Toffoli faz o dever de casa e absolve todo mundo: 3 a 2

Como era de se esperar, o ministro Dias Toffoli, com seu notório saber jurídico, seguiu o voto do revisor Ricardo Lewandowski e absolveu João Paulo Cunha,  Marcos Valério e os sócios do publicitário mineiro. Seu voto foi chatíssimo, citando o tempo toda as defesas, sem citar as acusações. Não merece comentários..

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *