Temer despacha no Planalto e continua presidindo o PMDB

Deu na Agência Brasil

O ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB), anuncia que o vice-presidente da República, Michel Temer, não vai deixar o comando do PMDB, embora tenha assumido na semana passada a articulação política do governo. De acordo com Padilha, Temer está discutindo as indicações de nomes para o segundo e terceiro escalão do governo, cuja maioria ainda não foi nomeada neste segundo mandato.

“Michel não deixará a presidência do PMDB. Ele garantiu para um grupo de peemedebistas que têm interesse no assunto”, disse o ministro Eliseu Padilha. Depois que a presidenta Dilma Rousseff transferiu as funções da Secretaria de Relações Institucionais para a Vice-Presidência, a transferência do comando nacional do partido para o senador e vice-presidente do partido, Valdir Raupp (RO), chegou a ser cogitada.

VÁRIAS REUNIÕES

O ministro se reuniu com Temer no início da noite de segunda-feira no gabinete da Vice-Presidência no Palácio do Planalto. Além dele, os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e das Comunicações, Ricardo Berzoini, também se encontraram com o vice-presidente, que fez também uma reunião ampla, com ministros e parlamentares, sobre o ajuste fiscal.

Ainda segundo o ministro da Aviação Civil, cujo nome chegou a ser estudado para assumir a articulação política do governo antes do anúncio de Dilma, o vice-presidente está “conversando com todos” sobre as mudanças nos cargos do segundo escalão, como cargos de diretoria, de empresas estatais e demais postos na administração pública federal.

“Ele está ouvindo a todos. Nós devemos, quem sabe até o final de semana, ter um primeiro quadro, um retrato do que a gente pode fazer em termos de segundo, terceiro escalão, os cargos nos estados. Então ele, presidente Michel, vai conversar com a presidenta, e dará conhecimento à sociedade”, disse Padilha.

8 thoughts on “Temer despacha no Planalto e continua presidindo o PMDB

  1. ” discutindo as indicações de nomes para o segundo e terceiro escalão do governo, cuja maioria ainda não foi nomeada neste segundo mandato.”

    Claro, pois eles tem que esperar o aumento da receita para não ferir a L.R.Fiscal. Só por isso, caso contrário já teriam inundado as folhas de pagamento com seus cabos eleitorais, parentes, amantes e amigos.

    O que vai mudar com Temer na presidência:
    – O Foro de São Paulo não vai mais receber grana e agrados
    – A esquerda festiva vai entrar em recesso
    – A roubalheira, por uns tempos, vai diminuir.

    No mais, a festa com nosso dinheiro continuará. Triste realidade.

  2. Deu no Jornal do Brasil, em 3.12.2009, atualizado em 25.10.2011 e reatualizado em 14.4.2015

    País
    03/12/2009 às 22h14 – Atualizada em 25/10/2011 às 00h07
    Cúpula do PMDB reage a acusações
    Jornal do Brasil

    Jornal do Brasil

    BRASÍLIA – Após atingir o DEM e diversos outros partidos no Distrito Federal, o escândalo envolvendo o suposto pagamento de propinas a integrantes da cúpula do governo local e aliados ganhou ainda mais dimensão nacional ontem com a revelação de que figuras de destaque do PMDB, entre elas o presidente da Câmara Federal, Michel Temer (PMDB-SP), aparecem em gravações como supostos beneficiários do esquema. Irritados com o envolvimento do partido no caso, os peemedebistas pretendem ingressar na Justiça com queixa-crime contra Alcir Colaço, dono do jornal Tribuna do Brasil, que revela numa conversa com Durval Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal, o suposto pagamento de propina para Temer e os deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Tadeu Filipelli (PMDB-DF).

    • Tribuna do Brasil foi um jornal diário fundado em 2001 pelo empresário de comunicações de Rondônia e ex-senador suplente Mario Calixto.

      Em 2005 foi vendido ao atual proprietário e presidente, Alcyr Duarte Collaço Filho, gravado pelo delator do escândalo do mensalão do DEM, Durval Barbosa, guardando maços de dinheiro na cueca. O impresso teve a circulação suspensa em março de 2011, quando alegou estar incapaz financeiramente de continuar a rodar diariamente.

    • Caro Ednei Freitas … saudações! Eis a notícia inteira, conforme pesquisei:

      http://m.jb.com.br/pais/noticias/2009/12/03/cupula-do-pmdb-reage-a-acusacoes/

      “Cúpula do PMDB reage a acusações … Jornal do Brasil … 03/12/2009 às 22h14 – Atualizada em 25/10/2011 às 00h07 … Jornal do Brasil
      BRASÍLIA – Após atingir o DEM e diversos outros partidos no Distrito Federal, o escândalo envolvendo o suposto pagamento de propinas a integrantes da cúpula do governo local e aliados ganhou ainda mais dimensão nacional ontem com a revelação de que figuras de destaque do PMDB, entre elas o presidente da Câmara Federal, Michel Temer (PMDB-SP), aparecem em gravações como supostos beneficiários do esquema. Irritados com o envolvimento do partido no caso, os peemedebistas pretendem ingressar na Justiça com queixa-crime contra Alcir Colaço, dono do jornal Tribuna do Brasil, que revela numa conversa com Durval Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal, o suposto pagamento de propina para Temer e os deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e Tadeu Filipelli (PMDB-DF).
      O PMDB defende que as denúncias foram motivadas pela disputa pelo governo do Distrito Federal em 2010. O ex-governador do DF Joaquim Roriz (PSC) rompeu com o partido neste ano, o que na leitura de alguns peemedebistas mostra que ele pode ser o responsável pelas acusações.
      A minha suspeição é que seja uma vingança do Roriz pela sua saída do PMDB. Estou indignado com essa situação. Não conheço nenhuma dessas pessoas, nunca nem ouvi falar neles disse Cunha.
      Tadeu Filipelli também enxergou no episódio a ação de Roriz. Presidente do PMDB-DF, Filipelli rompeu com Roriz neste ano, com o apoio dos caciques do partido, depois que a legenda desistiu de lançar candidato próprio ao governo do Distrito Federal em 2010 para apoiar a reeleição de Arruda. O ex-governador deixou o PMDB e ingressou no PSC para lançar o seu nome na disputa eleitoral.
      Antes dos peemedebistas, contudo, o próprio Arruda também atribuiu a Roriz a responsabilidade pelas acusações que pesam contra ele. O governador do DF, suspeito de ser o comandante do esquema, disse em entrevistas que Roriz desejaria ganhar no tapetão a disputa de 2010 e por isso teria convencido Barbosa a divulgar imagens que mostram Arruda e alguns de seus principais colaboradores recebendo dinheiro.
      Eduardo Cunha disse que já ingressou ontem mesmo com queixa-crime contra Colaço na Justiça Federal. Filipelli também confirmou, por meio de assessores, que tomou medida similar. Da mesma maneira, Temer disse que já preparou petições com queixa-crime para apresentar à Justiça do DF. O presidente da Câmara também prometeu tomar ações judiciais responsabilizadoras .
      Hoje é um dia de frieza e de tomar providências concretas para revelar que não temos nenhum temor, mas nenhuma preocupação em relação a isso. Disse a respeito da vilania desses atos e, por isso, digo a vocês que hoje, para revelar absoluto destemor, estou tomando providências judiciais disse Temer.
      Henrique Eduardo Alves também teria, segundo assessores, encaminhado documentos para seus advogados tomarem as medidas judiciais contra Colaço. A revelação de que os peemedebistas
      A menção aos caciques peemedebistas que chancelaram a saída de Roriz do partido no diálogo entre Collaço e Durval foi divulgada ontem pela Folha de S. Paulo. Na gravação, Barbosa diz que Arruda dava 1 milhão por mês para Filippelli . Collaço fala em outro valor e detalha a suposta partilha:
      É 800 pau (sic). Quinhentos pro Filippelli, 100 para o Michel, 100 para Eduardo, 100 para Henrique Alves.
      A indignação com que os cacique peemedebistas reagiram à acusação de suposto envolvimento no esquema, contudo, não foi suficiente para convencer a totalidade do partido. Ontem, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) encaminhou nesta uma carta à presidente interina do PMDB, Iris de Araujo, na qual pede que o partido se explique publicamente sobre a suspeita. Simon afirma, na carta, que o partido precisa dar uma cabal satisfação à sociedade para explicar o episódio.
      Precisamos distinguir entre os bons e os maus políticos, os homens públicos de bem e os homens publicamente envolvidos com o mal. Precisamos exaltar a boa política e execrar a política que virou caso de polícia. É o que espera o Brasil do PMDB. Confio nas suas providências , diz o senador. Segundo Simon, não basta Temer e os outros três deputados mencionados numa conversa como suspeitos de receber dinheiro do esquema de corrupção se explicarem sobre o episódio. É preciso mais. O PMDB precisa dar uma cabal satisfação à opinião pública brasileira, cada vez mais perplexa com o que ouve e vê em imagens e palavras eloquentes pelo conteúdo e despudoradas pelo que mostram , conclui o senador. (Com agências)”

  3. Caro CN … Bom dia!

    Temos que tomar cuidado com o AJUNTAR … Nosso querido Vice Temer, por questão constitucional, é subordinado a Dona Dilma, nossa também querida Presidenta … até hoje os governos tucanos e petistas agem usando e abusando do PMDB – coisa que até nosso Temer tem feito, por constitucionalista que é!!!

    No entanto, PT legitimamente é PT … e PMDB é PMDB!!! !!! !!! kkk snif e esta é a causa da crise política atual – o PT querer que o PMDB abone seus programas governamentais em troca de cargos aos aliados; pois em troca de verbas orçamentais já era!!! !!! !!!
    … … …
    VAI DAR CERTO??? segue cópia de e-mail que dirigi ao querido Padre Pinalli, escolhido por Papá do Céu para receber minhas meditações … … … é claro que, como ele já me respondeu, não concorda com muito do que escrevo … Peço orações!!!

  4. Reverendo Padre Pinalli … Paz!

    Já excluí os 2 e-mail anteriores … eis como entendo o que a Bíblia nos ensina sobre Babilônia:

    1 – do e-mail anterior temos que Babilônia é se apoderar do que outros ajuntaram … Isaías profetiza que a riqueza que todos os reis de Israel, desde Saul, ajuntaram iria para Babilônia … … … Ora, ajuntaram o que deveria ter sido distribuído em favor do povo; pois era proibido vender as propriedades rurais – as quais retornavam a seus donos no JUBILEU dos 50 anos!!! !!! !!! As propriedades dentro das cidades muradas podiam ser negociadas em definitivo, o que é o princípio da burguesia!!! pois os que se davam bem com as atividades rurais podiam ir crescendo nas cidades!!!

    2 – Segundo http://pt.wikipedia.org/wiki/Bel%C3%A9m_%28Palestina%29: “História … Os primeiros assentamentos, no local onde está a cidade de Belém, datam 3000 a.C. . Em todo o território hoje constituído por Israele Palestina se assentaram tribos cananéias, sendo as principais as dos: jebuseus, hititas e amaritas, que construíram pequenas cidades, cercadas por muralhas que as protegiam.”

    3 – Conforme http://pt.wikipedia.org/wiki/Nazar%C3%A9: “História … História antiga e evidência arqueológica … A questão crítica agora sob o ponto de vista do debate acadêmico é de quando no período romano Nazaré veio a existir, ou seja, se os assentamentos lá começaram antes ou depois do ano 70 d.C. (a Primeira Guerra Judaica]].27 … certamente que Nazaré de Jesus, Maria e José era pequenininha e não era murada!!!

    4 – O fato de Jesus ter nascido na murada Belém e ter ido crescer em Nazaré é a primeira demonstração de que o Seu Reino não é deste mundo, em que se ajunta o que outros produzem!!!

    5 – Em http://tribunadainternet.com.br/sindicalistas-passaram-a-defender-apenas-interesses-proprios/#comments comentei sobre a riqueza que dos Reis vai para os Burgueses e destes não vai para o Proletariado porque os sindicalistas e outros líderes de Movimentos Sociais também são tão pecadores quanto Reis e Burgueses … pensam por primeiro em si mesmos, como os escândalos atuais envolvendo líderes governamentais!!! é o que chamo de iscariotismo … mesmo com nosso Francisco Pedro atenuando Judas e recebendo e incentivando os Movimentos Sociais!!! !!! !!!

    6 – No Domingo passado, está lá “44. Todos os fiéis viviam unidos e tinham tudo em comum. 45. Vendiam as suas propriedades e os seus bens, e dividiam-nos por todos, segundo a necessidade de cada um. (At 2) … “34. Nem havia entre eles nenhum necessitado, porque todos os que possuíam terras e casas vendiam-nas, 35. e traziam o preço do que tinham vendido e depositavam-no aos pés dos apóstolos. Repartia-se então a cada um deles conforme a sua necessidade. 36. Assim José (a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé que quer dizer Filho da Consolação), levita natural de Chipre, possuía um campo. 37. Vendeu-o e trouxe o valor dele e depositou aos pés dos apóstolos”. (At 4)” … … … a Igreja Primitiva vendia propriedades rurais e urbanas (terras e casas acima) … no que deu??? ??? ???

    7 – “1. Um certo homem chamado Ananias, de comum acordo com sua mulher Safira, vendeu um campo 2. e, combinando com ela, reteve uma parte da quantia da venda. Levando apenas a outra parte, depositou-a aos pés dos apóstolos. 3. Pedro, porém, disse: Ananias, por que tomou conta Satanás do teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e enganasses acerca do valor do campo? 4. Acaso não o podias conservar sem vendê-lo? E depois de vendido, não podias livremente dispor dessa quantia? Por que imaginaste isso em teu coração? Não foi aos homens que mentiste, mas a Deus. 5. Ao ouvir estas palavras, Ananias caiu morto. Apoderou-se grande terror de todos os que o ouviram. 6. Uns moços retiraram-no dali, levaram-no para fora e o enterraram. 7. Depois de umas três horas, entrou também sua mulher, nada sabendo do ocorrido. 8. Pedro perguntou-lhe: Dize-me, mulher. Foi por tanto que vendestes o vosso campo? Respondeu ela: Sim, por esse preço. 9. Replicou Pedro: Por que combinastes para pôr à prova o Espírito do Senhor? Estão ali à porta os pés daqueles que sepultaram teu marido. Hão de levar-te também a ti. 10. Imediatamente caiu aos seus pés e expirou. Entrando aqueles moços, acharam-na morta. Levaram-na para fora e a enterraram junto do seu marido. (At 5)” … … … Ananias e Safira eram do iscariotismo!!! !!! !!!

    8 – “1. Naqueles dias, como crescesse o número dos discípulos, houve queixas dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas teriam sido negligenciadas na distribuição diária. 2. Por isso, os Doze convocaram uma reunião dos discípulos e disseram: Não é razoável que abandonemos a palavra de Deus, para administrar. 3. Portanto, irmãos, escolhei dentre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais encarregaremos este ofício. 4. Nós atenderemos sem cessar à oração e ao ministério da palavra. 5. Este parecer agradou a toda a reunião. Escolheram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo; Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas e Nicolau, prosélito de Antioquia. 6. Apresentaram-nos aos apóstolos, e estes, orando, impuseram-lhes as mãos. (At 6)” … … … os Apóstolos concluíram que o dever SEM CESSAR deles é a ORAÇÃO E A PALAVRA, deixando a administração (POLÍTICA) à escolha dos fiéis!!! percebe-se que o Espírito Santo está nestas decisões!!!

    9 – Só lembrarei que ao venderem o que possuíam, a Igreja Judaica ficará pobre … e precisará da ajuda dos Gentios!!! o que ocasionará a ida de São Paulo a Roma e nos informar que o Evangelho já percorrera o Mundo, ficando em condição o FIM!!! !!! !!!
    … … …
    Ao fraquejarem os sindicalistas … não há mais quem possa RESTAURAR a Reino de Papá, com todos sendo donos, conforme a Economia de Moisés, que não foi mudada nem aperfeiçoada por Jesus … … … a PROMESSA DE JESUS: “1. Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. 2. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fora assim, e eu vos teria dito; pois vou preparar-vos um lugar. 3. Depois de ir e vos preparar um lugar, voltarei e tomar-vos-ei comigo, para que, onde eu estou, também vós estejais. 4. E vós conheceis o caminho para ir aonde vou. (Jo 14)

    Maranata!!! !!! !!!

  5. http://pmdb.org.br/noticias/nao-cabe-ao-presidente-do-senado-nomear-ou-exonerar-ministro-diz-renan/ com:

    Não cabe ao presidente do Senado nomear ou exonerar ministro, diz Renan … Agência Senado … 14 de abril de 2015 … Brasília (DF) – O presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), disse na manhã desta terça-feira (14) que não cabe a ele nomear ou exonerar ministros. A afirmação foi feita depois de ele ter sido questionado por jornalistas sobre a possível nomeação de Henrique Eduardo Alves para o Ministério do Turismo.
    — Estou defendendo a redução de ministérios, a redução de cargos em comissão, a reforma do Estado. Como é que eu posso agora dizer quem vai ficar no ministério ou quem vai sair? Não me cabe abonar a assinatura de ninguém — declarou.
    Renan enfatizou que não quer participar de qualquer discussão sobre o assunto.
    — Acho que o simples fato de discutir esse assunto apequena a questão do ponto de vista do Congresso Nacional. O Congresso é uma instituição respeitável. Não tem muito sentido colocar o presidente do Senado Federal na discussão de quem vai ser ministro, quem não vai ser ministro, quem vai ocupar cargo A, cargo B, cargo C. Eu não quero participar desse debate — afirmou.
    Ajuste fiscal – O presidente do Senado também falou sobre o ajuste fiscal. Segundo ele, o Congresso pode colaborar buscando caminhos “criativos” para atender as necessidades dos municípios e dos estados.
    — É importante buscar criativamente saídas para os municípios e para os estados. Acho que é possível fazermos isso. Vamos identificar as matérias que estão tramitando no Congresso que dizem respeito aos interesses dos municípios. Tudo que puder ser feito sem mexer no ajuste fiscal, sem comprometer a qualidade do ajuste fiscal, devemos fazer — disse.
    Reforma política – O presidente do Senado também anunciou que vai retomar a votação da reforma política no Senado.
    — Já começamos a votar e vamos retomar a votação da reforma política. Separamos por itens e vamos ver, na medida do possível, no que podemos avançar.
    Terceirização – Em relação ao projeto de regulamentação da terceirização (PL 4.330/2004), que pode ter a votação concluída na Câmara nesta semana, Renan disse considerá-lo fundamental, mas com estabelecimento de limites.
    — Precisamos aguardar que o projeto chegue ao Senado. É fundamental a regulamentação. Ela vai ampliar a segurança jurídica, mas entendo que é preciso por limites.”
    … … …
    Renan já deu exemplo diminuindo as despesas do Senado Federal!!! !!! !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *