Supremo não acolhe recurso de Lula que contestava perícia em documentos da Odebrecht

Recurso não implicaria na libertação ou não do petista

Carolina Brígido
O Globo

O Supremo Tribunal Federal ( STF ) negou recurso em que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contestou a autorização de perícia em documentos da Odebrecht mantidos em sigilo durante o processo, sem que a defesa tivesse a oportunidade de se manifestar. Ainda que o recurso tivesse sido concedido, isso não implicaria na libertação ou não do petista, porque o tema não estava em discussão. A decisão foi tomada pela Segunda Turma do STF, em plenário virtual. No sistema, não há necessidade de encontro físico entre os ministros; os votos são postados por meio eletrônico. A votação começou no dia 16 e terminou na última quinta-feira, às 23h59. Os votos os cinco ministros não foram divulgados.

A Segunda Turma também julgou em plenário virtual dois recursos da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva, que morreu em fevereiro de 2017. A defesa pediu que o tribunal declarasse a absolvição dela em investigações da Lava-Jato, com base na morte da mulher de Lula. Os recursos também foram negados. Para fins judiciais, Marisa Letícia teve a punibilidade extinta, mas não foi declarada inocente. Na próxima terça-feira, a Segunda Turma do STF deverá julgar outro recurso de Lula – dessa vez, no plenário físico.

INSTITUTO LULA – No processo, a defesa pede para ser suspensa a ação penal sobre o Instituto Lula, que aguarda julgamento na primeira instância, em Curitiba. A defesa tem esperança de, nesse mesmo dia, serem discutidos outros dois recursos que não foram agendados. Um deles é o que discute a suposta parcialidade de Moro na condução do processo do triplex no Guarujá (SP). O recurso contra Moro começou a ser julgado pela Segunda Turma do STF no ano passado, quando o relator da Lava-Jato, ministro Edson Fachin, e a ministra Cármen Lúcia votaram contra o pedido dos advogados. Ainda faltam votar Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

O outro é um recurso recente que a defesa contesta também a isenção da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba para conduzir as investigações sobre o triplex. Os advogados querem que a condenação seja anulada, com a libertação do petista. Segundo a defesa, Lula completou na última terça-feira 500 dias de prisão “inconstitucional e injusta”.

5 thoughts on “Supremo não acolhe recurso de Lula que contestava perícia em documentos da Odebrecht

    • .
      .
      o Hiper, Super, Magno, Mega, Ultra, Macro, Deca-Maior l.a.d.r.ã.o da história da humanidade,

      o chefão da gangue, ESTÁ PRESO, e chorando !!!

      o Detento F.I.C.H.A.D.O 700004553820

      ENJAULADO e ENGAIOLADO.

      para ninguém esquecer:
      7 0 0 0 0 4 5 5 3 8 2 0

      para decorar mais fácil:
      70000 455 3820

      L.A.D.R.Ã.O _ F.I.C.H.A.D.O !!!

    • .
      .
      mas,
      há uma pergunta que ainda NÃO FOI respondida.

      A Sociedade deseja um esclarecimento !!!

      por que ALGUNS desses ditos mim.nistros desse tal stf

      [ e formam maioria ! ]

      têm tanto m.e.d.o do Detento FICHADO 700004553820?

      têm tanto m.e.d.o que se obram todim !!!

      POR QUE ???
      POR QUE ???
      POR QUE ???

      RABO$$$ PRE$$$O ???

  1. O ALTISSIMO SEJA LOUVADO …sempre

    ATENÇÃO …ESCREVI UM COMENTÁRIO SOBRE O MORO …E O MESMO FOI TIRADO DO “AR” POR FORÇAS OCULTAS ,
    Prezado CN tome providencias isso não deve ocorrer além de ser um crime . Creio que vc não pactua com isso …
    O ALTISSIMO SEJA LOUVADO sempre …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *