Um dos hackers disse ao advogado que o objetivo era vender as informaes para o PT

Resultado de imagem para

Gustavo Henrique Elias Santos deu a informao a seu advogado

Jailton de Carvalho, Leandro Prazeres e Bela Megale
O Globo

A Polcia Federal obteve indcios de que o esquema de invaso de contas do aplicativo Telegram que atingiu o ministro da Justia, Sergio Moro, muito maior do que se imaginava inicialmente e continuava ativo at a deflagrao das prises na tera-feira. A estimativa dos investigadores, aps obter dados de sistemas de telefonia, que pelo menos mil pessoas foram alvos dos ataques hacker.

A lista inclui autoridades dos trs Poderes, passando por Moro, o desembargador do Tribunal Regional Federal da 2 Regio (TRF-2) Abel Gomes, delegados da PF, o coordenador da Lava-Jato de Curitiba Deltan Dallagnol, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e outros polticos.

Deflagrada pela PF, a Operao Spoofing prendeu quatro suspeitos de participarem do esquema hacker. J condenado anteriormente por estelionato, Walter Delgatti Neto seria o cabea do esquema, segundo a PF. Tambm foram presos Danilo Cristiano Marques, Gustavo Henrique Elias Santos e Suelen Priscila de Oliveira. Na busca na casa de Gustavo, foram apreendidos R$ 100 mil.

NOME DE GUEDES – No momento da priso de Delgatti, os investigadores encontraram em seu celular o aplicativo Telegram aberto em nome do ministro Paulo Guedes, que havia sido hackeado na noite anterior, o que reforou as suspeitas de que a atuao criminosa seguia em curso.

As investigaes tambm constataram movimentaes financeiras atpicas nas contas de Gustavo e Suelen . Ao todo, o casal movimentou R$ 627 mil nos perodos que vo de abril a junho de 2018 e maro e maio de 2019.

O advogado de Gustavo, Ariovaldo Moreira, disse nesta quarta-feira que seu cliente lhe contou ter ouvido de Walter Delgatti que a inteno ao obter as mensagens era vender o material ao Partido dos Trabalhadores. O advogado disse que Gustavo no soube informar se Walter que filiado ao DEM desde 2007 vendeu o material para o PT ou para qualquer outra pessoa ou instituio, nem se o entregou gratuitamente. Procurado, o PT no respondeu at o fechamento desta edio.

CHAMADA DE VOZ – O grupo usou a empresa BRVOZ, operadora do servio de voz sobre IP, o Voip, que possibilita fazer chamadas telefnicas simulando qualquer nmero de origem, com o objetivo de ligar para o celular de Moro com o prprio nmero do ministro

Os invasores solicitaram o cdigo de acesso conta de Sergio Moro no Telegram para a verso do aplicativo usada no computador. O Telegram permite que o cdigo seja enviado via chamada de voz para o telefone do dono da conta

Os invasores ligaram diversas vezes para o telefone do ministro para que a linha se mantivesse ocupada e, dessa forma, a mensagem com o cdigo do aplicativo fosse encaminhada diretamente para a caixa postal

VULNERABILIDADE – Em seguida, os invasores se aproveitaram de uma vulnerabilidade nas operadoras de telefonia celular, que permite que ligaes cujo nmero de origem seja o mesmo do nmero de destino sejam encaminhadas para a caixa postal. Assim, acessaram o cdigo do Telegram enviado via chamada de voz na caixa postal

O mesmo teria acontecido com outras autoridades. As investigaes indicam que cerca de mil pessoas foram vtimas do grupo, que teria realizado 5.616 ligaes em que o nmero de origem era igual ao nmero de destino por meio da operadora BRVOZ

A PF identificou os endereos de protocolo da internet (IPs) atribudos aos aparelhos que se conectaram ao sistema da BRVoz para fazer as ligaes e chegou aos locais de residncia de: Walter Delgatti Neto, Gustavo Henrique Elias Santos, Danilo Cristiano Marques e Suelen Priscila de Oliveira.

MAIS SUSPEITOS – A PF investiga ainda se outras seis pessoas tm relao com o esquema porque seus registros foram encontrados nas contas usadas em um aplicativo para fazer as invases.

Os investigadores fizeram o caminho inverso ao dos supostos hackers para chegar aos IPs, endereo eletrnico de todo usurio da internet. O primeiro passo foi identificar de onde partiram as ligaes para o aparelho do ministro Sergio Moro. Chegaram, assim, empresa responsvel pelas ligaes, a BRVOZ, uma operadora do servio de voz sobre IP, o Voip. A companhia possibilita que seu usurio faa chamadas telefnicas simulando qualquer nmero de origem. A PF classifica esse procedimento como uma espcie de clonagem de telefone.

Segundo as investigaes, o grupo se aproveitou de uma vulnerabilidade nas operadoras de telefonia celular que permite que ligaes cujo nmero de origem seja o mesmo do nmero de destino acessem a caixa postal sem precisar de senha. Foi a partir dessa falha que os invasores obtiveram a senha das contas do Telegram de Moro e de outras autoridades.

QUADRILHA – Na deciso que autorizou as prises, o juiz da 10 Vara Federal do DF, Vallisney de Oliveira, apontou indcios de que o grupo integra uma organizao criminosa para a prtica de crimes e se uniram para violar o sigilo telefnico de diversas autoridades pblicas brasileiras.

Desde 9 de junho, o site The Intercept Brasil vem publicando reportagens com dilogos atribudos a Moro e a procuradores da Lava-Jato. Pelo Twitter, Moro ligou o grupo preso ao vazamento das conversas que deram origem s reportagens, tambm publicadas pela Folha de S.Paulo e pela Veja. O ministro parabenizou a PF e disse que os acusados so a fonte de confiana daqueles que divulgaram as supostas mensagens obtidas por crime.

INTERCEPT – A deciso que determinou a priso dos suspeitos no cita relao entre eles e o vazamento das conversas ao Intercept, o que ainda est sob investigao.

Os trs veculos divulgaram notas sobre o caso. O Intercept declarou que no comenta assuntos relacionados identidade de suas fontes annimas. A Folha de S.Paulo afirmou que no comete ato ilcito para obter informaes, nem pede que ato ilcito seja cometido neste sentido; pode, no entanto, publicar informaes que foram fruto de ato ilcito se houver interesse pblico no material apurado. A Veja informou que decidiu publicar as reportagens em nome do interesse pblico.

O artigo 5 da Constituio, no seu inciso XIV, garante o sigilo da fonte: assegurado a todos o o acesso informao e resguardado o sigilo da fonte, quando necessrio ao exerccio profissional.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Falta agora anunciar quem pagou aos hackers. O principal suspeito o PT. Logo saberemos. (C.N.)

23 thoughts on “Um dos hackers disse ao advogado que o objetivo era vender as informaes para o PT

    • Exato, prefiro quando o CN diz que so “os suspeitos de sempre”. Nesse caso especfico so muitos os interessados, algo muito alm da bandeira desse ou daquele partido

  1. Todos somos nordestinos (Ich bin ein berliner) e todos temos um sonho (I have a dream!), mas preciso parar de imitar como papagaio, cair na realidade, e partir para o jogo srio – Deus no brasileiro, So Jorge no queridinho de Deus e no adianta fazer preces para colher benesses.
    Precisamos nos espelhar nos outros povos civilizados e avanados e mudarmos de atitude.
    O seu Jair Bolsonaro foi eleito para comear a limpeza e tentar arrumar a casa. Esse deveria ser seu principal objetivo, mas ele est se perdendo em ambies menores – filhos e mulher so parentes, quem o elegeu foi o povo e ao povo que deve servir.
    Estamos esperando que os vagabundos do PT sejam punidos, o PT seja fechado, e os juizes que se vendem a bandidos sejam desmascarados. Precisamos arrumar a casa, j. Ou vai ser preciso esperar pelo Doria?

  2. Intercept avisa: Vaza-jato segue firme.

    Todas as possveis teorias da conspirao foram divulgadas hoje. Nenhuma alterao 3 pontos-chave:

    1) Mesmo no Brasil de Bolsonaro, as evidncias so necessrias para provar crimes; hashtags e tweets bazfia de Moro no so suficientes

    2) O jornalismo mais importante freqentemente feito com fontes que ilegalmente obtm informaes (veja ‘Papis do Pentgono’) e todas as maneiras pelas quais jornalistas revelaram crimes de guerra nos EUA durante o Vietn, Watergate e a Guerra ao Terror.

    3) Nada muda as impropriedades de Moro e Deltan. Nossa resposta para todas essas fofocas e distraes hoje ser simples: mais reportagens desse arquivo, em conjunto com nossos parceiros e com novos. As aes de Moro e Deltan foram obscurecidas hoje; no ser para sempre.

  3. Deve ter havido pagamento aos hackers e ao site criminoso. Difcil existir outro interessado, alm do corruPTo partido. Antes, foram dossis -papel. Agora, com a evoluo tecnolgica…

  4. Algum tem notcias de que o hacker conseguiu mensagens dos celulares da Gleisi,da Maria do Rosrio,do Paulo Pimenta,do Rogrio Correia e outros parlamentares chupa sangue?No?Ento j sabemos pra quem a turma de hacker trabalha.

  5. Os esquerdopatas no so to burros, conhecem a legislao. Acontecer com estes criminosos o que aconteceu com o Adlio, inclusive um dos advogados j pediu exame para um dos quatro. Enquanto no perdemos o vis esquerdopata seremos este pas da piada pronta, onde um bandido que torrou bilhes do povo brasileiro e est preso, visto como injustiado.

  6. Que o TSE responda a essa pergunta…Se h provas diversas comprovadas de todas as formas com gente preso e a ser preso, citada e provada oficialmente em Processos Transitados e Julgados pela Justia Federal, Justias Estaduais, Ministrios Pblicos Federais e dos Estados, Polcia Federal, TCU, Receita Federal afirmando Documentalmente e Oficialmente e Publicado em Dirios Oficiais que o “PT uma Organizao Criminosa”, quais os motivos, diante de mais um de seus Crimes Perpetrados contra o Brasil e suas Instituies, que at agora no CASSARAM COMO A LEI MANDA ESSE PARTIDO POLTICO ???

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.