Temer toma posse imediatamente e promove reunião do Ministério

Resultado de imagem para temer presidente charges

Charge do Chico, reprodução de O Globo

Gustavo Uribe e Valdo Cruz
Folha

No caso de Dilma Rousseff ser afastada definitivamente do cargo, o presidente interino, Michel Temer, convocará seus principais ministros e aliados para comparecerem ao Congresso Nacional na tentativa de dar peso político à sua cerimônia de posse. A ideia discutida pelo Palácio do Planalto é que a solenidade, de meia hora, repita o formato da cerimônia realizada em 1992, quando Itamar Franco assumiu o posto após a queda definitiva de Fernando Collor de Mello (PTC-AL).

Em um aceno a deputados e senadores, o peemedebista pretende aproveitar a oportunidade para entregar a previsão orçamentária do próximo ano, anunciando que não incluirá a previsão de aumento de impostos.

A expectativa é de que o Palácio do Planalto enfrente votações difíceis no início do governo peemedebista, como a proposta que estabelece um teto para gastos públicos e a reforma previdenciária. As duas enfrentam resistências no Congresso.

CERIMÔNIA – Com a previsão de um grande público, a solenidade será feita no plenário da Câmara, maior que o do Senado. O peemedebista fará um juramento à Constituição e será declarado empossado pelo presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Pelo protocolo definido, o presidente interino chegará ao Senado ao lado de ministros e aliados antes do horário oficial de início da cerimônia e aguardará no gabinete presidencial. Como a votação final do impeachment não seria concluída nesta terça (30), o horário da posse ainda estava indefinido.

A sessão será aberta pelo presidente do Senado, que pedirá aos líderes da base aliada que busquem o novo presidente. No plenário, ele fará o juramento e entregará sua declaração de bens.

Na fala, ele irá se comprometer a manter, defender e cumprir a Constituição, além de respeitar as leis, promover o bem geral da população brasileira e sustentar a independência do país.

Concluído o juramento, será aberta a palavra ao presidente do Congresso, que irá declarar, então, o peemedebista empossado.

VIAGEM À CHINA – Como Temer quer viajar no mesmo dia para a China, não deve ser promovida uma cerimônia de cumprimentos, como ocorre em solenidades de posse de presidentes eleitos.

A ideia é que, no mesmo dia, antes de embarcar para o país asiático, o peemedebista promova uma reunião ministerial para definir os rumos do novo governo e grave um pronunciamento em cadeia nacional de televisão e rádio que será exibido já na noite desta quarta-feira.

Na terça-feira, Temer se reuniu com o marqueteiro Elsinho Mouco, publicitário oficial do novo governo, para fechar o formato do discurso para a televisão, que deve ter entre cinco e dez minutos.

7 thoughts on “Temer toma posse imediatamente e promove reunião do Ministério

  1. Setembro… uma nova fase de vida…
    Gozado, me fez lembrar aquela musiquinha do Beto Guedes…

    “Quando entrar setembro,
    Abre as janelas do meu peito
    A lição sabemos de cor
    Só nos resta aprender
    Já choramos muito
    Muitos se perderam no caminho
    Mesmo assim não custa inventar
    Uma nova canção
    Que venha nos trazer
    Sol de primavera
    Abre as janelas do meu peito
    A lição sabemos de cor
    Só nos resta aprender…”
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. só nos resta apelar ao grande jurista DR. JORGE BEJA, para que mais uma vez, prepare uma ação no STF, parta coibir mais um ataque a CONSTITUIÇÃO e manobra política sórdida para beneficiar desta vez sim ladrões e criminosos que assaltam o PAÍS descaradamente E SÓ AGEM EM SEU PRÓPRIO BENEFICIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *