Temer e Maduro, unanimidades que até a urna eletrônica rejeita

Resultado de imagem para temer e maduro charges

Charge do Dum (reproduzida do Facebook)

Jorge Béja

Quando o assunto é eleição, urna é sempre urna, É onde o eleitor deposita seu voto. Não importa se voto-eletrônico ou voto em cédula-papel. É pela urna que se ouve a voz do povo. E dizem que a voz do povo é a voz de Deus.  Qualquer que seja ela e ainda que sujeita a manipulações e fraudes de todo tipo e gênero, a urna tem um simbologismo inefável. Violá-la é crime, é sacrilégio. Neste domingo (30/8) e por imposição do presidente Nicolás Maduro, os venezuelanos, constrangidos, foram às urnas. E como acontece no mundo inteiro nas eleições, a imprensa estava presente para registrar o flagrante do voto de Maduro que aproveitou o momento e fez um breve e falacioso pronunciamento.

Exibindo o cartão-eletrônico de votação, disse Maduro: “Vamos fazer a verificação do meu Carnê da Pátria para que fique registrado que eu vim votar e que meu Carnê da Pátria fique marcado para toda a vida que votei no dia histórico da Constituinte”.

ELE NÃO EXISTE – Ato seguinte, Maduro injetou seu chamado “Cartão da Pátria” na maquininha receptora. E na tela da minúscula peça apareceu escrito este nítido aviso: “A pessoa não existe, ou o carnê foi anulado“. O mundo viu. Foi a própria televisão oficial da Venezuela, pega de surpresa, que registrou a cena. Sei não. Que não foi sabotagem da imensa oposição, não foi. O poder estatal na Venezuela, mormente o eleitoral, é controlado, é submisso e tem medo de Maduro e seus asseclas.

Tal como a urna, o que aconteceu deve ter a mão do além, da espiritualidade, do que é metafísico e transcende à limitada compreensão dos humanos. Foi um duro e verdadeiro recado a Maduro. Em outras palavras: “Maduro, você está morto. você não existe mais”. Ou “Maduro, sua validade venceu e seu registro foi anulado”. Ou este outro, mais curto, generalizado e unânime: “Maduro, vá embora”.

FAZ DE CONTA – Coincidentemente, um outro que acumula 95% de rejeição do povo brasileiro, também neste domingo deu uma de “faz de conta”  e cometeu mais um fiasco. Temer decidiu dar uma chegadinha rápida no Rio de Janeiro. Disse que veio para inspecionar as tropas das Forças Armadas que ele, por decreto, enviou para dar mais segurança ao povo do Rio, como se os cariocas já tivessem alguma. Se Michel Temer demorou mais de 4 horas no Rio, foi muito.

Deu um sobrevoo de helicóptero pela cidade, fez um rapidíssimo pronunciamento, e voltou para Brasília, para comandar a corrupção política na compra de votos para que a Câmara dos Deputados não dê autorização ao Supremo Tribunal Federal para decidir sobre  recebimento, ou não, da denúncia-crime que o procurador-geral da República ofereceu  contra ele.

ALTA PREPARAÇÃO – No pronunciamento aos jornalistas e cercado de “papagaios-de-piratas”, tais como Moreira Franco, Crivella, Pezão e até Simão Sessim, disse Temer: “ É uma operação que nós a estamos preparando há bastante tempo, que ao longo desses últimos cinco, seis meses, nós temos feito em Brasília seguidas reuniões, sempre com muita discrição, tendo em vista a temática tratada, mas tratando precisamente da questão da segurança pública, e no particular, a segurança pública no Estado e na cidade do Rio de Janeiro. Esta operação se dará até 31 de dezembro de 2017, mas nada impedirá que no começo do ano nós renovemos este decreto para fazê-lo vigorar até o final de 2018″.

Temer, você ainda é o presidente do Brasil. Mas sua pessoa já não existe mais. Seu “carnê” foi anulado, junto com o de Dilma, com quem você formou a chapa que venceu as eleições. É mentira que há meses você (ou vocês) vem tratando da segurança pública, de todo o país e do Rio. A ser verdade, as reuniões que você disse que houve foram com quem?. Onde e quando aconteceram? Foi naquele porão do Jaburu que você recebeu de madrugada seu amigo Joesley Batista? Quantas foram? Quem do governo do Rio estava lá? E por que você demorou tanto para agir?

O BEBÊ MORREU – Nas guerras, Temer, todos os segundos são perigosos e fatais. Temer, o bebê Arthur morreu ontem, enquanto você falava aquelas coisas aos jornalistas. Arthur foi atingido por uma bala no dia 30 de Junho passado. Nem tinha vindo à luz e foi baleado no útero de sua mãe. E um mês depois você deu um “pulinho” no Rio para dizer que há meses e meses um plano de segurança pública estava sendo debatido em Brasília para preservar a vida do pequeno Arthur, da menina Maria Eduarda e de centenas de outras vidas que se perderam durante todo esse tempo? Temer, sabemos que você é um homem preguiçoso. Que, fora da presidência, você gosta de acordar por volta das 11 da manhã. Já na presidência, acorda menos tarde.

Mas você tardou demais na prestação de socorro ao povo do Rio de Janeiro. Mas antes tarde do que nunca, não é mesmo?

MAIS TIROTEIO – Hoje, segunda-feira, 31 de Julho, o bairro da Tijuca (zona norte do Rio) amanheceu sob forte e demorado tiroteio. Eram bandidos de um lado e soldados do Exército e policiais militares do outro. Dizem que deixou gente morta. Temer, no seu breve discurso ontem e antes de regressar às pressas para Brasília, até que você, entre muitos relatos incomprovados, fez uma afirmação verdadeira, que foi esta: “a maior expressão da autoridade é exatamente o povo”. Nada mais verdadeiro, Temer.

Nas democracias é assim. O povo é mesmo a maior, mais forte e mais autêntica autoridade. É o povo quem manda. Os eleitos são meros mandatários.  E a autoridade popular, que está acima do presidente, não quer você, não aceita você, não confia em você. Obedeça-a, então. E faça as malas e renuncie.

21 thoughts on “Temer e Maduro, unanimidades que até a urna eletrônica rejeita

  1. Louvável a sua perseverança e indignação, Dr Béja, mas o cínico mor e sua corte, corte? melhor “corja” não se constrangem facilmente, infelizmente medidas mais práticas só poderão ser tomadas de aqui a quatorze meses, aí nos lhe daremos o troco.

    • 81% quer a abertura de processo contra o Temer.

      Ir contra mais de 80% da população é encerrar a carreira política.

      Vai ter muita gente sem foro privilegiado em 2018 !!!

  2. Dr. Béja, assino, o cara é um amoral, trnsformou junto a camarilha do congresso, o Brasil em grande senzala com 220 milhões de escravos, Princesaa Izabel, precisa reencarnar, para assinar nova Lei Aurea. Temer não respeita nem seu filo, quando adulto, tomar conhecimento da História de hoje. Infelizmente, temos em Brasília, quadrilhas hediondas, da caneta, que infelicita 220 milhões,
    A cada um segundo suas obras e pagarás até o último ceitil, pós túmulo, que acontecerá a todos nós.
    Muita saúde e longa vida, Dr. Béja, e que Deus em sua Misericórdia, nos ajude a sair desse lamaçal pacificamente.

    • Talvez a única forma de Temer sair seria se Maia aceitasse o pedido de impeachment feito pela OAB.

      Quem pode convencê-lo a aceitar ?!?!

      Aceita o impeachment Maia !!!

  3. Caro Dr. Beja,
    O Temer já deveria ter caído de maduro.
    E o Maduro deveria temer o aguerrido povo venezuelano.
    Brincadeiras à parte, dois incapazes de conduzir os seus povos ao bem estar social.
    Nicolas também já deveria ter caído de maduro.
    Parabéns por sua indignação com esses dois medíocres primeiros mandatários de suas nações.

  4. Um pais chamado Brasil, afogado na incompetência e corrupção de seus mandatários e, sem pai nem mãe, que garantam uma sobrevida digna e sem sobressaltos para o cidadão.

    De fato, mais na frente, perdurando esse quadro de repressão, cara de ditadura civil, é possível sim, que a Nação extravase o seu descontentamento com os políticos, com movimentação mais irada, irracional… e aí, só Deus é quem sabe no que vai dar….

  5. O blog segue descendo a ladeira da qualidade. Comparar o Temer, um jurista respeitado, cinco vezes deputado federal, com um ditador de fundo de quintal como o Maduro é o fim da picada. Acredito que o Carlos Newton pode rever conceitos a partir de críticas serenas de leitores.

    • Roger Abdelmassih foi o mais renomado e competente médico, especialista em reprodução humana que o mundo conheceu. Suzane Richthofen fala, escreve, traduz e verte, fluentemente e no melhor estilo, 13 idiomas. Nicolau dos Santos Neto (o “lalau”), magistrado de carreira (concursado), era o presidente do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo….e por aí vão eles. Eles é que despencaram ladeira abaixo, e chafurdaram na lama das celas das enxovias nacionais, que são nossas penitenciárias.

  6. Uma pequena correção: o tiroteio na Tijuca foi no morro do Turano entre marginais fortemente armados com armamento proibido (fuzis, uzis, grandas) e o Bope e o BAC (Batalhão de ação com cães). Segundo nota oficial 3 suspeitos foram mortos e um foi ferido. O exército não estava nem nas proximidades. Felizmente nenhum policial morreu.

    • José Augusto Aranha, eu vi um jipe do Exército com soldados armados descendo a Rua Félix da Cunha para alcançar a Rua Conde de Bonfim. O tiroteio, que durou mais de 15 minutos minutos, foi mesmo no morro do Turano, incluindo a comunidade da chacrinha,perto de onde moro. Realmente tinham o Bope e o Bac. Pelo menos um jipe do Exército, com soldados armados, também estava presente. Quanto à existência de mortos, nada sei dizer.

    • Sem contar as 3 contas da Suzane na Suíça, aberta pelo Paulo Preto na época que o pai da Suzane era diretor da Dersa.
      Não estão deixando a delação do Paulo Preto andar….

  7. Outro detalhe importante. A Smartmatic que produz as nossa urnas jabuticabas é Venezuelana. Se continuarmos com esta palhaçada eleitoral só garantiremos a coronelcracia.

  8. A Criméia votou num plebiscito que desejava ser incorporada a Rússia, deixando de integrar a Ucrânia, foi uma votação demócrática, mesmo assim os EUA não reconheceram, isso só demonstra que os norte-americanos só reconhecem o que for sua conveniência “financeira”, queiram ou não, houve uma consulta democrática feita a população venezuelana, por acaso houve por aqui, consulta popular(referendo) se eramos a favor ou contra as mudanças trabalhistas e previdênciária ?

  9. Essa é a 13.a vez que o Exército sai às ruas no Rio, a última foi nas Olimpíadas e mesmo com um efetivo 5 vezes maior , o número de roubos subiu durante o evento.
    Ontem a noite fui para Nova Iguaçu e não vi ninguém do Exército , apenas duas viaturas da PM.
    Acabei de voltar de São Gonçalo e nada também…

  10. Esta “guerra” toda para evitar que a câmara autorize o recebimento da denuncia de um inocente presidente; imagine se ele fosse culpado.
    Ainda mais que a denuncia foi feita por um meliante.
    Eu estou começando a achar que os fantasmas do Alvorada existem mesmo e deixam os ocupantes do cargo de presidente, fora de si, abestalhados mesmo; antes era a anta agora este louco só que se o botafogo assumir não vamos colocar a culpa em fantasmas não, pois já sabemos de antemão no que vai dar.

  11. O texto verdadeiro do nosso dr.Béja não consegue unanimidade, haja vista muito bons comentaristas e articulistas não desejarem a saída de Temer, mas que permaneça até 2018.

    Penso igual ao eminente jurista, pois suportarmos mais um ladrão no Planalto é inaceitável, e nos classifica como um povo de terceira categoria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *