Vinte deputados do PSB defendem candidatura de Joaquim Barbosa em 2018

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Danilo Cabral diz que Barbosa está animado

Aline Moura
Estado de Minas

Enquanto parte do PSB se movimenta para se reaproximar do PT e ter Luiz Inácio Lula da Silva como candidato ao Palácio do Planalto, o deputado federal Danilo Cabral (PSB) vai um pouco na contramão. Danilo sabe que a principal base eleitoral dele – o município de Surubim, no Agreste estadual – é simpatizante da candidatura de Lula. Na verdade, aliás, ele também admira o ex-presidente, que mantém a popularidade mesmo enfrentando tantos processos na Justiça. No entanto, para o parlamentar, a melhor forma de manter a unidade do PSB no país inteiro – de Norte a Sul – é a legenda ter um candidato próprio à presidência.

De acordo com Danilo, o PSB pode ter 11 candidatos a governador, quatro no Nordeste, três no Norte, três no Sudeste e um no Centro-Oeste. Mas ele frisa, por exemplo, que a melhor forma de unir o discurso é convencer o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa a disputar o mandato presidencial pela sigla socialista.

REJEIÇÃO A LULA – Nem todos os candidatos da legenda querem subir no palanque de Lula. Em São Paulo, o pré-candidato do PSB é Márcio França, que vai assumir o lugar do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Em Pernambuco, por outro lado, o postulante é Paulo Câmara, candidato à reeleição. França teria dificuldade de defender um palanque de Lula, tendo sido vice-governador de Alckmin por quase oito anos, enquanto Paulo Câmara tem em seu governo o PMDB e enquanto o próprio PSB está se recompondo de uma divisão interna, depois de perder lideranças como o senador Fernando Bezerra e o ministro Fernando Filho (sem partido).

“O caminho que preserva a unidade do PSB, sem estresse, é a candidatura própria. O PSB está recompondo a unidade agora, depois da morte de Eduardo Campos, e não dá para fazer um movimento para dividir o partido”, defendeu o parlamentar.

BARBOSA ANIMADO – Danilo afirmou que, dos 27 deputados federais da legenda, 20 já ensaiaram um movimento para trazer o ex-ministro Joaquim Barbosa para seus quadros. Ele disse que o ex-ministro está pensando no assunto e não descarta alianças políticas com a Rede, por exemplo, mas rejeita a possibilidade de ser vice.

“Ele está animado com a candidatura (de presidente). Já tivemos duas conversas com ele, inclusive Carlos Siqueira (presidente nacional do PSB) participou de uma delas. Mas, como ele está fora do jogo da política, ele precisa se sentir acolhido”, analisou Danilo.

7 thoughts on “Vinte deputados do PSB defendem candidatura de Joaquim Barbosa em 2018

  1. Eu tenho a impressão de que os Brasileiros integrantes do STF não passam de um bando de girinos., talvez por terem alcançado um cargo tão diferenciado das outras incumbências (profissões).
    A responsabilidade e tamanha que eles ficam la, falando uma língua toda própria, e na maioria das vezes se tornam sapos.
    Menos o bagrão lamacento, é claro, esse Gilmar foi contaminado de radioatividade lameira…

    Honestamente, temos cacife, como povo herdeiro de Pindorama, para contratar o melhor serviço de consultoria do Mundo, e montar um time dos sonhos para gerir a Nação Brasileira….

    Parece que tô jogando conversa fora, ninguém concorda com este tipo de possibilidade, e ficam procurando por um sapo (candidato), pra colocar na toca (presidência)…

  2. Barbosa é de esquerda, fã do Lula e vai governar (??) como a Dilma. Já mostrou como é arrogante e covarde e de rabo preso quando abandonou o barco e não fez história. Por que faria diferente agora?

    • O ministro Joaquim é muito pavio curto, rude, grosseirão, impaciente. Não serve para um cargo eminentemente político, cuja ferramenta principal é a polidez. Ele deveria ter ficado no STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *