Vejam bem o que pode acontecer se os senadores recusarem o impeachment

Charge do Laerte, reprodução do Arquivo Google

Antonio Carlos Fallavena

Se o impeachment da presidente Dilma Rousseff não passar, o país pegará fogo. E isso não será originado apenas pela ala anti-PT. É uma situação tão maluca, descabida e insólita que, embora os petistas/carreiristas tentem continuar acreditando, só é possível na cabeça de idiotas ou de antipatriotas.

Imaginemos, só pra gastar o tempo que não temos, as seguintes situações:.

  1. Dilma volta;
  2. Restaura os 39 ministérios;
  3. Chama antigos e/ou novos ministros
  4. Retoma todos os cargos e recoloca os antigos ocupantes
  5. Reassume o Planalto e reinicia a “compra” de apoio parlamentar para o governo de coalizão.
  6. Cria uma “força tarefa”, sob o comando do “exército vermelho” e parte, definitivamente, para o desmonte da Polícia Federal, do Ministério Público e das provas da corrupção nas estatais e em tudo mais.

SOCIEDADE DESORGANIZADA

Enquanto isso ocorre, a sociedade desorganizada, que é maioria em nosso país, fala aqui, fala ali e as coisas vão se recolocando no lugar. Chegamos a 2018,  Dilma completa o mandato e o devolve a Lula.

O pior é que tudo isso pode ocorrer. Basta que alguns senadores que não querem Dilma mas também não querem Temer, votem contra o impeachment ou “adoeçam” no dia da votação.

Será que isto é impossível? O certo é que, diante de tanta corrupção, tanta falta de espírito público, tanta gente sem vontade e sem caráter, tudo realmente é possível. E embora sendo improvável, para garantir essa improbabilidade, são necessários mais alguns votos, o país terá de arcar com essas despesas adicionais.

NEGOCIANDO OS VOTOS

Basta serem analisadas as figuras dos senadores que continuam negociando seus votos, apesar de todas as provas de corrupção e ilegalidades cometidas na Era do PT.

A reforma pode ser iniciada a partir das eleições deste ano, mas se não começar…

Enquanto isso, noticia-se que “o Planalto trabalha para garantir a aprovação do impeachment de Dilma”. É duro aguentar uma situação desse nível tão rasteiro.

21 thoughts on “Vejam bem o que pode acontecer se os senadores recusarem o impeachment

  1. Que os grandes Juristas desse Blog opinem para o Cidadão normal os motivos do Senador Raimundo Lira, que acatou a redução dos prazos sugerida, legalmente, tá no Código Penal, pela Senadora Simone Tebet, voltou atrás e continuou com os prazos de 1992 que já foram derrubados pelo Código Penal, e, em um rasgo de sandice ou cinismo, os dois com intensidade, afirmou que a redução é totalmente legal, mas, que ele acha bom voltar atrás a 1992. Como vemos tudo que é Legal vira Ilegal e o que é Ilegal vira Legal, basta uma palavra e uma Nota Técnica do Senador Raimundo Lira. Em um país que a Lei é menor do que uma Nota Técnica de um Senador só resta ao seu povo ir às ruas URGENTEMENTE, para derrubar essa “BASTILHA DE IMORAIS” QUE NOS “PODRERES” DEIXAM O PAÍS E O SEU POVO CHEGAREM À BANCARROTA DESDE QUE OS CRIMINOSOS DE LESA-PÁTRIA E LADRÕES DO DINHEIRO PÚBLICO CONTINUE SOLTOS E MANDANDO NO PAÍS ! ESTOU COM NOJO DOS PODERES NO BRASIL, ELES NÃO ME REPRESENTAM !!!!

    • Não sou jurista, muito menos grande jurista, mas na minha opinião Lira desde o início do processo está fazendo tudo para evitar que Dilma possa arguir qualquer cerceamento de defesa. Por isso deixou o José Eduardo se manifestar várias vezes num processo em que a rigor não teria que haver defesa até o julgamento final.
      Não sei se é insegurança ou excesso de precaução, mas temos que reconhecer que ele está andando num fio de navalha dentro do Senado para conduzir o processo, e até agora tem conseguido.

  2. Chama os antigos e novos laranjas.
    Vai ser um terror a Dilma voltando a ocupar 45 cargos: além de presidente do Brasil será a presidente do BNDS, Banco Central, Banco do Brasil e CEF mais os cargos de Ministra em cada um dos 39 ministérios, aí para ferrar de vez, presidente da Petrobras.
    Será o nosso Fidel, Maduro, Nicolae, Shing Ling, Pol Pot,……

      • Listão por listão, se não tem tu, vai tu mesmo. É melhor ficar no zero a zero do que perder por 7 a 1!

        “Graças ao estrago no PIB brasileiro pela Dilma, o FMI precisou rever para baixo o crescimento médio do MUNDO…….”
        *
        “Alta média do PIB no governo Dilma é a menor desde mandato de Collor.”
        *
        “PIB do Brasil recua 5,4% (1º trimestre 2016 X 1º de 2015) e confirma maior recessão em 25 anos”.
        *
        “Dilma tem pior média de crescimento em 20 anos.”
        *
        “PIB de Dilma é o segundo pior desde Getúlio Vargas.”
        *
        “Herança Dilma: PIB do Brasil tem oitava queda consecutiva.” (dois anos!)
        *
        “Efeito Dilma: queda do PIB faz industria voltar ao patamar de 2009.”
        *
        “O encolhimento do PIB, mostra que o estrago é gigantesco e que o Brasil estará “remando” em “marcha lenta” por, no mínimo, uns 10 anos.”

  3. Pingback: Vejam bem o que pode acontecer se os senadores recusarem o impeachment de Dilma – Debates Culturais

  4. A volta da Dilma teria um efeito especial ou seja o término da Lava-Jato e isto pode ser bom para muitos senadores que já estão com a corda no pescoço. O Brasil se tornou o paraíso dos ladrões e agora, a revolta dos desclassificados está aumentando porque roubar é bom mas ir para a cadeia nem pensar. Quanto tempo o país pode resistir a toda esta bagunça? E o pior, seria uma volta retrógrada ao passado, ao tempo dos militares porém esta pode ser a única opção. Carlos Newton, o título da piada do ano já está ganho, porque nada ou ninguém pode superar o Brasil, de 2016, como a Piada do Ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *