Bolsonaro avisa que querem derrubá-lo e ameaça: “Eu sei onde está o câncer do Brasil”

Imagem

Charge do Brum (Tribuna do Norte)

Ingrid Soares
Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro repetiu críticas ao lockdown adotado por governadores e prefeitos na tentativa de conter o aumento dos casos de covid-19 no país. Em indireta, chamando a população para as ruas, o mandatário afirmou que sabe “onde está o câncer do Brasil” e que só “ganha a guerra” quem tem informação.

“Estamos com uma tempestade quase perfeita pela frente. Talvez seja isso que alguns governadores queiram. Pela economia, atingir o governo. A briga desses não é derrotar o vírus; é tentar derrubar o presidente. E eu quero saber o que que vai esperar, o que esse futuro governante pode esperar do Brasil, caso ele ganhe as eleições no futuro com esse tipo de política de terra arrasada que estão fazendo no Brasil. Lamento muito pelo futuro do nosso Brasil”, continuou.

INFORMAR O POVO – O chefe do Executivo afirmou, em tom velado, que sabe o que tem que fazer, e enviou um recado ao eleitorado. “E o que que eu posso fazer? A gente só ganha a guerra, pessoal, se tiver informações. Se o povo tiver bem informado, tiver consciência do que está acontecendo, a gente ganha essa guerra. Alguns querem que a gente seja imediatista. Eu sei o que tem que fazer. Dentro das quatro linhas da Constituição. Se o povo, cada vez mais, se inteirar, se informar, cutucar seu vizinho, mostrar para ele o futuro do nosso Brasil, a gente ganha essa guerra. Eu sei onde está o câncer do Brasil, nós temos como ganhar essa guerra. Se esse câncer for curado, o corpo volta à normalidade”, completou.

“Estamos entendidos? Se alguém acha que eu tenho que ser mais explícito, lamento”, encerrou Bolsonaro.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O homem está impossível. Lança um enigma atrás do outro. Pensa que comanda as Forças Armadas, daqui a pouco nem o garçom do cafezinho cumprirá suas ordens. Será derrubado pelos próprios erros. Pela primeira vez, assistiremos a uma autoderrubada. (C.N.)  

11 thoughts on “Bolsonaro avisa que querem derrubá-lo e ameaça: “Eu sei onde está o câncer do Brasil”

  1. Se ele sabe, por que não usa logo o remédio? A verdade é que a vida da imensa maioria dos brasileiros está cada dia pior. Nenhum de nós tem culpa de ele ter nascido sem cérebro. Quanto mais cedo ele desaparecer, melhor. Dentro de muito pouco tempo, ninguém sequer lembrará dele.

    • A exemplo da indústria farmacêutica, Bolsonaro e a classe política arrancam vantagens é com a cronicidade; cura definitiva dos nossos males políticos, para eles, significa perdas irricuperaveis. Nesse caso, o nutriente da longevidade dessa cambada maldita são os paliativos de efeitos efêmeros.

  2. Haja munição para tanta guerra!
    Só lembrando que os maiores e piores inimigos de Bolsonaro são seus ex aliados, ex partidários, ex admiradores.
    Imagina qdo o PT entrar na briga!?

  3. Mini$tro$ do $TF, cadelinhas do José Dirceu, que é quem realmente realmente manda na espelunca $uprema.

    “nos vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar eleição.”

    Vamos ver se ele e suas cadelinhas serão bem sucedidos.

    • Seu discurso Eliel, não bate com a realidade. Pura fantasia. Durceu foi punido, sentenciado e preso pelo STF. Se fosse julgado pela primeira instância, nada teria acontecido ainda.
      Precisamos nos debruçar com o que está Jos ameaçando agora, o vírus Pandemico.
      Dirceu é coisa do passado. Teve o seu momento e desperdiçou. Ninguém acredita mais nesse vc residir do povo brasileiro.
      O que esta aí, também será colocado no limbo da história.

  4. Eu também sei e aqui inúmeras vezes registrei, mas não tem jeito de vestirem a carapuça! Dizem que a culpa é do povo que não sabe votar!
    Mas que calhorda BARBARIDADE!

  5. Disse tudo, o mito é tipo do cara que quando acorda se olha no espelho e pergunta, quem é este cara? Porque no dia anterior ele viu outro cara. É tão maluco que vai renunciar e nem se lembrará de quem assinou a carta de renúncia foi ele mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *