TRE cassa novamente Rosinha e a família Garotinho entra em decadência política

Resultado de imagem para família garotinho

Clarissa, Garotinho e Rosinha, cheios de problemas

Lauro Jardim
O Globo

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro acaba de cassar a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, por quatro votos a três. O TRE decidiu ainda torná-la inelegível por oito anos. Cabe, porém, recurso ao Tribunal Superior Eleitoral. Assim que a decisão for publicada, Rosinha terá que deixar o cargo. A ação que resultou na cassação do mandato foi iniciada em 2012. Em denúncia, o Ministério Público Eleitoral acusou o suposto uso de meios de comunicação e o portal da prefeitura de Campos para beneficiar a candidatura de Rosinha à prefeitura. Também citou a pintura de postes da cor rosa nas ruas de Campos, que caracterizariam propaganda irregular.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGÉ impressionante a derrocada da família Garotinho, que tinha tudo para dar certo na política. Eleito prefeito de Campos em 1996, Anthony Garotinho ficou apenas um ano e três meses na prefeitura e se desincompatibilizou em 31 de março de 1998, para ser eleito governador, ajudado pelo apoio de Brizola. Em seguida, elegeu a própria mulher para o governo e chegou em terceiro lugar na eleição presidencial de 2002. Depois disso,  embora tenha sido eleito deputado federal em 2010, com votação consagradora (quase 700 mil votos), a trajetória política da família entrou em parafuso. Esta é a terceira vez que o TRE condena o casal. Em 2010, Garotinho foi considerado inelegível por abuso de poder econômico e irregularidades nas eleições de 2008. O TRE também cassou o mandato de Rosinha em Campos. Ela recorreu,  foi reeleita em 2012 e agora é novamente cassada. Se não reverter no TSE, ficará inelegível. Quanto a Garotinho, continua respondendo a processo por crime eleitoral. Se for condenado, estará também inelegível e só sobrará na política a filha Clarissa, que é deputada federal pelo PR e tem atuação inexpressiva na Câmara. (C.N.)

4 thoughts on “TRE cassa novamente Rosinha e a família Garotinho entra em decadência política

  1. Em república bananeira é assim mesmo, o político leva a família toda para o piquenique eleitoral e o eleitorado acha uma maravilha, elege todos eles.
    Pois não é que agora a “grande democracia” la do
    norte resolveu assumir o seu lado bananeiro também? O Bill Clynton não podendo mais ser candidato, vai governar através da “patroa”.
    Aqui um sujeito não tendo parentes a altura, resolveu eleger postes, que só serviram para cachorro mijar e deu no que deu.
    O americano que é o povo de nariz mais empinado do mundo, desta vez vai comprar gato por lebre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *