Tratem logo do impeachment, porque o dilema agora é tirar ou manter Bolsonaro

Resultado de imagem para bolsonaro chages

Charge do Jaguar (Arquivo Google)

Helio Fernandes
(heliofernandesonline.blogspot.com)

O capitão presidente preparou tudo para que sua saída do governo seja apresentada, votada e consumada. Anteontem escrevi comentário com o título: “Bolsonaro, presidente sem passado, presente, futuro”.

Na conclusão: Sua chance de chegar a 2022, é difícil, quase impossível”. Isso tem apenas 48 horas. O PASSADO e o PRESENTE já estavam destruídos, ele fulmina o próprio FUTURO, colocando em perigo a vida de toda a população.

EXIGE, INSISTE – Contraria médicos, cientistas, especialistas, pede, exige, insiste no fim do “confinamento, isolamento” e de outras medidas de proteção.

Não sei quem chamou Bolsonaro de IRRESPONSÁVEL. Mas o autor da identificação tem direito a todos os royalties.

O capitão chama o confinamento imposto em todos os países por presidentes e primeiros-ministros “como crime contra o povo brasileiro”.

###
P.S. 1
– Até os principais auxiliares condenam seu comportamento, (chamando-o de “aloprado”, sinônimo perfeito, apesar de vulgar) para IRRESPONSÁVEL.

P.S. 2 – Bolsonaro vai utilizar às 24 horas do dia para conseguir o fim do CONFINAMENTO usado no mundo todo.

P.S. 3 – Tratem logo do impeachment.

P.S. 4 – A partir de agora, o dilema será TIRAR ou MANTER Bolsonaro. 

67 thoughts on “Tratem logo do impeachment, porque o dilema agora é tirar ou manter Bolsonaro

  1. Ultrajante, alguém chamar Hélio Fernandes de golpista. Francamente. Critiquem, raciocinem. Mas não tentem enlamear os quase 100 anos de valorosa existência, de Hélio Fernandes, com infâmias e bazófias.

    • Desculpe mas helio esta como bolsonaro acha que pode duzer qualquer coisa.

      Como respeitar a opinião de alguém que transformou seu blog com o nome Centenário em abrigo de petistas comunistas e defendeu aberta e ostensivamente lula filma e cia.

      Se quer assumir um lado no mínimo sujeite se a saber que eciste o outro lafo e o equilibrio.

      O Hélio dos últimos e abertamente esquerdista e defensor da camarilha.

      E so ler seus artigos e as publicações no blog depois da separação

      Para respeitar a sua história e preciso que o próprio ator a represente

    • Como jornalista sim. Não é lá essas coisas.

      Como pessoa é gente muito boa e isto se reforça por ser irmão de Millor que , este sim, como pessoa pública era gênio. Havia coerência em tudo que fazia ao contrário de Helio.

    • Hélio nunca defendeu nenhuma ditadura, senhor. Pelo contrário, foi preso e desterrado por uma. A ignorância grassa nesse país. Ninguém mais estuda a história. Virou um Fla Flu da pior qualidade.

  2. Nada de golpe, já estamos cansados de assistir este desastroso espetáculo. Por fora boas intenções, e depois que os oportunistas aparecem já era. Não votei no JB mas ele foi eleito p 4 anos. Está claro que ele é incapaz, tresloucado e outros defeitos, porém ele sempre foi assim.

  3. Há que se distinguir opinião de propagação de informações falsas.

    Relembrando o artigo de Antonio Santos Aquino nesta Tribuna da Internet em 20/10/2019, ele fazia referência a Hélio Fernandes que afirmara sobre os três encontros de Moro e Bolsonaro três meses antes das eleições. “Nos dois primeiros Bolsonaro pede que Moro mantenha Lula preso para que ele ganhasse a eleição. Resposta de Moro: Não tenho provas; só ilações e convicção. Na terceira Bolsonaro foi mais explícito: Sendo presidente sou eu que indico e nomeio. Falaram em nomeação para o STF.”

    Tudo falso. Hélio Fernandes inventou isso.

    Uma simples checagem de datas já o desmente, pois a eleição foi em outubro de 2018.

    Ora, a sentença de Moro que condenou Lula à prisão foi em 12/7/2017 !
    E o julgamento do TRF-4 confirmando essa sentença e ampliando a pena de prisão de Lula foi em 24/1/2018 !

    Dá pena ver no que se transformou Hélio Fernandes.
    De jornalista respeitado, se corrompeu e vem há muito tempo divulgando informações falsas.

  4. Vou dizer novamente. Em 1990, há exatos 20 anos, esse senhor era Hélio Fernandes o Repórter da História TV CULTURA. Defendia e fazia cálculos que COLLOR seria presidente Cinco Vezes do Brasil. Depois do que houve nunca criticou o LULADRÃO e ANTA e a cleptocracia que arrasou o Brasil de 2003 a 2018.
    Resumo: É UM ENGANADOR. Desejo saúde pelo seus 100 anos. Mas Idade não transforma ninguém em honrado.

  5. Se a nossa mídia fosse pelo menos decente, e não tão desonesta como é, teria feito um levantamento criterioso sobre quantas pessoas morreram sem atendimento médico por conta dos roubos do PT, de Lula e Dilma!

    Apesar dos escândalos diários à época praticados pela quadrilha petista de ladrões, a imprensa jamais pediu o impeachment do casal de mafiosos, mesmo tendo pleno conhecimento dos danos e prejuízos incalculáveis que cometiam IMPUNEMENTE!!

    O notável Hélio Fernandes era um crítico voraz contra o impedimento de Dilma, e sempre disse que Lula era inocente!
    Apesar do seu passado como jornalista e testemunha ocular da história, ter sido preso durante a ditadura, e ter a sua empresa destruída por um incêndio criminoso, justamente pela sua trajetória em busca da verdade, o artigo transcrito acima de sua autoria é nitidamente GOLPISTA!

    Hélio naturalmente poderia ter aversão a Bolsonaro, pois ex-militar, mas, desde o início, deixou-se levar pelo sentimento de repulsa, publicando seus inúmeros artigos contra Moro e a Lava Jato, ainda mais depois que o ex-juiz foi convidado para ser Ministro da Justiça.

    Hélio Fernandes, a mídia em geral, Bolsonaro, governadores e prefeitos, esquecem de um detalhe fundamental, surpreendentemente:
    o direito de ir e vir, haja vista que estamos em pleno estado democrático de direito!!!

    O prefeito de Porto Alegre, do alto do seu autoritarismo e ignorância, além de ter PROIBIDO o idoso de sair às ruas, ainda teve desplante de criar uma multa de 400,00 para quem fosse flagrado fora de casa com mais de 60 anos!!

    Volto a frisar:
    Mesmo quando atravessamos duas guerras mundiais, a ditadura de Vargas e a dos militares, jamais fomos proibidos de circular.
    Se o vírus – eu o apelidei de “coroavírus” porque adora idosos – tem como alvo as pessoas de idade, essas é que tinham de ser isoladas E NÃO PRESAS EM SUAS CASAS sem tratamento e sem qualquer ajuda pecuniária, alimentícia e medicamentosa, por parte dos governos municipais, estaduais e federal!!!

    A política corrupta, desonesta, ladra, é que está sendo a nossa maior inimiga porque conduzida por aproveitadores, incompetentes e salafrários!

    Os cuidados que tanto alertam que o governo deve ter com as vidas dos cidadãos brasileiros é piada, e de muito mau gosto!
    – Fiquem em casa. Desobedeçam as ordens do presidente, insano e assassino – publicam continuadamente.
    Mas, em nenhum momento, escreveram ou veicularam informações ou notícias de como os pobres, miseráveis, desempregados, que se amontoam embaixo de lonas e madeira de caixotes, irão sobreviver sem comida!!!!

    Como que irão ver a luz do sol do dia seguinte, se nem esmolas vão conseguir;
    como que conseguirão alimentos, se bares e restaurantes estão fechados;
    como que evitarão ser infectados, se idosos, jovens e crianças moram juntos em seus casebres!!!

    Demagogia, falácia, pois a política é que está elaborando ideias aos governantes, logo o que existe de pior no Brasil, representada por um antro de venais, vulgo congresso nacional!

    O parlamento está tão preocupado com as vidas dos brasileiros – cínico e hipócrita, ladrão e corrupto! -, que nada fez de prático e ÚTIL aos necessitados!
    Devolveu o bilionário fundo partidário?
    Diminuiu espontaneamente seus milionários vencimentos para ajudar nesta campanha contra o vírus?
    Ofereceu as luxuosas dependências do congresso para aumentar a quantidade de leitos para os doentes?
    Nada, desgraçados!

    Mas, em compensação, os gnomos Maia e Alcolumbre, criticam Bolsonaro diariamente, acusando-o até mesmo de ser o criador do coronavírus!
    Não preciso comentar a respeito da “atuação da mídia”, sinônimo de inimiga do governo federal, demonstrando que também despreza o povo, pois tem se mantido distante dos problemas graves que antes do vírus já convivíamos!

    Por outro lado, sequer governadores e prefeitos têm elogiado as equipes médicas, que estão arriscando as suas vidas para salvar as pessoas.
    Digo mais:
    Nem pensaram em oferecer aos médicos do SUS, que estão na linha de frente tratando de pacientes infectados, um reajuste em seus salários!
    Mas, a cambada de canalhas, de bandidos, de corruptos parlamentares, COBRA DO POVO ATÉ MESMO TÍQUETE DE ESTACIONAMENTO EM SHOPPINGS!!!

    E são esses desonestos e imorais que querem apontar o dedo para o governo federal??!!
    Jornalistas que sempre compactuaram com o crime, como cúmplices e amigos de Lula, querem que Bolsonaro seja impedido??!
    E por um congresso sem qualquer autoridade moral e ética para derrubá-lo??
    A “colaboração” que a mídia e o parlamento concedem ao povo é tornar Bolsonaro inimigo?
    E justamente no momento que mais precisamos de união e não divisão??

    • Parabéns Francisco.
      Correto sua analise no meu entender e digo,
      Analiso
      ser o PR
      HIENA ( come merda e dá risada)
      É ele PATRIOTA?
      CEGO PELO POVO BRASILEIRO, INCLUINDO SUA MÃE DE 93 ANOS ?
      Dizem estar isolado.
      Lutando contra tudo contra todos.
      Sendo ele e sua família independente financeiramente.
      Pode ir a morar em qq parte do mundo.
      Sem ninguém a lhe importunar,
      viver o resto de sua vida em conforto.
      PORQUE NÃO MANDARIA O POVO BRASILEIRO A MERDA QUE SE TORNE UMA VENEZUELA?
      Com a palavra os ilustres e inteligentes q lutam contra o país em que comem e bebem.
      Saude e paz a todos.

    • Caro leitor e comentarista Francisco Bendl,
      Corretas as suas colocações e ponderações.
      Os FARSANTES que estão em ABSTINÊNCIA do DINHEIRO DO POVO BRASILEIRO não vão sossegar enquanto não destituírem o primeiro mandatário da nação brasileira da presidência do país.
      Além de FARSANTES são HIPÓCRITAS, pois proíbem o povo brasileiro de exercer o seu direito constitucional de ir e vir, no entanto, abastecem os seus automóveis pelos frentistas dos postos de combustíveis, lhes são prestados serviços pelos profissionais dos seus condomínios; e lhes são entregues alimentos pedidos aos supermercados, armazéns, quitandas, e bares e restaurantes.
      Mas não é para esse povo também ficar em QUARENTENA, em ISOLAMENTO SOCIAL?

      • Caríssimo,

        Obrigado pelo comentário.

        A guerra travada da mídia e parlamento contra Bolsonaro, ocasionará que as vítimas sejamos nós, o povo.

        Que sobrevivamos ao vírus, à crise econômica e política, e aos combates ferrenhos e sangrentos daqueles que só pensam nos seus interesses e conveniências.

        Convenhamos, é muita coisa para a nossa fragilidade e indefesos cidadãos.

        Abração.
        Cuide-se!

        • Francisco Bendl. Tenho muito apreço por você e concordo com o clima de confronto, que existe hoje. Sem entrar no mérito do seu arrazoado, defendo que o presidente termine o seu governo, e se quiser tente o segundo mandato. Nada de golpe, que desestabiliza a nação, assim como fizeram com a Dilma,bwue inventaram uma pedalada fiscal para dar o golpe. Voltando mais um pouco no passado, tiraram Collor do poder, por causa de um Fiat Elba. Collor depois foi inocentado pelo STF.
          O fato é, que, não somos bons analistas, quando está em jogo o nosso sentimento de amor ou ódio.
          Desculpe discordar de você, o que faço com profunda tristeza. Podes crer.

          • Caríssimo Roberto Nascimento,

            MAS NÃO DISCORDASTE NADA DO QUE ESCREVI!!!

            Não me deves desculpas nenhuma, por favor, pois fico até constrangido, meu amigo.

            Ao me referir a Collor, citei o confisco, e não a Elba;
            Lula, o mensalão;
            Dilma, quanto ao petrolão;
            Bolsonaro, que ainda não deu motivos reais para impedimento.

            A minha discordância com o Hélio, e dentro das mais rigorosas exigências de respeito e educação, se deu sobre sua ideia de Bolsonaro sofrer o impeachment, se antes tivemos presidentes que mereciam o impedimento e não o tiveram:
            FHC e Lula.

            Portanto, deixa a tristeza de lado, pois seguimos lado a lado em muitos aspectos dessa política sórdida, deletéria, que nos tem levado cada dia para o cadafalso.

            Abração.
            Te cuida.
            Ah, mesmo que discordasses de mim, serviremos como exemplo de democratas, de convivermos bem com as diferenças, a ponto que não interrompem a nossa amizade, e a minha conhecida admiração e respeito pela tua pessoa e teus textos!

          • Prezado Bendl.

            Obrigado pela compreensão na escrita abaixo. Por isso, me estimulou para continuar a prosa.
            No caso do golpe contra o Presidente Collor, que foi eleito com forte apoio do empresariado nacional, inclusive do sistema Globo, quando o presidente começou a contrariar o empresariado, na sua política de abertura comercial e contra os mercados cativos, se formou a teia que o aprisionou. O confisco da Poupança (um tremendo erro) foi uma tentativa de equilibrar as contas do Tesouro. Porem, muito mal redigido e implementado pela Ministra Zélia Cardoso. Não segurou o tranco e renunciou antes de ser julgado pelo Congresso.
            No que tange, a presidente Dilma Roussef, até hoje, nada encontraram contra ela, a respeito de mesada, contas na Suíça, pedido de propina, nenhum ilícito. No Petrolão, a presidente tentou sustar o que acontecia na empresa, dominada por um senador do PMDB. No regime de partilha do Poder, uma parte dos Ministérios são concedidos aos Partidos aliados. Sem isso, nenhum presidente consegue aprovar nada nas Casas Legislativas. As alianças ocorrem em todo o mundo democrático, inclusive na maior democracia, os Estados Unidos da América. É um legado de Montesquieu, autor do Espirito das Leis. Executivo, Legislativo e Judiciário. Harmônicos e Independentes. Fora dessa tríade democrática vige a Ditadura, que é ruim para todo mundo, pois uma só pessoa decide o que é certo ou errado. E nenhum cidadão pode contrariar a decisão do REI de ocasião.
            Voltando a Presidente Dilma, ela tentou mudar o quadro na petroleira, nomeando a engenheira de carreira Graça Foster, mas, o estrago já estava feito. Pelo menos a durona tentou.
            Mas, a queda ou golpe como alguns chamam o impeachemant, se deu pela falta de apoio do PMDB. Começou em dezembro, quando Moreira Franco fez um discurso na FIRJAN no Rio de Janeiro criticando o governo da presidente. Quando ela soube, pelo serviço de inteligência, demitiu imediatamente o Ministro da Aviação Civil. Se fosse uma política de carreira, esperaria o melhor momento, mas impulsiva tomou logo a decisão. O fato, contrariou a cúpula do PMDB, a frente o vice-presidente Michel Temer, muito amigo do ex-governador do Rio de Janeiro. Uniram-se na conspiração, o demitido Moreira, Eliseu Padilha, Temer, Eduardo Cunha e Alves do Rio Grande do Norte ( não consigo lembrar o primeiro nome). No ano seguinte inventaram a famosa Pedalada Fiscal, instrumento utilizado por todos os governos, mas que foi o suficiente para tirá-la do comando da nação. A hoje deputada Janaína Pascoal do PSL teve uma participação importante no processo.
            Todos os atores, que participam desse processo de derrubada de presidentes, não pensam no povo e sim em seus interesses imediatos.
            Já estou muito idoso e por isso, confinado em casa, para acreditar em salvadores da pátria, em messias, em lendas e em boas intenções. Os políticos, salvo honrosas personalidades, só pensam na próxima eleição. Infelizmente, é um erro humano, que existe no mundo. Veja o presidente Trump, que uma vez eleito, começou a trabalhar na reeleição, atacando e desmontando toda a obra de Barack Obama, principalmente o seu Sistema de Saúde copiado do Brasil (SUS), o sistema voltado para os pobres americanos, chamado de OBAMACARE. Se preocupou o Trump com a assistência médica dos americanos pobres? De jeito nenhum.
            Um abraço..

    • Tomara que esse Comentário seja transformado em Artigo.
      Creio que com maior visibilidade muitos figurões da República lerão o recado dado por Francisco Bendl.
      Apesar de que, as criticas entrarão por um ouvido e sairá por outro, como se costumam falar.

    • Mas o Sr. MORO deveria estar preso pois praticou atos como aquele juiz BALTASAR GARZON (que mandou prender Pinochet) que prevaricou quando atuava num processo judicial com relações e autorizações fora das regras favorecendo parte.

  6. Recado simples e definitivo e nem pensem buscar onde…Se Bolsonaro cair não vão ficar em pé os Poderes que conspiraram contra ele, vão cair juntos e os Jornalistas que participaram do Crime vão juntos também, pediram, puxaram a corda, e nesse país ainda tem o que o povo pede nas ruas e a Imprensa impede de chegar aos ouvidos de outros Cidadãos, o povo pede Intervenção Militar porque Confia, Acredita e Respeita as FFAA !!! Quem vai aguentar e é metido a macho nas escritas vai ter que vestir saia, alguém perguntou os motivos do choro de Tofolli na última, talvez última sessão de seu STF e sua viagem inesperada antes dela para o exterior onde inoculou junto de outra criatura que também de lá veio o coronavírus que fez cair as barbas dele ???? Vê se o povo pede Imprensa, STF ou Congresso para tomar conta do país !!!!!

  7. Vamos ser diretos, imbecil , imbecil e imbecil, ou ele pensa que assim resolve alguma coisa, e novamente imbecil, a e aos mais inteligentes poque que é que o Amapá tem de ficar de quarentena.
    Está mais do que demonstrado o porque de tanta histeria só tem mama na gata safado tentando recuperar a boquinha.

  8. Hélio Fernandes, primeiro o homem pensa com o cérebro, depois com o estômago. Ontem observei a ausência de vendedores de beira de estrada e uma quantidade enorme de pequenos comércios fechados. Quem não tem a cabeça na lua sabe que esses vendedores vivem da venda de cada dia. Mas os dias estão passando e podem começar a achar melhor morrer em choque com a polícia do que de fome. E a quantidade de pessoas que vão se endividar, não é melhor se arriscar? Nenhum vírus destruiu o mundo e nenhuma guerra também. Arriscar a vida é mais razoável do que morrer confinado. Afinal, a morte é inevitável.
    Obs. Estou no grupo de risco. Aqui em casa só eu saio e faço as compras. Preservou meus filhos, pois apesar de não ser tão idoso já vivi um tanto bom. Tenho 62 anos e meu pai faleceu aos 100 anos.

  9. Helio Fernandes. Lembro dele. Quando Brizola passou a separar mensal e religiosamente o “dinheiro para o Helio”, logo saiu um artigo que iniciava assim: “Vejo Brizola preocupado com o futuro do país” e por aí. Nunca mais Leonel foi atacado na Tribuna da Imprensa por Hélio. Mas Sebastião Nery não perdoava.. Quem não te conhece que te compre, HF.

  10. Heilo Fernandes como todos os jornalistas em 64 , menos os da Última Hora, apoiou a derrubada do bêbado que nos desgovernava.

    Cony disse que nessa época ele ainda saiu entregando todo mundo que apoiava o bêbado para os militares.

      • Sobre o governo e sobre a Renúncia de Janio Quadros

        Fonte: Wikipédia

        Vou colocar um texto que julgo importante, e depois o link da Wikipédia que tudo fala sobre a carreira, o governo e os motivos da renúncia de Jânio quadros :

        “Jânio condecorou, no dia 19 de agosto de 1961, com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul Ernesto Che Guevara, o guerrilheiro argentino que fora um dos líderes da revolução cubana – e era ministro daquele país – em agradecimento por Guevara ter atendido a seu apelo e libertado mais de vinte sacerdotes presos em Cuba, que estavam condenados ao fuzilamento, exilando-os na Espanha.

        Jânio fez esse pedido de clemência a Guevara por solicitação de dom Armando Lombardi, Núncio apostólico no Brasil, que o solicitou em nome do Vaticano. A outorga da condecoração foi aprovada no Conselho da Ordem por unanimidade, inclusive pelos três ministros militares.

        As possíveis consequências desse ato foram mal calculadas por Jânio. Sua repercussão foi a pior possível e os problemas já começaram na véspera, com a insubordinação da oficialidade do Batalhão de Guarda que, amotinada, se recusava a acatar as ordens de formar as tropas defronte ao Palácio do Planalto, para a execução dos hinos nacionais dos dois países e a revista. Só a poucas horas da cerimônia, já na manhã do dia 19, conseguiram os oficiais superiores convencer os comandantes da guarda a se enquadrar.

        Na imprensa e no Congresso começaram a surgir violentos protestos contra a condecoração de Guevara. Alguns militares ameaçaram devolver suas condecorações em sinal de protesto. Em represália ao que foi descrito como um apoio de Jânio ao regime ditatorial de Fidel, nesse mesmo dia, Carlos Lacerda entregou a chave do Estado da Guanabara ao líder anticastrista Manuel Verona, diretor da Frente Revolucionária Democrática Cubana, que se encontrava viajando pelo Brasil em busca de apoio à sua causa.

        A Política Externa Independente (PEI),[11] criada por San Tiago Dantas (juntamente com Afonso Arinos e Araújo Castro) e adotada por Jânio, introduziu grandes mudanças na política internacional do Brasil. O país transformou as bases da sua ação diplomática e esta mudança representou um ponto de inflexão na história contemporânea da política internacional brasileira, que passou a procurar estabelecer relações comerciais e diplomáticas com todas as nações do mundo que manifestassem interesse num intercâmbio pacífico.

        Inaugurada em seu governo, foi firmemente conduzida pelo chanceler Afonso Arinos de Melo Franco. A inovação não era bem vista pelos Estados Unidos nem por vários grupos econômicos que se beneficiavam da política anterior e nem pela direita nacional, em especial por alguns políticos da UDN, que apoiara Jânio Quadros na eleição.

        Enquanto o chanceler Afonso Arinos discursava no Congresso Nacional e divulgava, pela imprensa, palavras que conseguiam tranquilizar alguns setores mais esclarecidos da opinião pública, a corrente que comandava a campanha de oposição à nova política externa, liderada por Carlos Lacerda, Roberto Marinho (Organizações Globo), Júlio de Mesquita Filho (O Estado de S. Paulo) e Dom Jaime de Barros Câmara (arcebispo do Rio de Janeiro), ganhava terreno entre a massa propriamente dita, a tal ponto que alguns de seus eleitores começaram a acusar Jânio de estar levando o Brasil para o comunismo.

        Os serviços de espionagem da URSS (KGB) e da Tchecoslováquia (StB) conseguiram aproximar-se da presidência. Numa reunião em Brasília, em 5 de Maio de 1961, com Alexander Alexeyev (agente da KGB), Jânio comprometeu-se a restabelecer as relações Brasil-URSS.

        Essa inovadora política externa de Jânio também provocou algumas resistências nos meios militares. O almirante Penna Botto, que havia protagonizado a deposição de Carlos Luz no episódio do Cruzador Tamandaré, chegou a lançar, em 1961, um livro intitulado A Desastrada Política Exterior do Presidente Jânio Quadros.

        Por outro lado as duras medidas internas, que visavam a combater a inflação – que foi crescente durante o governo JK – e já grassava solta após a inauguração de Brasília, bem como algumas medidas que visavam reorganizar a economia, desagradavam à esquerda. Jânio reprimia os movimentos esquerdistas, pelos quais não tinha simpatia alguma, e muitos deles eram liderados por João Goulart.

        Sua política de austeridade, baseada principalmente no congelamento de salários, restrição ao crédito e combate à especulação, desagradava inúmeros setores influentes.

        Jânio nunca teve um bom esquema de sustentação no Congresso Nacional. Sua eleição se deu ao arrepio das forças políticas que compunham esse Congresso, que fora eleito em 1958, e já não mais correspondia às necessidades e às aspirações do eleitorado, que mudara de posição. Diz Hélio Silva, em “A Renúncia: “O resultado do pleito em que Jânio recebeu quase 6 milhões de votos rompeu o controle das cúpulas partidárias”.

        https://pt.wikipedia.org/wiki/J%C3%A2nio_Quadros

    • Corporativismo de lado, temos de entender de uma vez por todas que os ícones humanos que elegemos como inatingíveis às críticas, também cometem as suas falhas, os seus erros.
      E, tais enganos, não ofuscam o brilhantismo de suas carreiras profissionais, mas comprovam que são iguais a nós porque seres humanos, então passíveis de avaliações sinceras.

      Hélio Fernandes sempre defendeu Lula, escrevendo que era inocente;
      O excelso jornalista foi explicitamente contra o impedimento de Dilma;
      Publicou a sua indignação sobre Bolsonaro ter convidado Moro para ministro e, mais ainda, se revoltou porque Moro aceitou a função;
      Desde o início da posse de Bolsonaro, Hélio se mostra um crítico contundente contra o presidente.

      Nada demais a posição do nonagenário e admirável profissional sobre a sua ideia a respeito da atual administração.
      Mas, o jornalista avança o sinal quando pede o impeachment de Bolsonaro, pois sequer fez algo semelhante com Lula e Dilma, que foram infinitamente mais danosos e prejudiciais ao povo e país, através dos roubos que praticaram ao longo de 14 anos!

      Não será pelo nobre e intocável passado de Hélio Fernandes e a sua idade memorável, que não possa receber comentários que discordem de suas análises e observações, pois estaria obtendo do seu público dissimulações, falta de sinceridade, e a imperdoável desonestidade de seus leitores, que estariam escondendo do incomparável profissional a verdade!

      Desta vez, conforme o texto de vários comentaristas, Hélio Fernandes pendeu para o golpe, ao admitir que o presidente que ele nunca simpatizou ou concordou com a sua eleição seja alvo de impeachment!

      Por que não fez o mesmo com Collor, ao confiscar o dinheiro do cidadão brasileiro?
      Com Lula, quando tivemos o golpe institucional do mensalão?
      Com Dilma, quando veio à tona os roubos ATÉ HOJE incalculáveis da Petrobrás?!
      Mas, proclama o impedimento de Bolsonaro, que não é o criador do coronavírus?!

      Olho-me no espelho e vejo um homem que lutou, trabalhou, constituiu família, sustentou, educou e formou seus filhos.
      Não tenho nem de longe a fama de Hélio, seus conhecimentos, a sua importância obtida com a sua profissão.
      Mas, durante a década que fui taxista – Deus meu! -, transportei milhares de pessoas e, algumas delas, salvei-lhes a vida!
      Levei-as para seus destinos seguras, salvas do trânsito, de algum acidente.
      O meu trabalho era tão admirado e respeitado, que vários pais me pediam para buscar as suas filhas de madrugada em bailes ou trazê-las para casa após a faculdade, à noite.
      E quantas dezenas de clientes que me contratavam para apanhá-los cedo da manhã e levá-los ao aeroporto, e não podiam perder o voo por minha causa?

      Duas crianças salvei-lhes a vida, quando tive emoções que chegaram perto de quando nasceram os meus filhos!
      Uma, quando a bala – aquelas soft -, ficou presa na garganta da criança, e ela estava se passando. Não havia tempo hábil para chegar com vida no pronto-socorro. Foi quando enfiei o dedo na garganta do guri, e consegui tirar a bala que o impedia de respirar!
      A outra criança tinha sido atropelada por um motorista que fugiu! Com cuidado, coloquei-a no táxi e, se algum dia andei rápido, foi aquele. Ela sofrera hemorragia interna, e mais alguns minutos seria tarde.

      Portanto, a minha vida profissional não pode ser comparada a de Hélio Fernandes, e nem quero. No entanto, ao me olhar no espelho, eu também vejo que tenho dignidade, e fui útil à sociedade até o dia que me aposentei.

      Não há charme algum na minha vida;
      Nunca fui preso;
      Jamais fui conhecido.
      Faço parte da plebe ignara, da patuleia, da massa anônima que gira este país.
      E somos nós, os analfabetos e semianalfabetos, incultos e incautos, que aplaudimos os grandes jornalistas, escritores, poetas, músicos, compositores …
      O que seriam deles sem a nossa aclamação?

      Da mesma forma, que importância tem para os famosos e assim reconhecidos, as críticas advindas de gente da minha categoria, dos sem eira nem beira?!
      Nada!
      Agora, os nossos grandes profissionais, nossos ícones, deveriam se olhar no espelho e perguntar se ainda estão convictos daquilo que escrevem. Se as suas ideias não foram desviadas da realidade por conta de emoções e sentimentos pessoais.
      Nós, que os aplaudimos ao longo de várias décadas, percebemos.
      E eles?!

      Salve Hélio Fernandes e o seu símbolo para o Brasil como jornalista.
      Mas, a sua coluna de hoje, lamento, discordei dela respeitosamente.

  11. nem duzentas mil assinaturas substituem 50 milhões de votos. ele pode ser burro imbecil e tudo mais mas até agora não cometeu crime, ao contrario da anta que cometeu inumeros crimes deixou o pais arrasado e mesmo assim só saiu depois de muito fuder o povo.

  12. Ednei, para de mimimi. Você vai engolir o Bolsonaro até 2026 e Moro até 2034 seu bobão. Aceita que é melhor. Nos engolimos 20 anos de PSDB e PT e sobrevivemos. Agora é a nossa vez. Aceita que doí menos.

  13. Vicente Limongi Netto, me desculpe, mais o Hélio pisou na bola. Leio Tribuna desde a década de 70, conheço bem o jornalista, meu pai mais ainda. Ele é um brasileiro honrado, mas tem suas falhas graves também. O que os colegas relataram nesse blog, é totalmente verídico. O homem Hélio é uma coisa , o jornalista é outra. Quem se expõem em público, está sujeito a críticas.

  14. Para eu encerrar por hoje. porque muito cansado.

    Minha particular avaliação em 26/03, quinta feira, aponta o seguinte:
    Boletos em risco ou que não conseguirei pagar:
    SUSPEITOS – 21;
    CONFIRMADOS – 20.

    Até amanha, e cuidem-se!

  15. Um presidente corrupto prejudica o país. Um presidente despreparado e irresponsável também prejudica o país e pode até prejudicar mais.
    Hélio Fernandes merece todo respeito do povo brasileiro, é um dos jornalistas mais bem informados..
    Votar no Haddad ou Bolsonaro foi um erro, que muitos eleitores, mais sensatos se dizem hoje arrependidos. Todos nós em algum momento da vida erramos.
    Se me perguntarem se fico com a opinião do Hélio Fernandes ou da maioria dos comentaristas. Evidentemente fico com a opinião do Hélio Fernandes por ter mais conhecimento politico e credibilidade.

  16. Prezado e respeitado senhor Nélio Jacob.

    Temos afinidades de pensamentos e sabemos quem melhor representa nossas idéias e teses.

    Infelizmente estamos atravessando o deserto sem água, pois a PTzada,os mortadelas apostaram quanto pior melhor,acabaram elegendo o Bolso..

    Com a devida Vênia,sou contra o tapetão,perdemos o jogo jogado di goleada 5 por 1,em relação ao CIRO.

    Di outra banda,no ítem Vírus, somente Corona vírus, “exclusivamente”estou com Bolsonaro.

    O comércio,a escola, repartição pública, etc..tem que funcionar em períodos rotativo para evitar aglomerações.

    Claro as pessoas com deficiência imunológico deve de resguardar.

    Problema que as ideológias,e os interesses eleitoreiros estão acima desse surto psicótico.

    Respondendo ao Dr. Belém no outro post.
    por paradoxal que seja, estamos vivendo o comunismo na prática.

    Direito de ir e vir está suspenso, só com autorização dos czares e dos alcaides,com saídas restritas.

    Compra e venda,e os negócios parados e e fome em alta.

    Os dependentes dos remédios, estão apavorados,sumiu das farmácias.

    Enquanto isso,o politburo,o comitê do executivo e legislativo nada resolvem.

    Já estamos no prejuízo devido a inércia do politburo,Precisamos urgente aquecer a economia com eficácia.
    Distribuir seguro desemprego para cada trabalhador,mais do que nunca o Presidente da República Senhor Jair Bolsonaro,via MP, aposentar quem tem mais 60 anos.

  17. Era muito bom assistir na TV, Hélio Fernandes deslizando pela história do Brasil.
    No seu jornal ( TI), suas projeções sobre resultados eleitorais,eram quase sempre certeiros.
    A previsão dele para a eleição de 2018 era de que o Capitão Bolsonaro tinha chance zero de chegar à Presidente. Hélio é muito bom, mas não é infalível.

  18. Os velhos comunistas nunca se deram por achados, insistiram e não conseguiram transformar o Brasil num país comunistas, Helio é um deles, e que não repreendo, ele tem sua história.
    Vaticinar que o ‘capitão’ não termina o mandato é exercício de futurologia em bola de cristal embaciada.
    Os novos comunistas, agora gramscianos, mudaram de tática, aquela estória do Mario Lago que instruía todos que fossem presos ao serem soltos deveria declarar que fora, ‘barbaramente torturados’ não cola mais.
    A tática agora apoiada na mídia amestrada é jogar um rato podre em tudo que não seja da esquerda.
    Vejo a cara do Wiliam Bonner, nem treme de vergonha, é capaz de passar horas a fio desconstruindo o presidente.
    Como Helio Fernandes usou uma bola de cristal embaciada para dar uma fisgada, vou fazer uma previsão, temo que esquerda resolva eleger Bolsonaro o anti-cristo brasileiro secundado pelos quatro cavaleiros do apocalipse, os quatro estrelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *