Uma pesquisa misteriosa do PT daria 17 ou 42 pontos a Fernando Haddad.

Carlos Newton

A diferença é enorme para um candidato que está há vários meses empacado nos 3%. Mas em São Paulo e nos meios petistas dos outros Estados, circula um informe (informação não-confirmada) de que existiria uma pesquisa, encomendada pelo PT, que faria o pré-candidato petista Fernando Haddad dar um salto sensacional, colocando-o em segundo lugar ou até mesmo na liderança da disputa pela prefeitura de São Paulo.

A pergunta que faria Haddad dar esse verdadeiro salto triplo mortal, revirado e carpado, como se diz no linguajar do esporte dos saltos ornamentais, seria simples e objetiva: “Você votaria num candidato indicado pelo ex-presidente Lula?”. Ou seja, Fernando Haddad nem chega a ser mencionado. E o resultado seria de 17 ou 42 pontos, vejam só como os boatos são imprecisos.

Na verdade, Lula não é um líder político como os outros. Ele se transformou numa espécie de entidade, um Padim Ciço dos tempos modernos. Não há dúvida de que o apoio direto dele possa ser milagroso, mesmo para um candidato trôpego como Haddad, de qualidade bem inferior a Dilma Rousseff. Mas o poder de Lula para transferência de votos tem limites, ninguém sabe se esta pesquisa existe ou se é idônea.

Além do mais, existe o horário gratuito na TV e os adversários de Haddad, se tiverem juízo, certamente não deixarão de mostrar na telinha os três filmetes e a cartilha do chamado Kit Gay, em que claramente se incentiva as crianças a terem relações homossexuais. Detalhes desse tipo podem fazer a diferença.

Como diz Roberto Carlos, detalhes tão pequenos são coisas muito grandes para esquecer…

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *