Um Natal triste, num país alegre e que tem potencial incomparável

http://static.psdb.org.br/pa/files/2014/11/charge-Blak-Fraude.jpg

Charge de Fernando Cabral (reprodução)

Carlos Newton

Os anos vão passando, as pessoas vão ganhando experiência, mesmo que não queiram, e podem dizer que jamais viram Natal como este. No Rio de Janeiro, uma das cidades mais ricas do país, as lojas praticamente vazias às vésperas do Natal indicavam que há alguma coisa de errado neste país, mas muito errado mesmo. No ano que se inicia, completarei 50 anos de jornalismo político e econômico. Sempre fui otimista com este país. Gostava de alardear que não interessa muito quem esteja à frente do governo, porque o país cresce à noite, quando os políticos estão dormindo. Esta divertida tese já teve seu valor, mas acaba de ser desmentida pelos fatos.

Eu costumava dizer que um país que é o quinto do mundo em território e população, com as mais extensas áreas agricultáveis do planeta, amplas possibilidades de irrigação, pois detém a maior reserva de água doce no solo e no subsolo, em condições ideais de luminosidade, que propiciam várias safras anuais, e tem riquezas minerais incomensuráveis e uma indústria sofisticada, que fabrica computadores e aviões de última geração, com todos os habitantes falando a mesma língua e sem problemas de separatismo, possuindo as maiores reservas florestais nativas do mundo, que nos possibilitam um potencial de biodiversidade sem comparação com qualquer outro país, por tudo isso eu apregoava que o Brasil é uma nação altamente viável.

No meu fraco modo de pensar, julgava que o grande problema era a inflação. Quando ela fosse contida e os brasileiros pudessem comprar bens duráveis em 10 vezes sem juros, no cartão de crédito, este país teria uma explosão de crescimento sustentável que nos transformaria numa potência mundial, chegando ao quinto lugar no ranking do PIB mundial, que deveria se nossa meta, já que temos a quinta população, o quinto território e o quinto maior mercado interno,.

EU ESTAVA ERRADO

Hoje, neste Natal triste para o país, faço uma reflexão para dizer que estava errado. Não poderia supor que um governo (qualquer governo) fosse capaz de impedir o desenvolvimento socioeconômico desta nação. E jamais esperaria que isso acontecesse num governo pretensamente popular, comandando por um partido que se diz dos trabalhadores e é liderado hoje por uma ex-guerrilheira que pegou em armas contra a ditadura militar.

É um pesadelo, um sonho ruim, nem parece realidade. Mas o fato é que Lula, o PT e Dilma Rousseff fizeram muito mal a este país. Não entenderam como funciona o jogo democrático e julgaram que a estratégia de aparelhar a máquina administrativa em proporção máxima seria capaz de manter o PT eternamente no Planalto.

Para manter a hegemonia do partido, se submeteram a tudo, inclusive à montagem do maior esquema de corrupção do universo. Assim conseguiram dominar Executivo e Legislativo. Só faltava o Judiciário, mas eles acabaram chegando lá.

TRÊS PODRES PODERES

Fazendo um retrospecto dos últimos 13 anos, vemos que não foi difícil aparelhar também o Judiciário, porque há juristas (juristas mesmo, de alta capacidade intelectual) que mostram serem altamente servis, fazem campanha e bajulam as autoridades do Executivo para serem nomeados aos tribunais superiores. Outros se mostram mais discretos, mas nos bastidores conseguem transformar as filhas em desembargadoras precoces, sem experiência nem notório saber, como foi o caso do ministro Marco Aurélio. E neste julgamento, seu genro era advogado da causa, deveria se declarar suspeito…

O que estava havendo no Supremo, no Tribunal Superior Eleitoral e em outras cortes é a desmoralização da Justiça. No julgamento do rito do impeachment, os ministros arrancaram as máscaras e mostram sua subserviência ao Planalto. Luís Roberto Barroso fez um voto sujo e ardiloso, aproveitou-se da inexperiência de Edson Fachin e Teori Zavascki. Outros ministros e ministras acompanharam Barroso, rasgaram o Regimento da Câmara, fazendo mudanças, embora não conseguissem apontar uma só ilegalidade em suas normas, que têm força de lei.

Com isso, rasgaram também a Constituição, que limita o Supremo ao julgamento de questões constitucionais. Extrapolaram em seu direito de “interpretar”, mancharam as togas com a seiva do servilismo, emitiram votos deploráveis e injustificáveis em abandono da lei que prometeram e juraram honrar.

IRRESPONSABILIDADE FISCAL

Agora, é o Congresso que se prepara para rasgar a Lei de Responsabilidade Fiscal. O relator da Comissão Mista de Orçamento, senador Acir Gurgacz (PDT-RO), um dos maiores empresários de seu Estado e que ostenta um currículo que se confunde com folha corrida, apresentou seu parecer nesta terça-feira pedindo a aprovação das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff. Seu argumento é de que 14 governadores também não cumpriram a meta fiscal em 2014 e é preciso mudar a lei, sem punir quem a infringe, vejam como esses políticos são criativos.

Se as contas de Dilma foram aprovadas, derrogando a Lei de Responsabilidade Fiscal, poderemos constatar que o país está todo dominado e é melhor mudarmos para o Paraguai.

Mas o Congresso não pode nem deve aceitar essa desmoralização da lei e da ordem. ilma Vana Rousseff Linhares não é melhor nem pior do que cada um de nós. Precisa ser julgada na forma da lei, antes que arruíne este país para sempre. Em 2014, só tivemos desempenho melhor do que a Ucrânia, que está em guerra civil há anos. Todas as outras nações tiveram crescimento econômico melhor do que o Brasil, o que dá margem a reflexões neste Natal triste, comemorado num país alegre e que tem potencial incomparável, mas se encontra sob um governo altamente irresponsável, que está quebrando o país.

43 thoughts on “Um Natal triste, num país alegre e que tem potencial incomparável

  1. “e o quinto maior mercado interno”… e estamos indo para o quinto dos infernos …
    Repito, não sou derrotista, nem pessimista, mas Realista … vejo as coisas como elas são, sem rótulos marketeiros. Um país que coloca tapume nas portas das emergências dos hospitais públicos para os doentes não entrarem, nem tão cedo sai do buraco …

  2. Se ainda tivermos como intenção salvar este País das garras desses terroristas do PT, DILMA DEVE SER IMPEDIDA DE CONTINUAR NA PRESIDÊNCIA DO BRASIL!
    Por acaso assisti a reportagem que abordava a condição de alguns hospitais caindo aos pedaços e fechados porque não tinham material, remédios, instrumentos, curativos … para atender aos doentes!
    Situação que em qualquer nação do mundo e seu mandatário estaria na cadeia.
    Dilma não pode continuar impune diante dos crimes que vem praticando contra o Brasil e povo. Afora a economia arrasada, a saúde pública também se transformou em caso de Polícia.
    Dengue, Microcefalia, hospitais sem recursos, outros fechando, gente morrendo às suas portas ou nas calçadas, o tempo absurdo e inexplicável para uma consulta com especialista, o longo período de espera para uma cirurgia … QUANDO AFIRMÁVAMOS QUE OS MÉDICOS CUBANOS NÃO RESOLVERIAM O PROBLEMA DA SAÚDE, EIS A CONFIRMAÇÃO, POIS NOSSOS IMPASSES RESIDEM NA INFRAESTRUTURA, NA FALTA DE CONDIÇÕES DE ATENDIMENTO (INSTALAÇÕES EQUIPADAS E ADEQUADAS).
    O programa Mais Médicos foi um golpe demagógico, outro golpe contra o País para mandar dinheiro para o líder de Dilma, Fidel Castro, que já ganhara de presente um superporto que, aliás, está sendo útil para nossas “exportações”?!
    DILMA NOS GOVERNA À BASE DE GOLPES!!!
    O ano que vem será um dos piores períodos da história desse País.
    Inflação, que será o dobro da anunciada pela mentirosa e manipuladora presidente;
    Desemprego, que aumentará com o término das festas de Natal;
    Entraremos de rijo na Estagflação, economia em recessão mais inflação, o grande mal para os economistas;
    Juros absolutamente impagáveis porque extorsivos;
    Carga tributária exploradora;
    POSSIBILIDADE DE MAIS IMPOSTOS, CASO O CONGRESSO VENAL APROVE A CPMF:
    Combustíveis mais caros para tentar salvar a Petrobrás da falência, roubada que foi como a maior demostração de TRAIÇÃO AO PAÍS, e que o PT é uma agremiação de criminosos, de bandidos da pior espécie;
    Aposentados à míngua;
    Violência incontrolável nas ruas;
    Estados da Federação falidos (o RS é um deles);
    Aumento no consumo de drogas e tráfico de armas;
    O partido de bandidos – PT – diariamente na mídia como protagonista de escândalos, roubos e assaltos ao erário, estatais e fundos de pensão!
    Repito:
    Dilma SE VINGA DO BRASIL E POVO PELA SUA PRISÃO, NO PASSADO.
    Essa senhora por mais incompetente que fosse não teria como desarrumar o país como conseguiu, caso não houvesse um plano muito bem elaborado para esse aniquilamento geral, inclusive no que tange às Instituições.
    Dilma e seus cúmplices estão acabando conosco, e este é o verdadeiro objetivo do Estado Tirânico Petista!

  3. Excelente artigo, Parabéns Carlos Newton. Sua tese é perfeita quanto a riqueza e
    a pujança que o Brasil oferta, dando a qualquer governo a possibilidade de alavancar um futuro promisso aos brasileiros, mas ninguém contava com o governo do PT (Lula e Dilma),
    que na ânsia de se perpetuarem no poder fizeram o diabo e estão destruindo o país, colocando
    por terra a tese de que o Brasil crescia a noite enquanto os políticos dormiam.
    Aproveito este espaço para desejar a todos frequentadores deste blog um feliz Natal e um ano novo com muito
    amor e esperança de que este governo vai ter um fim.
    Um forte abraço a todos.

  4. Sr. Carlos Newton, parabéns pela impecável análise contida neste artigo. Escreveu por todos nós, brasileiros que querem que nossos filhos e netos usufruam das riquezas que este país possui, mas que as forças políticas dominantes persistem em sonegar de várias formas, principalmente pela incompetência natural e pela tentativa de tutelar o que eles chamam verdade, além da imposição do que eles chamam democracia social.
    Cuba é o paradigma da justiça social dos pensadores de esquerda do nosso país. Apesar disso, o bom sistema educacional cubano não foi copiado nem de longe e temos semianalfabetos com idade avançada e até mesmo com diplomas universitários e. A ação de governo no aparelhamento do estado seguiu os moldes venezuelanos de Chaves, o que nos faz acreditar que a Venezuela de hoje é o Brasil de amanhã.
    Os nossos governantes e petistas, depois daquela longa ditadura de direita que muitos de nós vivemos, foram incapazes de encontrar o próprio caminho de desenvolvimento brasileiro, enveredando pelas cópias fajutas do personalismo e populismo vindos de Cuba e da Venezuela. É uma pena, o Brasil tão rico e os protagonistas da nação tão pobres e incapazes de enxergar que nós seremos a primeira nação do mundo, mas somente a partir da descoberta do que nós somos como país, sem cópias de modelos medíocres, com mobilização para o progresso verdadeiro, aquele que a educação do povo, total e eficaz pode desvendar. A lagarta, para se transformar em borboleta deve sucumbir na sua forma e viver um período de casulo. Estamos no estágio de casulo e para sairmos deste estado precisamos de tempo e mobilização, mas depende somente de nós.

  5. Berço esplêndido, onde plantando tudo se dá.
    O país do futuro, do pretérito.
    Sábios eram nossos avós que já riam da piada do ” vem ver o Povinho que coloquei lá “!
    Não sei se houve um momento traumático ou se os valores, principalmente HONESTIDADE e RESPEITO, foram se diluindo nos sorrisos matreiros dos espertos e contaminando a todos.
    Mas foi um fruto deste povo humilde e não um ricaço elitista quem detonou o país.
    Hoje, mergulhados na lama, literalmente e da corrupção, precisamos de fé para acreditar em dias melhores.
    Neste Natal, desejo a todos uma noite de paz e amor e que o presente da virtude seja distribuído em todos os lares, restaurando a dignidade e trazendo esperança.

  6. Carlos Newton, seus artigos têm sido contundentes e reveladores do “kaos” implantado pelos comunistas no Brasil a serviço do Foro de São Paulo e por orientação do Diálogo Interamericano, braço do Clube Bilderberg. Vale lembrar que o FHC é filiado ao Diálogo e, para lá, levou o Lulla. Nada é por acaso… Parabéns pelo artigo.
    Bom Natal a você e aos articulistas e comentaristas da TI.
    Falavigna

    PS: A Dilma nunca foi guerrilheira, como Genoino. Ela foi TERRORISTA, integrante de grupos que assassinavam pessoas sob o escudo protetor da covardia, própria de doentes mentais. Vana seguia a cartilha do Santo Mariguela, o terrorista-mor.
    A terrorista Dilma jamais pegou em armas contra o Regime Militar. Escondia-se nos “aparelhos” fétidos e contaminados pelo vírus da doutrina do horror. Atuava sempre sob o manto da surpresa, sem dar chance de defesa às suas vítimas.

  7. Prezado Carlos Newton,

    Muito oportuno seu artigo, entretanto, creio eu, voce cometu um segundo engano pois a guerrilheira Dilma não lutou contra a ditadura militar e SIM, A FAVOR DA DITADURA DO PROLETARIADO!!!

    Saudações

  8. Caro e prezado Jornalista Carlos Newton, acompanhei atentamente o voto do abestado Luis Roberto Barros, nunca vi nada igual, a desfaçatez, a ignomínia, a soberba, a mentira e a violência contra a constituição, é um acontecimento nunca antes visto nesta república das bananas. Meu querido faço um apelo emocionado, e você pode e sabe, desmascarar seu voto do começo ao final, quem sabe?, após desnudá-lo em campanha nacional, os outros ministros constrangem e tomam jeito ou juízo

    Trechos pinçados da Veja.com, do blog do Filipe Moura Brasil

    “E o que Barroso faz? Interrompe a leitura no momento imediatamente anterior ao trecho que legitima a votação secreta para “as demais eleições”, ou seja: para todas as eleições realizadas na Casa.”

    “Mas a farsa não para por aí.
    Barroso também falsifica a história ao escrever o seguinte em seu voto:
    “Por fim, a votação aberta (simbólica) foi adotada para a composição da comissão especial no processo de impeachment de Collor, de modo que a manutenção do mesmo rito seguido em 1992 contribui para a segurança jurídica e a previsibilidade do procedimento.”
    É mentira!

    Para a comissão especial da Câmara que deu o parecer no caso Collor, a votação foi SECRETA!
    Prevaleceu na ocasião a mesma tese de que uma eleição deve ser feita secretamente, como ocorre em todas as que se realizam no Congresso, para a escolha dos presidentes das Casas e a formação da Mesa Diretora.
    Aberta foi a votação posterior na Câmara pela abertura do processo de crime de responsabilidade de Collor, com 441 votos a favor, 38 contra, 1 abstenção e 23 ausências, no dia 29 de setembro de 1992.”

    Abraços

    • Caro Walter, buenas.

      O pedantismo, o deslumbramento e a imodéstia do Ministro Barroso, que lhe adornam o status de um pretenso jurista no exercício da sua função no STF, atingiram-no em cheio. É um pernóstico advogado petista, nada mais. Já sentou-se na cadeira pomposa com a tarefa de afrontar a Constituição Federal, que lhe cabia proteger em benefício do povo. Portanto, a farsa já estava sob a toga vermelha, como uma carta marcada na manga, pronta para definir um jogo e um vencedor, previamente combinados.
      Mas, Walter, tenho enfatizado – sem muita repercussão – que o ministro Zavascki também foi OMISSO e, pior, COVARDE, ao não insistir com o Barroso que as 4 palavras definidoras que davam autenticidade legal à ação do Presidente Cunha – optar pelo voto secreto – estavam ao final da oração que ele, Teori, lia justamente para Barroso: “(…) , e as demais eleições.”
      Não só abandonou o final da leitura como disse ao Barroso: ” – V.Exª tem razão. Não há nada que afirme isso. Acompanho o seu voto, nesse item.” Covardia, pura, genuína.

      Veja, amigo Walter, o que um homem probo e digno consegue escrever (Almirante Joaquim Marques Lisboa, Marquês de Tamandaré) :

      “HONRA é a força que nos impele a prestigiar nossa PERSONALIDADE. É o sentimento avançado do nosso patrimônio MORAL, um misto de BRIO e de VALOR. Ela exige a posse da perfeita compreensão do que é JUSTO, NOBRE e RESPEITÁVEL para a elevação da nossa DIGNIDADE ; a BRAVURA para desafrontar perigos de toda a ordem, na defesa da VERDADE, do DIREITO e da JUSTIÇA.” (o grifos são meus).
      Forte abraço.
      Falavigna

      • J.Falavigna, obrigado pelo seu comentário, compreendi melhor a posição do Zavascki, de uma covardia singular e depravada. Realmente são quase todos covardes, o supremo, está totalmente desmoralizado e subserviente ao governo federal. E aproveitado o momento, desejo-lhe um feliz natal, e um honroso abraço.

  9. Carlos Newton,
    Texto que eu considero uma obra prima.Parabéns!
    Como disse o Bendl em seu comentário:DILMA NOS GOVERNA À BASE DE GOLPES.
    É até uma incoerência desejar Feliz Natal,mas não podemos fugir à data.
    Feliz Natal Newton, e a todos que fazem a tua família.E, aos comentaristas que abrilhantam este espaço com comentários abalizados.
    Um grande abraço a todos.

  10. O Brasil é maior que todos os problemas e todos os problemáticos e vai vencer.
    Tudo o que o admirado Sr. Newton diz no texto é, como sempre, verdade incontestável.
    Mas, vamos em frente. Temos muita gente boa ainda, neste País tão maravilhoso.
    Parte importante dessa gente boa se encontra qui, na TI, e merece
    FELIZ NATAL!

  11. Parabéns pelo resumo exato da situação em que foi colocado o país.
    Crônica de quem anda pela ruas e não fica apenas circulando de um ar condicionado para o outro.
    Continue sua luta para manter uma luz de informação acesa no umbral que se tornou parte da internet.
    Um Natal de paz para todos!

    • Grato por suas palavras, José Augusto Aranha. O desânimo é grande, mas não devemos esmorecer. Tenho um grande amigo da família Aranha, o Roberto, que trabalha na TVE e na Globo, que chamamos de nave-mãe.
      Feliz Natal, amigo.

      CN

  12. Fico triste ao saber que muitos estão completamente enganados.

    O Brasil vive um momento muito feliz! O governo federal está fazendo sua parte, como nunca!

    Colocando corruptos na cadeia! Reconstruindo a educação pública. A saúde pública já se aproxima do padrão dos países europeus do primeiro mundo.

    A inflação está sob controle, e diminuindo aceleradamente. Os brasileiros estão com dinheiro no bolso, e com quase nenhuma dívida. Correm para os shoppings, comprando como nunca antes na história deste país.

    Os combustíveis começarão a baixar de preço, pois a Petrobras torna-se cada vez mais eficiente, na produção e no refino do petróleo.

    Dilma tem um ministério fabuloso, formado por técnicos da maior qualidade.

    Preparem-se, pois o Brasil está construindo um futuro cada vez mais venturoso!

  13. Aos colegas da Tribuna da Imprensa, o local mais democrático do nosso jornalismo e , em especial, ao Carlos Newton, a quem devemos isso, por sua paciência inesgotável. Desejo a todos um ótimo Natal e, abusando da democracia do espaço, a meu modo.
    Desejo a todos, sem distinção, inclusive aos que incomedei.

    Num meio dia de fim de primavera
    Tive um sonho como uma fotografia
    Vi Jesus Cristo descer à terra,
    Veio pela encosta de um monte
    Tornado outra vez menino,
    A correr e a rolar-se pela erva
    E a arrancar flores para as deitar fora
    E a rir de modo a ouvir-se de longe.

    Tinha fugido do céu,
    Era nosso demais para fingir
    De segunda pessoa da Trindade.
    No céu era tudo falso, tudo em desacordo
    Com flores e árvores e pedras,
    No céu tinha que estar sempre sério
    E de vez em quando de se tornar outra vez homem

    (…)…Hoje vive na minha aldeia comigo.
    É uma criança bonita de riso e natural.
    Limpa o nariz no braço direito,
    Chapinha nas poças de água,
    Colhe as flores e gosta delas e esquece-as.
    Atira pedras nos burros,
    Rouba as frutas dos pomares
    E foge a chorar e a gritar dos cães.
    E, porque sabe que elas não gostam
    E que toda a gente acha graça,
    Corre atrás das raparigas
    Que vão em ranchos pelas estradas
    Com as bilhas às cabeças
    E levanta-lhes as saias.
    Que vão em ranchos pelas estradas
    Com as bilhas às cabeças
    E levanta-lhes as saias.

    A mim ensinou-me tudo.
    Ensinou-me a olhar para as cousas,
    Aponta-me todas as cousas que há nas flores.
    Mostra-me como as pedras são engraçadas
    Quando a gente as tem na mão
    E olha devagar para elas.
    (…)…Ele mora comigo na minha casa a meio do outeiro.
    Ele é a Eterna Criança, o deus que faltava.
    Ele é o humano que é natural,
    Ele é o divino que sorri e que brinca.
    E por isso é que eu sei com toda a certeza
    Que ele é o Menino Jesus verdadeiro.
    E a criança tão humana que é divina
    É esta minha quotidiana vida de poeta,
    E é porque ele anda sempre comigo que eu sou poeta sempre,
    E que o meu mínimo olhar
    Me enche de sensação,
    E o mais pequeno som, seja do que for,
    Parece falar comigo.

    A Criança Nova que habita onde vivo
    Dá-me uma mão a mim
    E a outra a tudo que existe
    E assim vamos os três pelo caminho que houver,
    Saltando e cantando e rindo
    E gozando o nosso segredo comum
    Que é o de saber por toda a parte
    Que não há mistério no mundo
    E que tudo vale a pena.

    A Criança Eterna acompanha-me sempre.
    A direção do meu olhar é o seu dedo apontando.
    O meu ouvido atento alegremente a todos os sons
    São as cócegas que ele me faz, brincando, nas orelhas.
    Damo-nos tão bem um com o outro
    Na companhia de tudo
    Que nunca pensamos um no outro,
    Mas vivemos juntos a dois
    Com um acordo íntimo
    Como a mão direita e a esquerda.

    Ao anoitecer brincamos as cinco pedrinhas
    No degrau da porta de casa,
    Graves como convém a um deus e a um poeta,
    E como se cada pedra
    Fosse todo o universo
    E fosse por isso um grande perigo para ela
    Deixá-la cair no chão.

    Depois eu conto-lhe histórias das cousas só dos homens
    E ele sorri, porque tudo é incrível.
    Ri dos reis e dos que não são reis,
    E tem pena de ouvir falar das guerras,
    E dos comércios, e dos navios
    Que ficam fumo no ar dos altos-mares.
    Porque ele sabe que tudo isso falta àquela verdade

    Que uma flor tem ao florescer
    E que anda com a luz do sol
    A variar os montes e os vales,
    E a fazer doer aos olhos os muros caiados.
    Depois ele adormece e eu deito-o
    Levo-o ao colo para dentro de casa
    E deito-o, despindo-o lentamente
    E como seguindo um ritual muito limpo
    E todo materno até ele estar nu.

    Ele dorme dentro da minha alma
    E às vezes acorda de noite
    E brinca com os meus sonhos,
    Vira uns de pernas para o ar,
    Põe uns em cima dos outros
    E bate as palmas sozinho
    Sorrindo para o meu sono.
    ………………………………………………………………………

    Quando eu morrer, filhinho,
    Seja eu a criança, o mais pequeno.
    Pega-me tu no colo
    E leva-me para dentro da tua casa.
    Despe o meu ser cansado e humano
    E deita-me na tua cama.
    E conta-me histórias, caso eu acorde,
    Para eu tornar a adormecer.
    E dá-me sonhos teus para eu brincar
    Até que nasça qualquer dia
    Que tu sabes qual é.
    …………………………………………………………………………

    Esta é a história do meu Menino Jesus,
    Por que razão que se perceba
    Não há de ser ela mais verdadeira
    Que tudo quanto os filósofos pensam
    E tudo quanto as religiões ensinam?

    ( O Guardador de Rebanhos – Fernando Pessoa ).

  14. Prezado Sr. Carlos Newton.

    Parabéns pela sensibilidade de seu texto.

    Apesar de sensível, contido pela lucidez profissional.

    Que 2016 traga melhores recompensas para o senhor e sua família e que nunca possam destruir seus sonhos.

    Eles merecem renascer a partir de uma data tão simbólica para nós brasileiros.

    Fé e Saúde a todos os amigos que compartilharam aqui a sua permanente gentileza e retidão.

    Que a paz reine sempre!

  15. Prezado CN, você não estava errado na sua fase otimista. O erro foi de todos nós, que não prestavamos atenção nos políticos ladrões que nos cercavam, à direita e à esquerda. E o roubo cresceu tanto que já é uma pilhagem.
    Paro por aqui. Feliz Natal para você e os seus, com tudo que merecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *