Temos progresso, falta ordem

http://www.bengochea.com.br/img/roubaramordemeprogress.jpg

Carlos Chagas

É inegável que o país cresceu e continua crescendo. Rotule-se de  progresso, como nos idos da proclamação da República,  ou desenvolvimento, palavra  inventada nas décadas seguintes.  A verdade é que a nação  progrediu materialmente, ainda  hoje  progride    no campo social. Nada a opor, muito pelo contrário.

Agora, em termos de ordem, ou se quiserem, de segurança,  nada feito. Raras vezes verificamos tanta insegurança e tanta desordem. Falta autoridade pública  entre nós. Cada cidadão sente-se acuado e desamparado. O poder institucionalizado  omite-se, quando não se mostra inoperante.

Há tempos que índios de verdade ou fajutos perturbam Brasília e suas instituições, mas não ficam apenas na capital federal, onde, dia sim, outro também, invadem o Congresso.   Também ocupam a avenida Paulista e  fecham rodovias no país inteiro,  tomam   próprios estatais e propriedades privadas como se dispusessem de habeas-corpus preventivos para quebrar a lei.  Merecem todos os cuidados  como comunidades sofridas e  abandonadas, tem sido atendidos numa série de reivindicações mas nada lhes dá o direito de quebrar a paz pública.

Professores tem sido humilhados e desprezados, cabe-lhes a prerrogativa de entrar em greve e protestar por salários menos aviltantes. Só que não dá para aceitar  o que estão fazendo, nem vê-los permitir  que vândalos façam, sob sua proteção. A baderna continuada nas ruas do centro do Rio de Janeiro prejudica a cidade inteira, sem falar  nas crianças sem aula e nos pais envolvidos na deletéria opção de deixá-las sozinhas em casa ou deixar de trabalhar.

Os bancários estão parados. Nada mais justo do que se  insurgirem contra as migalhas recebidas dos bancos milionários, mas a paralisação que se estende por todo o país pune acima de tudo o cidadão impossibilitado de pagar  contas e saldar  dívidas, recebendo multas implacáveis impostas até pelo próprio Estado  que deveria protegê-lo.

Os transportes públicos continuam lamentáveis. Apesar dos protestos iniciados em junho, as greves sucedem-se de Norte e Sul, muitas vezes gerando a violência dos usuários, tornando-se estes  os mais prejudicados. Ônibus incendiados, trens depredados, metrôs interditados com suas estações apedrejadas – quem sofre é o trabalhador que paga impostos.

Há quantos dias os Correios estão em greve? Montes de  correspondências essenciais vem sendo negada  aos destinatários, com  consequências lesivas ao seu   patrimônio e às suas relações. Tem os funcionários razão em cruzar os braços? Claro, mas que  providências tem sido tomadas?

O leitor poderá alinhar mil outras perturbações que  assolam sua vida  nas capitais estaduais, sem esquecer as cidades ao seu redor.  Os encarregados de garantir a ordem, onde estão? Vão dizer que cuidam do progresso?

CONSTATAÇÃO

Sem emitir juízos de valor,  Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal,  acertou na mosca:  seus colegas Teori Zawaski e Luís Roberto Barroso estão trazendo mudanças nas decisões já tomadas no julgamento do mensalão. Uma delas é a preservação dos mandatos de parlamentares já condenados. A perda de direitos políticos não determina mais a cassação automática. Cabe ao Congresso cassar os condenados. “Caminha-se para a absolvição, há decepção na sociedade” completou o ministro.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

4 thoughts on “Temos progresso, falta ordem

  1. O articulista se revelou totalmente com a expressão MENOS AVILTANTE. Nada diz sobre os vereadores corruptos da câmara municipal do Rio e do prefeito canalha que causa indignação popular. Certamente o articulista não anda pelas calçadas todas quebradas do centro do Rio e não paga taxa de iluminação na sua conta da Light para constatar lâmpadas apagadas nas ruas e a imundice há anos no trecho da rua Nilo Peçanha, entre as do México e Ajuda, defronte ao Banerjão, ausência e inutilidade total da guarda na prestação de serviços aos munícipes, etc. etc.

  2. eu tenho uma sensação que estamos vivendo num clima igual aquele que viviamos nos anos 1963 1964 num pais sem lei sem ordem tal qual um barco a deriva onde cada um faz o quer e os governantes escondidos acuados por todos os tipos de bandidos.o prefeito ja provou falta de competencia. o governador está desmoralisado a presidenta so é autoritaria dentro dos palacios com os seus lacaios e nós pagamos e ficamos inertes estupefactos entregues ao azar de viver num estado jgual a terra de malboro

  3. Infelizmente,não falta ordem, falta vergonha na cara.Infelizmente não se faz mudanças com flores.Essa turma no poder , esta tão suja que jamais aceitará qualquer mudança nesse contexto que ai esta.Podem rir, acreditem temos mais um candidato para 2014,é ele o filhote do Chagas Freitas,Miro Teixeira.Assim papai não aguenta, com esse time ,Miro,Garotinho,Lindinho,Pezão..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *