Totalmente insano, Rodrigo Maia agora sonha em prorrogar mandatos federais

Resultado de imagem para rodrigo maia abobado

Maia tem padrão: só abre a boca para dizer bobagens

Lucas Ragazzi
O Tempo

No momento em que deputados e senadores se agarram aos cargos para garantirem foro privilegiado diante da operação Lava Jato, um ato do presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) na tarde desta quinta-feira (4), a pedido da comissão de reforma política da Casa, causou polêmica por supostamente possibilitar o prolongamento de mandatos de todos os políticos com mandato até 2020. O texto autoriza a criação de uma Comissão Especial da Casa para discutir uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de 2003 que tem como objetivo a simultaneidade das eleições para todos dos os cargos do Legislativo e Executivo, incluindo o presidente da República, e o aumento do tempo de mandato para cinco anos.

A ação criou polêmica nas redes sociais e gerou turbulência por supostamente beneficiar o presidente Michel Temer (PMDB) e atuais políticos investigados pela Lava Jato, já que, com o aumento dos mandatos até 2020, eles não precisariam enfrentar as urnas para manter o foro até lá.

SEM VALIDADE – Vice-presidente da Casa, o deputado federal Fabinho Ramalho (PMDB-MG), que leu o texto em plenário, negou que o intuito da PEC seria privilegiar a classe política, afirmando que o texto não serviria nem para as próximas eleições de 2018. “Não seria para o atual mandato, a matéria não tem validade alguma para ser aplicada nas próximas eleições. É apenas um texto para ser refletido e debatido sobre a possibilidade de racionalizar as eleições em um mesmo ano”, garante.

Questionado se o motivo para a abertura da comissão fosse retardar a análise e leitura de outros projetos envolvendo mudanças na legislação eleitoral, o peemedebista negou. Fabinho também não acredita que o timing da proposta foi ruim. “Foi lida hoje porque chegou na mesa nesta tarde. Não tem outro motivo”. Segundo ele, a maioria dos partidos da Casa ainda não indicaram membros para compor o colegiado.

COISA ANTIGA… – A PEC 77/2003, de autoria do deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), colocava que os prefeitos e vereadores eleitos na eleição seguinte, que seria em 2004, só disputassem a reeleição em 2010, fazendo, assim, um pleito eleitoral simultâneo aos para o Senado, Câmara Federal, Assembleias Legislativas, Governos estaduais e Presidência da República.

No texto, Castro argumenta que o projeto tem como finalidade “o aperfeiçoamento e a racionalização do sistema eleitoral brasileiro”.

NOVA POLÊMICA – Não é a primeira vez que uma PEC causa polêmica por abrir a oportunidade de beneficiar políticos com mandato. Até 1997, a reeleição do presidente da República não estava prevista na Constituição Federal, fato que foi alterado após PEC aprovada pelo Congresso. Na época, deputados chegaram a relatar a compra de votos para a aprovação da medida, mas não houve investigação. Patrocinador da proposta, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) acabou conseguindo a reeleição.

Em 2009, no auge de popularidade do governo Lula (PT), o deputado Jackson Barreto (PMDB-SE) propôs a criação de uma PEC que autorizaria uma nova reeleição do petista em 2010, fazendo, assim, um terceiro mandato. A proposta foi vista como inconstitucional e arquivada no mesmo ano.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Rodrigo Maia deveria ser analisado por seu amigo Gilmar Mendes, porque demonstra ser totalmente infantil e irresponsável. Com a cassação de Eduardo Cunha, Maia caiu de paraquedas na presidência da Câmara, com as bênçãos do presidente Michel Temer e da bancada da corrupção. É impressionante: quando abre a boca, só diz besteira. É meu parente afastado, pelo ramo dos Maias, lá do bravo povo de Catolé do Rocha, mas a gente o considera a vergonha da família. (C.N.)

9 thoughts on “Totalmente insano, Rodrigo Maia agora sonha em prorrogar mandatos federais

  1. já nos manifestamos aqui da seguinte forma: uma vez que os do executivo podem ser reeleitos (e quase sempre o são porque estão com a máquina à mão), poder-se-ia propor diferenciar as datas dos membros do legislativo e que fossem eleitos logo para 8 anos, sem recondução…os do legislativo, sim, deveriam ficar em 4 anos (inclusive os srs. senadores) para que demonstrem a que vieram após as asneiras prodigiosas que dizem no “hilário eleitorial gratuito”…

    • José Carlos,
      estou notando (depois do acordão suprapartidário) uma ação orquestrada de bombardeamento dos políticos à nação para desnortearem e desviarem e confundirem a atenção.
      A tática é apresentar uma série de projetos polêmicos e prejudiciais ao povo, que, desnorteado, não consegue se mobilizar.
      Está surtindo efeito. Precisamos acordar desse choque pós-traumático e reagir.

  2. Mais uma herança do governo anterior tentando ser implementada pelo governo atual.
    É muito simples: sabem que muitos não serão reeleitos tão cedo devido à Lava Jato e ás reformas desumanas e querem se manter o maior tempo possível no poder.
    É nauseante, ultrajante, imaginar que muitos destes políticos continuarão no poder por mais tempo, seja um mês, ou, cinco anos.
    A população não pode assistir a essa “venezuelação” do país de braços abertos.

  3. Não sou petista e de nenhum outro partido, não não sou partidário e se fosse seria na época de Leonel Brizola, mas estamos assistindo este senhor armando mais um golpe, é preciso estar atento, agora, porque ainda não foi chamado pelo MPF para prestar depoimento, pois também está na lista da lava jato e caso tenha recebido propina tem que ir em cana, este país não aguenta mais tanta safadeza, é preciso que estes senhores, seja presidente, governador, prefeito, senador, deputado e vereador que eles estão parlamentares e que erário público é sagrado, não se pode roubar dinheiro do povo.
    Quando do impeachment, acho que nem Temer deveria assumir a presidência do país, primeiro que também participou das falcatruas e segundo, acho que deveria ter novas eleições, isto sim é democracia.

  4. Rodrigo Maia, o filhinho de papai César Maia, um grande ladrão que saqueou muito as finanças públicas da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro…

    Quem circula pela Barra da Tijuca vê de longe o colossal edifício de concreto da “Cidade das Artes”, elefante braco superfaturado em mais de 500 milhões de reais e que praticamente não serve para nada! Obra do grande César!

    E há muitas outras milionárias babaquices erguidas pelo “prefeito maluquinho” neste Rio de Janeiro. Nem é preciso procurar muito!

    Mas a sua mais nefasta obra deve ser mesmo essa: o filho Rodrigo Maia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *