki , apesar de vária denúncias do PGR ainda não se dignou a chamar um parlamentar sequer para prestar esclarecimento, não abriu um processo sequer. Isto é uma ofensa ao povo brasileiro que deseja Justiça e paga caro para aqueles homens togados do STF trabalharem, mas eles não trabalham. Será que o ministro Teori tem medo de alguma coisa se processar um político ? Enquanto isso pilantras como Collor, Renan Calheiros, Eunício Oliveira, Eduardo Cunha – é uma lista interminável , já denunciados ao relator pelo PGR estão aí soltos e dando opiniões no Parlamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *