Um país desses não pode ser levado a sério

Francisco Vieira

Será que os “especialistas” brasileiros algum dia perceberão que a fome é mais grave e mais urgente do que um possível aquecimento global, e que usar terra para fazer gasolina não passa de um grande desperdício?

Será que perceberão a burrice de tranformar o Estado de Roraima, um grande produtor de arroz e, consequentemente de riquezas e de qualidade de vida, em um deserto humano para fazer o deleite de algumas ONGs e a satisfazer a vaidade de algumas autoridades?

Enquanto isso, no último dia 21 de agosto foi concluída a demarcação da reserva indígena Kayabi, uma área de cerca de 1,053 milhão de hectares de extensão entre os municípios de Apiacás (MT) e Jacareacanga (PA) para uma população de apenas 250 índios da etnia Kayabi. Se formos dividir a área ocupada pela quantidade de indígenas, teremos 4.212 inúteis hectares reservados para um único habitante!

Como não poderia deixar de ser, esta será mais uma reserva feita sob medida para impedir a exploração do subsolo, rico em ouro, por empresas de mineração e garimpeiros, expulsos logo no primeiro dia da operação. Consequentemente, os que ali ousarem se aventurar, pelo fato de agora estarem ilegais,  obrigatoriamente terão que vender o resultado do trabalho para os contrabandistas, como atualmente fazem os indígenas!

Um país desses não pode ser levado a sério!

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.