Uma homenagem à beleza do Rio, que Paulinho da Viola fez questão de cantar

Imagem relacionada

Natureza, um poeta de verdade

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

O compositor, poeta e letrista carioca Sérgio Roberto Ferreira Varela, conhecido como Sérgio Natureza, mostra a “Bela” riqueza natural que a cidade do Rio de Janeiro possui. Esta música, uma parceria com Marcos Leite, faz parte do LP Memórias, gravado por Paulinho da Viola, em 1976, EMI-Odeon.

BELA

Marcos Leite e Sérgio Natureza

Bela… a noite acende mil estrelas
No ar um sol que vem do mar
Natureza perfeita pra quem chega se encantar
Bela… antiga vila, cidadela
É nela… que todo mundo vem buscar
Alvas auras, forças pra se renovar
Dela… jorra uma fonte de maná
Benção que o Redentor lhe dá

Bela… ela pra sempre será bela
Nada de mal pode ofuscar
A beleza daquela que Deus fez pra se espelhar…
Nela… todas as cores da aquarela
Na tela… um fundo azul pra iluminar
Águas, praias, sol de se maravilhar
Lindo… reluz o sol, brilha o luar
Rio… igual a ti não há!

2 thoughts on “Uma homenagem à beleza do Rio, que Paulinho da Viola fez questão de cantar

  1. “Bela… a noite acende mil estrelas
    No ar um sol que vem do mar”

    Ah! o Mar! Que saudável é um banho nas águas verdes/azuis do mar”
    “MÃE NATUREZA

    Como é lindo, Senhor, poder enxergar com estes olhos que me destes, poder sentir a natureza entrando pelos meus poros, me envolvendo e dizer:
    “Deus existe, olhai e vede a lua cheia ou minguante, o sol forte ou fraco, as árvores, com suas folhas embaladas pelo vento, vento esse que nos refresca e embeleza ainda mais as coisas que movimenta. E as águas? Ah! as águas, tão frescas, tão poderosas e tão necessárias à vida.”
    Vida, resumo da natureza!
    Olhai e bendizei a natureza pois ela, irmãos, é muito mais importante do que tudo que estais acostumados a admirar e comprar…

    A Natureza é Bela. Bendita seja sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *