Teorias conspiratórias podem levar Bolsonaro à renúncia ou ao impeachment

Resultado de imagem para janio quadros

Jânio também não sabia para onde ir (foto Erno Schneider)

Tabata Amaral
Folha

Após o segundo turno da última eleição, muitas vezes externalizei o temor que tinha da guerra ideológica sem fim que desde o início Jair Bolsonaro dava mostras de querer empreender. Porque se ele não conseguisse responder aos anseios daqueles que o elegeram — que não queriam propostas mas sim dar vazão à repulsa que sentiam da política e dos políticos —, essas mesmas pessoas, inflamadas pelas teorias conspiratórias de Olavo de Carvalho e seus seguidores, passariam a questionar a própria democracia e suas instituições.

Foi o que aconteceu. Mesmo depois de eleito, o governo continuou em campanha e, mostrando não ter a nobreza dos vencedores, nunca estendeu a mão aos seus opositores. Nos primeiros meses de governo, redes bolsonaristas começaram uma série de ataques ao Supremo Tribunal Federal, conclamando pessoas a ocuparem as ruas contra o STF.

REDE DE INTRIGAS – Os filhos do presidente, acompanhados e liderados por Olavo, iniciaram uma batalha de intrigas, inclusive, e, para preocupação de todos, contra os militares, a coluna mestra de apoio. Os notórios confrontos com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a insatisfação da base do governo no Congresso e o recuo do recuo que desmentiu o anúncio feito por deputados do PSL de que Bolsonaro retrocederia nos cortes da educação não melhoraram a situação.

Essa última semana foi a prova cabal da dimensão da inabilidade política. Contrariando a maior aposta dos eleitores, a economia do Brasil está próxima de uma depressão, que se concretizará caso 2019 repita a estagnação da renda per capita dos últimos dois anos, conforme avaliou o ex-presidente do Banco Central Celso Pastore no relatório “A depressão depois da recessão”, manchete de domingo desta Folha.

RENÚNCIA? – Foi a gota final do período mais duro já enfrentado por Bolsonaro em seus poucos meses de governo. As investigações contra seu filho Flávio estão avançando, milhares de pessoas foram às ruas em defesa da educação, e o governo parece cada vez mais longe não apenas de dialogar com o Congresso mas também com sua base. O presidente chegou a compartilhar nas redes uma carta, de autor desconhecido, afirmando que estaria de mãos atadas porque o Brasil só poderia ser governado por quem pedisse “benção” às corporações.

Estaria preparando a população para uma renúncia à la Jânio Quadros? Pedindo apoio às ruas contra o avanço das investigações, como fez Collor de Mello? Ou inflando a população contra a democracia, pela notória incapacidade de governar? Não podemos ignorar essa última hipótese, não por sua probabilidade mas por sua gravidade.

VELHA POLÍTICA – Como disse a jornalista Eliane Brum, esse é o resultado de se transformar um homem ordinário em “mito” e dar a ele o poder. Em quase 30 anos no Congresso, Bolsonaro teve apenas um projeto de sua autoria aprovado e nunca pareceu se incomodar com o que chama hoje de “velha política”: ele e seus filhos empregaram familiares em seus gabinetes e as investigações hoje procuram verificar se ficavam com parte dos salários, para dizer o mínimo.

A verdade é que nós, brasileiros, precisamos de mais e não de menos democracia, de mais e não de menos pensamento crítico, de instituições mais e não menos fortes. Estamos vivendo os impactos reais de uma guerra ideológica que destrói o que há de mais sólido no nosso país, como é o caso na educação.

Em um Brasil tão machucado social e economicamente, já não há espaço para fantasiosas teorias da conspiração. Se Bolsonaro persistir nesse caminho, a história só aponta dois resultados possíveis: renúncia ou impeachment.

28 thoughts on “Teorias conspiratórias podem levar Bolsonaro à renúncia ou ao impeachment

  1. “esse é o resultado de se transformar um homem ordinário em “mito” e dar a ele o poder”

    “Bonitinha mas ordinária” é a avezinha tucano-petista, que sibila as palavras sussurradas pela corruptocracia golpista: impeachment ou renúncia.
    Para o nosso editor, nenhum problema a galera vermébile falar abertamente em impeachment presidencial … já fechar o antro de ladrões e corruptos, nem pensar. Haja paciência.

  2. J.R. Guzzo
    Ontem às 14:51 :

    A classe intelectual-liberal-civilizada, que odeia o governo, tem de se lembrar do seguinte:

    Jair Bolsonaro foi eleito democraticamente, em eleições limpas, para um mandato de quatro anos. Eleição dá nisso. Ganha quem tem a maioria absoluta dos votos. O contrário se chama golpe

  3. Renúncia requer um desprendimento e uma grandeza que Bolsonaro não tem. Bolsonaro é um incapaz, mas os que estão na linha sucessória não são melhores (o menos ruim também é ruim). Renúncia coletiva seria a saída. Mas nossos políticos não tem essa grandeza.

  4. “Estamos vivendo os impactos reais de uma guerra ideológica que destrói o que há de mais sólido no nosso país, como é o caso na educação.”

    A comunistinha Tabata já está defendendo a Nomenklatura e ficando contra a população.

    E o pior é que tem o cinismo de dizer que Bolsonaro é que está destruindo a educação. Quem mundo ela vive? O Brasil ocupa os últimos lugares no exame Pisa em educação.

    No final, como todo comunista sempre pede impeachment do seu adversário.

  5. “5. Não vos lembrais de que vos dizia estas coisas, quando estava ainda convosco?
    6. Agora, sabeis perfeitamente que algo o detém, de modo que ele só se manifestará a seu tempo.
    7. Porque o mistério da iniqüidade já está em ação, apenas esperando o desaparecimento daquele que o detém.
    8. Então o tal ímpio se manifestará. Mas o Senhor Jesus o destruirá com o sopro de sua boca e o aniquilará com o resplendor da sua vinda.
    9. A manifestação do ímpio será acompanhada, graças ao poder de Satanás, de toda a sorte de portentos, sinais e prodígios enganadores.
    10. Ele usará de todas as seduções do mal com aqueles que se perdem, por não terem cultivado o amor à verdade que os teria podido salvar.
    11. Por isso, Deus lhes enviará um poder que os enganará e os induzirá a acreditar no erro.
    12. Desse modo, serão julgados e condenados todos os que não deram crédito à verdade, mas consentiram no mal.”
    (2Ts 2)

  6. http://clubemilitar.com.br/manifestacao-de-26-de-maio-convocacao/?fbclid=IwAR1EHRmNkJQ05x_030N9EsT66StEKHM1Xc5AD61PLywc7KMgaxBjZ3XVGT4

    MANIFESTAÇÃO DE 26 DE MAIO CONVOCAÇÃO
    O Clube Militar, tradicionalmente preocupado com os assuntos atinentes ao desenvolvimento da Nação Brasileira, vem convocar seu Quadro Social e convidados a participarem das manifestações a serem levadas a efeito em todo o território nacional, apoiando o Governo Federal na implementação das reformas necessárias à governabilidade.
    Participe em sua cidade!

  7. Esta famigerada esquerda só quer os interesses próprios, não visa o interesse nacional.
    Por isto o ladrão está preso, e continuará, e o bandido, Dirceu já foi , e lá continuará, pois não há coragem de toffoli, do crápula gilmar, e de qualquer outro daquela pocilga, em conceder um HC.
    Têm medo do povo, apoiado pelas FFAA.

  8. Segundo a categorizada Tabata do Amaral o ordinário do Jair Bolsonaro deveria evaporar-se, desertar, muntar no porco e vazar, assim estaria trazendo um enorme benefício a causa.
    Dona Tabata a senhora está sendo muito benevolente, outros, daqui e de alhures, preferem um tiro no coco quando ele estiver sem capacete.

  9. “Se Bolsonaro persistir nesse caminho, a história só aponta dois resultados possíveis: renúncia ou impeachment.”
    Permita-me discordar da senhora. Nesse caso específico só restará um caminho: renúncia e o vice assume.

    • É que está rolando um decreto legislativo para que o vice não assuma em definitivo e que ele teria que convocar novas eleições.
      Como boa militante da causa ela sabe jogar um rato morto dentro da sopa dos outros, na esperança de ganhar o jogo no tapetão.

  10. Eu acho que a Tabata devia focar o corte na Educação. Não perder tempo com o capitão. Um indivíduo que desmoralizou o Exército querendo tocar fogo nos alojamentos e banheiros justificando que ganhava pouco. Foi expulso do Exército por essa razão. Um general dizia: Bolsonaro é excessivamente ambicioso, Jarbas Passarinho disse coisas muito severas contra ele, Leônidas Pires Gonçalves Minitro do Exército disse coisas muito graves sobre ele que queria desmoralizá-lo. Ernesto Geisel em depoimento para o CPDOC que depois foi transformado em livro diz na página 113 que Bolsonaro era mau militar. Quem é mau militar é mau cidadão, mau pai é só ver os milicianos amigos dele e de seus filhos. E ainda tem uma coisa que ninguém diz: Está riquissímo. Em 30 anos de mandato aprovou uma lei. Seu gabinete parecia o Castelo do Drácula: Só tinha fantasma.

  11. Lionço você é suspeito pertenceu a rancorosa e golpista UDN que ajudou a dar um golpe no governo brasileiro em 1964, que se transformou em Ditadura de 21 anos que infelicitou o povo brasileiro. Desconfio que naquela época você pertencia ao serviço secreto do DOPS. Você já caiu em contradição varias vezes. O capitão está precisando de milicianos antigos e com muita competência. Pagam bem.

    • Aponte uma contradição minha, meu amigo. Só dizer não vale, né???

      Não pertenci ao DOPS … fui convidado a ser do SNI – recusei porque estava com a Frente Ampla … … … que , pelo que constato, o senhor deixou de ser janguista, né???

      Acontece que vi e vivi coisas da Marinha que o seu Centro de Informações não sabe kkk KKK kkk porém, a Marinha sabe!!!

  12. Os críticos a Bolsonaro parecem acreditar, em resumo, que tudo estaria ótimo sem ele no governo. Mas se fosse assim, ele nunca teria sido eleito. Uma hipotética saída de Bolsonaro do poder não mudaria o fato de que o país é dominado por uma classe política corrupta, inepta e desacreditada,e que a maioria do eleitorado optou pelo atual presidente para expressar seu repúdio a essa classe dirigente.

    Ainda, não se pode dizer até que ponto esses prognósticos esses analistas da grande mídia são credíveis. Vimos o quanto eles erraram no ano passado.

  13. Lionço confessaste. Só falta agora falar das torturas, mostra o que fazias nos interrogatórios para os mais jovens saberem dos choques elétricos, do pau de arrara, dos que foram jogados ao mar. Você no mínimo estava lá presenciando.( A verdade é como um facho de luz em uma noite escura. Quando bate nos olhos doi).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *