Uma história velha, que vai de Churchill até Dilma

Carlos Chagas

A historinha é velha, mas oportuna. Nos finalmentes da II Guerra Mundial, o comandante-em-chefe das forças inglesas, general Bernard Montgomery, foi a Londres. Todo-poderoso vencedor do nazismo, respondeu aos jornalistas curiosos de saber a razão de seu sucesso: “é porque eu não bebo, não jogo, não fumo e não prevarico!”  Monty despertou a reação  de Winston Churchill, que também convocou os jornalistas, sem saber estar  em poucos dias   deposto das funções de primeiro-ministro. Disse Churchill: “Escrevam aí: eu bebo, jogo, fumo, prevarico e sou o chefe dele…”  Quebrou a cara…

O episódio lembra, tantos anos depois, a substituição de Dilma Rousseff por Michel Temer. Madame se jactava da conquista do segundo mandato, mas, de repente,  perdeu o poder. De nada valeram seus méritos de vitoriosa…

2 thoughts on “Uma história velha, que vai de Churchill até Dilma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *