Uma questão de divisas

Percival Puggina

Confesso que não sei mais onde termina o Brasil e começam os negócios de Eike Batista, nem onde terminam os recursos das instituições financeiras nacionais e começa a carteira de Eike Batista, nem, ainda, onde termina o subsolo brasileiro e começa o submundo de certos negócios de mineração.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “Uma questão de divisas

  1. Caro Pugina, a Midia, diz que o Eike deve 10 bilhões ao BNDS, isto é nosso dinheiro, que seu patrimonio não é fiador da divida, mas ao pequeno produtor, se conseguir algs tostões de financiament, seu patromonio responde, até seu LAR, bem inafiaçavel.
    O Eike está na Midia, comprando tudo, maracanã, museu aberto (Minas), Marina da Gloria, com a bençãoo do governo federal( bem tombado), e o governo federal, estadual e municipal, senadores,deputados federais, estaduais e vereadores do rio, todos “inertes”, fazendo com que a corrupção saia vencedora, as raz$es dessa “leniência” é contra o patrimônio do povo.
    Não aparece um representante do povo, (são hipocrias) botando a “boca no trombone”, solicitando uma CPI!?.
    Brasil, terra da corrupção geral e irrestrita, onde o dinheiro e patrimônio público, enriquece poucos, e põe na pobraza e miséria do SMM milhares de cidadãos. (2º de miserável).
    Esperança remotissima de mudança, 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *