Venezuela vive domingo de manifestações pró e contra governo Chávez

Luciana Andrade (Agência Brasil)

Milhares de pessoas se concentraram este domingo na Praça O’Leary, em Caracas, capital da Venezuela, para manifestar apoio ao presidente do país, Hugo Chávez, e à Revolução Bolivariana. Os manifestantes foram mobilizados pela Juventude Bicentenária.

“Há setores de oposição que conspiram fora e dentro do país e impulsionam ações desestabilizadoras, mas o governo nacional na Venezuela continua fazendo a pátria”, disse o dirigente da ala da juventude do Partido Socialista Unido da Venezuela, Hanthony Coello.

Os manifestantes gritaram palavras de ordem para pedir a recuperação de Chávez e expressar apoio ao presidente, que faz sessões de quimioterapia em um hospital de Caracas. Ele voltou à Venezuela em fevereiro, depois de passar por uma nova cirurgia para tratamento de um câncer em Havana, Cuba. Chávez ocupa a Presidência do país há 14 anos e sofre com um câncer na região pélvica. Não foram divulgados mais detalhes sobre a doença.

OPOSIÇÃO

Nas ruas do município de Chacao, próximo a Caracas, facções opositoras ao governo também fizeram uma manifestação, perto da Direção Executiva da Magistratura. Participantes seguravam bandeiras do movimento Vontade Popular.

O deputado Richard Blanco declarou a emissoras de televisão que o movimento reivindicava “atendimento a valores mais essenciais do ser humano que quer saber [do governo atual] a verdade”. E a deputada Maria Corina Machado disse que o atual governo venezuelano “destruiu a democracia no país e provocou o seu isolamento internacional”.

O grupo de oposição Operação Soberania manifestou a disposição de fazer pressões para receber informações seguras do governo sobre o processo de recuperação do presidente Hugo Chávez.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG O estado de saúde de Chávez é péssimo. Se ele realmente estivesse melhor, o governo já teria liberado fotos e vídeos do presidente. Como não o faz, isso indica claramente que a situação de Chávez vai de mau a pior, como se dizia antigamente. (C.N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *