Tarcsio de Freitas, da Infraestrutura, a maior revelao do governo Bolsonaro

Tarcísio de Freitas

Tarcsio de Freitas verifica os problemas in loco para dar soluo

Andr Borges e Breno Pires
Estado

Integrante de um governo ainda sem avanos em temas como o combate ao desemprego ou a melhoria de indicadores na Educao, o ministro Tarcsio de Freitas tem sido elogiado pelo presidente Jair Bolsonaro com uma frequncia pouco vista na Esplanada dos Ministrios. No comando da rea de Infraestrutura, ele passou a reunir em sua pasta tudo aquilo que Bolsonaro gostaria de encontrar nas outras: entregas de promessas, resultados para festejar nas redes sociais e batidas de martelos em leiles na Bolsa de Valores. S nos 100 primeiros dias de governo, foram 23 leiles de ativos incluindo aeroportos, terminais porturios e a ferrovia Norte-Sul , com previso de gerar R$ 8 bilhes em investimentos.

Formado pela Academia Militar das Agulhas Negras, com Engenharia Civil pelo Instituto Militar Engenharia (IME), o ministro de 43 anos descrito como algum bom de conversas de gabinete e em audincias pblicas, mas tambm faz questo de meter o p por estradas lamacentas e negociar preo de frete com caminhoneiros. Tambm ganhou pontos com o chefe ao adotar uma postura mais pragmtica em relao a demandas de ambientalistas e de comunidades indgenas que eventualmente cruzam o caminho de projetos de infraestrutura.

TOCA OS PROJETOS – Fazer algo objetivo, mesmo que seja de sua prpria rotina, tem feito toda a diferena num governo tumultuado, diz o professor Marco Antnio Teixeira, da FGV-SP. um ministrio que faz o que se espera dele: toca os projetos.

Diferentemente do que se v em quase toda a equipe escolhida a dedo por Bolsonaro, Tarcsio um egresso dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Michel Temer. Ele chegou cpula do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em 2011, quando Dilma prometia fazer uma faxina no rgo, depois da revelao de esquemas de corrupo. poca, era funcionrio de carreira da Controladoria-Geral da Unio (CGU).

Tarcsio foi o nmero dois do general Jorge Fraxe, que ocupou o posto de diretor-geral do Dnit com a misso de resgatar a imagem do governo. Em 2014, ele sucederia Fraxe no comando do Dnit.

NO PLANALTO – No governo Temer, atuou na Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), no anexo 2 do Palcio do Planalto. Com sua nomeao para comandar toda a rea de infraestrutura, Tarcsio passou a ser visto como mais um superministro do governo Bolsonaro, somando-se ao time de Paulo Guedes (Economia) e Srgio Moro (Justia).

Quando Bolsonaro, ainda em dezembro, pediu uma prvia do que receberia em sua mesa assim que chegasse ao Planalto, Tarcsio usou o trabalho anterior no governo para apresentar um pacote de concesses que estavam engavetados ou com contratos para assinar. Esse resultado fruto de trabalho, no nasceu do dia para a noite, diz Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura. Ele vem atuando de maneira pragmtica. No era uma pessoa conhecida popularmente e est surpreendendo.

Servidor de carreira vinculado consultoria legislativa da Cmara, a indicao de seu nome para Bolsonaro no foi defendida apenas pelos amigos de caserna e generais que estiveram com ele no Haiti, quando chefiava a seo de engenharia da misso de paz da ONU. Tarcsio tambm seria elogiado por membros do Tribunal de Contas da Unio, que ele prprio gosta de criticar.

VISITA AO TCU – Em dezembro, Bolsonaro fez uma visita ao tribunal. Teve uma conversa com os ministros, entre eles, o decano da Corte, Walton Alencar Rodrigues. Na conversa, Walton sublinhou o trabalho de Tarcsio e de seu parceiro na conduo das concesses do PPI, Adalberto Vasconcelos. Ambos vinham liderando os projetos e o cronograma dos leiles.

Bolsonaro ouviu com ateno e guardou os nomes. Pesou ainda o fato de Tarcsio ter currculo militar. Adalberto, por seu lado, j tinha atuado como auditor do TCU e tinha trnsito com os militares alados para liderar a transio do governo. A aprovao de seu nome pelo setor privado foi decisiva.

Os elogios feitos at agora, porm, no garantem uma unanimidade. Na rea ambiental, ele visto como algum impaciente e capaz de tratorar qualquer um que no concorde com suas propostas. Dentro do TCU, muitos tcnicos veem uma presso descrita como exacerbada do ministro para que o rgo libere seus projetos. No ano passado, traos dessa presso ficaram bem evidentes.

BRIGA NO TCU – Tarcsio, ento secretrio do PPI, tentava liberar a concesso da Rodovia de Integrao do Sul (RIS) atacado por auditores, que enxergavam irregularidades no edital. Tarcsio, ento, acusou a Corte de levantar suspeitas sem apresentar provas. Os auditores do TCU no so os papas do universo. Tem muito absurdo nesse relatrio, faz insinuaes e no apresenta evidncias. Vamos rechaar. Estamos seguros do que colocamos l e vamos nisso at o fim, atacou ele, na poca. Ambos acabaram cedendo e os ponteiros se acertaram. A concesso da estrada aconteceu em novembro de 2018, com a assinatura do contrato marcada para este ano.

um ministro objetivo, que vai direto ao ponto e que tem uma agenda com comeo, meio e fim, diz o presidente da Associao Brasileira das Empresas Areas (Abear), Eduardo Sanovicz.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Depois dos insistentes elogios a Tarcsio de Freitas aqui na TI, feitos em artigos de Willy Sandoval, a imprensa descobriu o ministro, que trabalha no estilo JK e costuma verificar os problemas “in loco”, como fez na poca das chuvas que impedem o trfego na Amaznia. Foi pessoalmente conferir, para dar a soluo mais adequada. (C.N.)

9 thoughts on “Tarcsio de Freitas, da Infraestrutura, a maior revelao do governo Bolsonaro

  1. 1) Ento, a TI serve de pauta para os jornales e revistes, como se dizia antigamente. Felicitaes TI.

    2) Se o citado Ministro segue o estilo JK tem o meu aval, sempre gostei muito de JK, o melhor presidente do Brasil, que fez Braslia e levou o desenvolvimento para o Centro Oeste.

  2. Este governo est necessitando de tcnicos com o pensamento cartesiano e prticos, diretos, aversos polticalia deletria que contamina o Pas. Fora os bolinhas e alcolumbres que s atrasam o Brasil.
    Estamos aversos aos centres, pt, psdb, pcdb, pcb, rede, pco, pstu, ongs, cut, msts, mst, une, fube, e demais seitas imundas que s desgraas trouxeram ao povo brasileiro.
    S roubaram, achincalharam, denigriram, saquearam o Estado Brasileiro.
    Vemos ainda uma fulana abjeta que viaja s custas do contribuinte brasileiro vociferando besteirol no exterior ou seja, cuspindo no prprio prato. de doer! Sua chapa est esquentando e qq hora vai, tambm, ver o sol quadrado.

  3. H que se registrar que o ajuste fiscal proposto pela presidente Dilma em 2014 foi negado pelo Congresso conservador e golpista, a tal ponto de ficar em dbito na votao de trs medidas elementares que s foram apreciadas intempestivamente no ano seguinte. E o que eram R$ 18 bilhes de dficit foram logo pra R$ 60 bilhes no final de 2015 e R$ 94 bilhes em 2016, reconhecidos pelo governo, saltando depois do golpe em 2017 para acima de R$ 150 bilhes. Canalhas!!! (trs vezes, como bradou Tancredo Neves na contramo ao golpe de 1964). Agora o Guedes pede R$ 200 bilhes! https://www.gazetadopovo.com.br/ideias/chamar-o-legado-petista-de-decada-perdida-e-pouco

  4. Ainda sonho poder defender outros ministros, principalmente na rea da Educao. Mas, est difcil.
    Outro ministro que se deixasse um pouco a ideologia de lado e se tornasse mais pragmtico faria muito melhor seria o Ricardo Salles do Meio Ambiente. Fez um trabalho razovel no Estado de So Paulo com a concretizao de vrios aterros sanitrios, que ainda no seja a melhor opo sem dvida muito melhor do que os lixes ainda to espalhados nos cantos do pas. Agora arruma uma briga desnecessria com ambientalistas que queriam fazer um encontro em Salvador. Ele tentou boicotar, ma foi contrariado por um dos principais aliados do governo, ACM neto, que com toda razo bateu o p e vai realizar o encontro seja ou no do gosto do ministro.
    Poderia o ministro Salles aproveitar a oportunidade e elogiar iniciativas privadas com a do fazendeiro de Uberlandia que est promovendo a recuperao de terras degradadas transformando-as em nascentes. Poderia aproveitar a oportunidade e tirar proveito disso, dizendo que o governo apoia iniciativas desse tipo, embora no caso, parece que no houve um tosto de dinheiro pblico nessa iniciativa.
    Eu no sei o que pensam a maioria dos ministros desse governo , mas para mim claro que a soluo para o Brasil vir da soma das solues de pequenos problemas,a soma e multiplicao dos micros vai acabar resolvendo o problema macro. Cabe nesse caso, o Governo no atrapalhar , sinalizar e incentivar as solues micros, assim como vem fazendo o ministro Tarcisio de Freitas, que no a toa o melhor ministro do Governo Bolsonaro. Toramos para que os outros se espelham nele. Mais trabalho e menos ideologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.