Tudo pela ideologia

Percival Puggina

E a ideologia em tudo. Afirmação reiterada, persistente, contra a lógica polida e esférica dos fatos é indício de mentira cabeluda. Veja a Medicina cubana, por exemplo. Relatam-se sucessos mágicos. Coisa de botar no chinelo o orgulhoso Hospital Albert Einstein. Essa fábula faz parte da alma do negócio ideológico e financeiro da Castro&Castro, aquela empresa que a partir de 1959 assumiu toda a atividade produtiva de Cuba. Como é possível alguém crer que uma ilha onde viver é catalogar carências possa produzir esplendores da Ciência? É possível, sim. Até o Chávez caiu nessa.

Veja o caso dos brasileiros que vão cursar Medicina em Cuba. São alunos que, ante o purgatório do vestibular, preferem botar fé no paraíso cubano. Batalham indicação de partidos e movimentos sociais afinados com a Castro&Castro. Ao retornarem, são reprovados em exames de revalidação, mesmo tendo freqüentado o que há de bom – assim dizem – em Medicina e Saúde Pública no mundo. Sim, sim, sei. Eu e o Chávez. O fato de médicos cubanos se apresentarem às portas dos hotéis de Havana oferecendo-se como guias de turismo deve ser boa confirmação dessa excelência toda.

Já a proposta de importar de Castro&Castro milhares de profissionais, a troco de ouro para os cofres da exportadora e de tostões para os médicos, ofende os direitos humanos das comunidades pobres e isoladas, escolhidas para recebê-los. A solução que proponho é, socialmente, muito mais justa. Destaquem esses profissionais para cuidar dos membros do governo federal e seus agentes, bem como de todos os que, no meio social, político e partidário, acharam a iniciativa o maior barato. Vergonha! Preferem pagar bem o governo cubano a remunerar bem os médicos brasileiros.

OS INDÍGENAS

Também ofende a dignidade humana a ideia de que índios devam permanecer, séculos afora, lascando pedra para fazer lança e servindo, seja como zoológico humano para deleite de antropólogos estrangeiros, seja para as matreiras intenções da Fundação Nacional do Índio e do Conselho Indigenista Missionário. Esses organismos estão ideologicamente sequestrados por interesses não nacionais. As sucessivas invasões de áreas de lavoura evidenciam que transformaram os índios em militantes de causas que não são suas. A produção de alimentos ocupa menos de 30% do território nacional. O resto é mato.

Portanto, se os índios querem viver segundo sua tradição tribal, não será em áreas de lavoura plantada que o farão. Têm os outros 70% à disposição. Os que querem se integrar à Civilização, não o farão como sem-terras que pintam o rosto com tinta de urucum e tocam tambores de guerra. Reservas indígenas vão entrar para o agronegócio? E daí, presidente Dilma? Veja a encrenca em que sua gente meteu o país. Assim como o MST recrutava sem-terras no meio urbano, agora a Funai recruta índios para seus objetivos ideológicos e corporativos.

A Funai não anda a fim de mato. Virou MST dos índios. E o CIMI nunca esteve a fim de evangelizar. Proclamam em seu site: “Impulsionados por nossa fé no Evangelho da vida, justiça e solidariedade e frente às agressões do modelo neoliberal, decidimos intensificar a presença e apoio junto às comunidades, povos e organizações indígenas e intervir na sociedade brasileira como aliados dos povos indígenas, fortalecendo o processo de autonomia desses povos na construção de um projeto alternativo, pluriétnico, popular e democrático”. Conheço bem essa toada. De letra e de música.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

13 thoughts on “Tudo pela ideologia

  1. A questão da vinda de Médicos do exterior para trabalhar aqui,tem sido comentada e usada,de acordo com a matiz ideológica,confundindo com falácias a formação de opinião por desinformados.Sou Médico,perto da aposentadoria (oficial,é raro um Médico se aposentar),nunca temi concorrência e,descendente de imigrantes Libaneses,sempre ouvimos que “o Brasil é o melhor País do mundo”,e que há lugar para todos.Quando recém formado pretendi trabalhar nos EUA e,como em todos os lugares em que existem Normas,seria necessário que me submetesse à uma Prova de Proficiência em Medicina e da Língua Inglesa,nada estranho ou anormal.Porque deveria ser diferente aqui?

  2. A começar por esse articulista que nos enche a paciência com seus traumas em relação a Cuba e Venezuela. Não escreve nada sem relacioná-los. Dizem também que é intolerante em sua religião. Pessoalmente deve ser um chato de galocha.

  3. Cidades pegando fogo por conta do preço do transporte, e de dia tarde e de noite a perturbação de cuba , síria, Grecia, Venezuela, de praça na Turquia.
    Cada povo tem o governo que merece deixem o povo desses países resolverem seus supostos problemas quem pariu e bateu que balance ! Nao escolheram !?!?!

  4. Caro Percival,

    Quanto aos indígenas, apenas faço um ctlC+ctlV do que disse um comentário atrás:

    Fico pensando se os produtores rurais – principalmente aqueles ligados à Confederação Nacional da Agricultura – resolvessem, já no período de plantio de 2013/2014, plantar apenas a metade do que plantaram na safra passada!

    Gostaria de ver se a fantasia/arcadismo dos SEM-TERRA e dos INDÍGENAS conseguiriam matar a fome do país, garantir as verbas das exportações e segurar a alta do preço dos alimentos nas prateleiras!
    Talvez, assim, o Governo desse mais valor a quem produz alguma coisa neste país e veria que esses “grupos sociais”, além de inúteis, só servem para atrapalhar o desenvolvimento do país e sugar o sangue dos impostos.

    Finalmente, acho um enorme CINISMO a presidente aparecer na televisão e anunciar, sob os holofotes, a ocorrência de mais um recorde na produção agrícola, enquanto o seu governo NADA FAZ para apoiar os agricultores contra os VÂNDALOS!

    Quem sabe não mudaria alguma coisa neste país?

    Abraços.
    (PS: Por onde será que anda o PIB/produção de riquezas de Roraima depois da criação da Nação Ianomâmi?).

  5. laco silva:
    O dia em que você escrever um artigo, com 1% da qualidade dos textos do Sr. Puggina, você poderá começar a falar grosso, no entanto, o que você demonstra agora é intolerância, e fidelidade canina ao dogma comunista, derrotado historicamente, e contra os argumentos que vão de encontro a sua “religião”, “ersatz”. Cresça e apareça.

  6. Fatos concretos devem ser repetidos ad eternum.

    Fatos concretos ensinam.
    Fatos concretos esclarecem.
    Fatos concretos libertam

    Fatos concretos não são traumas, são verdades, para tristeza e raiva de sectários.

  7. O segundo comentarista acima é outro idiota do gênero a nos encher o saco. Nem me conhece para me acusar. Tenha vergonha na cara, faça seus comentários e não cite meu nome, seu fanático de merda recém nascido. Conheci gente de sua ideologia nos anos 50 com muito mais classe e nível intelectual que esse babacudo articulista.

  8. Querem meter o pau em Cuba, Venezuela, que metam. Não advogo ou ganho dinheiro para servir país ou interesses estrangeiros, mas não encham o saco a todo momento em qualquer tema relacionando-os. Vou lhes dizer uma coisa. Quando Fidel aqui esteve durante o governo Sarney e foi almoçar na casa do ACM em Salvador, não gostei de vê-lo prestigiar o bandido baiano que serviu a ditadura militar, enriqueceu com ela, que foi ingrato com o Brigadeiro Delio Jardim de Matos que o apoiou e que assassinou até o próprio genro. E na época esculhambei-o. Aposto que voces nem sabiam que o Fidel comeu na casa do ACM há 25 anos, porque são uns bobocas que desconhecem até a história recente do Brasil. Tragam informações úteis, como solicitou anteontem o Helio, de interesse geral e que sirvam à coletividade. Esse Percival Puggina abusa do direito de ser enfadonho com suas doutrinações rasteiras. Até como católico ele é um chato de galocha. Num artigo ontem do Chagas sobre essas recentes manifestações de ruas por causa de tarifas e sacanagens em transportes públicos, apareceu também um a culpar o comunismo pelas brigas. Queria ver esse idiota ontem de manhã necessitado de tomar uma barca em Niterói para chegar a tempo no trabalho no Rio, justificando o atraso diante de seu chefe de que a culpa não foi da concessionária Barcas SA ,e sim de governos estrangeiros. Se voces pensam que atraem adeptos para suas causas dessa maneira, estão enganados. Só os afugentam. É melhor que voces tratem suas mentes, do contrário amanhã poderão vir a culpar governos de países estrangeiros que lhes desagradam por terem brochado na cama.

  9. O velho comuna, decadente, grosso, mal educado,pé na cova, acima, melindrou-se, o que é problema dele, não o meu. Se não quer ter o seu nome citado, que procure o seu gueto, pois este Blog é aberto a todas as opiniões, é um espaço público que deve respeitar as liberdades de expressão, deve respeitar as leis, e não é um clube de comunistas derrotados, onde podem escrever tolices, sem ouvir críticas cabíveis.
    O texto do Sr. Puggina é verdadeiro, mostra a miséria do socialismo do Brasil, mostra as inverdades forjadas pelos comunistas, eesclarece o papel do “politicamente correto”, da ideologia, para enganar, mentir, obnubilar, a verdade.
    Se algum dia,o Sr. C.Newton,publisher, determinar que só aceitará a publicação de textos apologéticos de esquerda, não voltarei a este blog, pois não me presto a assumir papel de expectador. Caso isso não ocorra, me dirigirei a qualquer um, como me apetecer, na hora que quiser. Querendo ou não, os comunas decadentes.

  10. Você está sempre inspirado, prezado Iaco Silva. Qualquer motivo serve para os idiotas virem novamente com aquela cantilena fascista, direitista, salazarista, franquista, mackartista, de anticomunismo e de atos de Lenin, Stalin, Pol Pot, Fidel Castro, Che Guevara, agora até inventaram que bolivarianismo é o mesmo que comunismo. Todo esse lixo que monotonamente divulgam mastra que estão totalmente desatualizados, não só dos fatos que você citou, como dos acontecimentos atuais.

  11. Decadente é você, seu vagabundo que não traz uma informação útil. Prove que sabe algo sobre seu país ou sua cidade. Leva o sobrenome de um bairro sem saber chegar na Av. Princesa Isabel. Nunca fui afiliado a partido comunista. Você parece um enrustido ciumento do Percival que acusa os outros sem saber.

  12. Esclarecimento ao velho comuna, safado e decadente:
    Não sou vagabundo, pois tenho residência fixa, e vivo bem, muito bem, com o suor do meu trabalho.
    Nunca vi o Sr. Puggina, mas respeito o seu vigor intelectual, pois escreve bem e tem argumentos consistentes.
    Não tomo aulas, nem conselhos, com cretinos, principalmente com aqueles cretinos no limiar da eternidade.
    Nenhum sacripanta precisa ser filiado ao partido comunista para ser identificado como tal, este é um detalhe insignificante.
    Quanto ao psicopata, stalinista, mau caráter, que o apoiou, lembre-se, quando os inúteis, nulidades, se juntam, nada se cria.

  13. Mas, certamente é um desejo sexual incontido à beira da locura pelo Percival. Defende-o com unhas e dentes como uma louca, temerosa de perdê-lo naquele vigor citado disfarçadamente. Nesse transe angustiante invoca até o Stalin, faz mil acusações infundadas e confessa que nao toma aulas. E grita. Ó meu Percival, quero tomar de seu agigantado intelecto, porque é consistente.

Deixe um comentário para Mauro Julio Vieira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *