Verses e verdades sobre a importncia de 1963, o ano que projetou a poltica brasileira para outro vergonhoso e sangrento perodo ditatorial

Assduos participantes do blog, voltam a 1963, trazem contribuio, apresentam verses, muitas bem razoveis, outras sem sentido. Responderei sem contestar. s vezes, retificando.

Assim, enquanto a campanha eleitoral mergulha na mediocridade, numa profundidade inimaginvel, por exigncia dos seguidores, voltemos a 1963. No por causa da minha primeira priso e o meu primeiro julgamento, mas pelo que 1963 representaria para 1964.

Como eu disse que todos poderiam concordar, discordar, analisar e responder, para satisfao geral, como eu citava fatos, fatos, fatos, e no trazia a impresso de auto-elogio, se limitaram a sugerir novos episdios. 47 anos decorridos, permitem interpretao do que aconteceu.

Jos Antonio traz a verso do maquiavelismo. Os generais teriam me dado um furo, eu acreditei, ca nele, era o que pretendiam, me deixar satisfeito com o furo. Desculpe, ningum ali era maquiavlico, e sim ambiciosos, sedentos de Poder.

De qualquer maneira, Jos Antonio, tendo o reprter na mo um documento OFICIAL, com os carimbos SIGILOSO e CONFIDENCIAL, no deixaria de publicar de maneira alguma. No era o meu direito, e sim a minha obrigao. Pelo documento e pela autenticidade da fonte.

O cultssimo, estudioso e altamente competente e participante Schossland, (que vem em linha reta da Tribuna de papel) considera que a fonte no era confivel, Cordeiro de Farias seria conservador, perdera a eleio de 1950 no Clube Militar para o general Newton Estilac Leal, de esquerda e bem radical.

A eleio de 1950 verdadeira, a vitria tambm. S que Estilac foi apoiado por Vargas, (pela primeira vez na vida eleito presidente) e pelos generais que perderam em 1945 com o fim da ditadura e do ditador.

Tanto isso verdade, que quando Golbery e Lacerda (ento amicssimos) comearam campanha para a NO POSSE de Vargas, em 1951 Estilac deixou a presidncia do Clube Militar, assumiu o Ministrio da Guerra, a oposio desapareceu. Naquela poca s generais da ativa podiam presidir o Clube histrico. (O Marechal Hermes da Fonseca deixou a Presidncia da Repblica em 15 de novembro de 1914 e foi presidir o Clube). Hoje s militares da reserva podem presidi-lo.

Alm do mais, informao no tem IDEOLOGIA. Se o informante era altamente respeitado, por que procurar depreci-lo? Cordeiro tinha biografia mais consistente, Estilac apenas um apelido e mais nada, ficou pouqussimo tempo ministro. Garantiu a posse, no podia garantir O GOVERNO, que NO EXISTIRIA, foi DEMITIDO.

Tambm impossvel desconhecer o destaque de Cordeiro de Farias, nos mais diversos tempos, incluindo a ligao com Vargas. Em plena ditadura, quando morreu o Interventor do Rio Grande do Sul, general Daltro Filho, quem foi nomeado para substitu-lo? Cordeiro de Farias.

Deixou o cargo para ir para a Itlia com a FEB. Foi destacado (general), e Castelo Branco era ainda tenente-coronel, e como o marechal Floriano de Lima Brayner conta em dois livros importantes, foi total VEXAME, quase criminoso, ao planejar o ASSALTO AO MONTE CASTELO, a grande perda da FEB,

Mais tarde, Cordeiro foi GOVERNADOR ELEITO DE PERNAMBUCO, o Estado mais ESQUERDIZADO DO BRASIL. Como consider-lo de DIREITA?

No histrico 29 de outubro, quando Vargas se agarrava de todas as maneiras ao Poder, e tresloucadamente nomeava o irmo Beijo (estrina, que vivia em cassinos, bbado e dando tiros para o alto) para o importantssimo cargo de Chefe de Polcia, o prprio ditador dizia publicamente: S morto saio do Catete. Foi Cordeiro que o procurou e explicou: Presidente, o senhor no tem mais nenhum apoio, o Exrcito dar a garantia de que nada lhe acontecer.

Vargas aceitou, saiu bem vivo com o Cardeal protegendo-o. (O mesmo que acontecera com Washington Luiz, derrubado por Vargas em 1930, faltando 42 dias para o fim do mandato. S que fora eleito).

Martim Berto Fuchs, aparece com outra verso, de jeito algum despropositada. Segundo ele, Jango agradava aos dois lados. Prendia o jornalista, que combatia os grupos multinacionais, e agradava Roberto Marinho e Lincoln Gordon. possvel, possvel, em matria de contradio, nada era impossvel para Joo Goulart.

Edson Carvalho, revelando (ou parecendo) sua formao, d como fundamental para tudo o que aconteceu a partir dali, fatos militares de importncia, extraordinrios e que no podem ser contestados. A PASSAGEM PARA A RESERVA DE OFICIAIS NACIONALISTAS, que procuravam impedir o domnio da tropa por comandos ULTRA-DIREITISTAS.

E foi o que aconteceu. Edson traz a sua palavra de historiador militar, como Nelson Werneck Sodr, e indo bem mais longe, Sergio Buarque de Holanda. Embora os dois no tivessem a menor ligao no tempo e nas convices, as citaes reforam a seriedade do depoimento.

Obrigado ao Marcilio pelas consideraes, pelos comentrios, e a todos pelo interesse (histrico, coletivo e no pessoal) em debater e tentar desvendar o que aconteceu em 1963.

Consequencia das VITRIAS e DERROTAS de ALTOS GENERAIS, em 1945, 1950, 1955, 1961, nesse 1963 e 1964, que APANHOU TODOS OS CONSPIRADORES DESPREPARADOS. Menos os militares.

***

PS fascinante para todos ns, o debate a partir de episdios vividos ou participados, longe das enciclopdias que podem ser consultadas apressada, fugaz, voluptuosa ou satisfatoriamente.

PS2 Alguns dos que se intitulam HISTORIADORES, confessam que vo ou foram BUSCAR as suas verdades nos jornais de poca. a memria, retirada do freezer do tempo, servida de maneira inteiramente CONGELADA.

PS3 Muitos podem acreditar que, como cito de 1945 a 1964, 19 anos seria um tempo exagerado. Vrios deles vieram de 1930 e chegaram a 1964, a prdiga e prodigiosa gerao de 22/24.

PS4 Para alguns poucos, elogio. Para outros, apenas o exerccio repetido e exuberante do Poder, sem qualquer respeito ou considerao pela coletividade.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.