Bolsonaro confirma que deve indicar ao Supremo um ministro “terrivelmente evangélico”

Grande dia da liberdade', diz Bolsonaro sobre aniversário do golpe de 1964  - Jornal de Brasília

Bolsonaro cria vaga para evangélico, mas é contra sistema de cotas

Ingrid Soares
Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro confirmou, na manhã deste sábado (08/05), que deverá escolher para a vaga do Supremo Tribunal Federal (STF) um ministro “terrivelmente evangélico”. O chefe do governo destacou que já tem um favorito ao posto, no entanto, não anunciou o nome.

Ele se referia à vaga do magistrado Marco Aurélio Mello, que se aposentará da Corte em julho. A indicação necessita do aval do Senado.

BATER O MARTELO – “Em 5 de julho, 4 de julho, vai ser um terrivelmente evangélico. Já tem um cotado aí, por enquanto é ele, mas não está o batido o martelo”, contou a apoiadores na saída do Palácio do Planalto. Um dos nomes cotados é do Advogado-Geral da União (AGU), André Mendonça, que também é pastor.

Bolsonaro ainda repetiu comentário de que o tribunal deveria iniciar as sessões com uma oração. “Imagina o STF começando a sessão com orações por parte desse ministro?”, acrescentou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Também na manhã deste sábado, Bolsonaro afirmou ser contrário à existência de cotas para ingresso em universidades e outras instituições. Sua declaração é contraditória. Ao nomear um ministro por ser evangélico, ele estará instituindo um sistema informa de cotas no Supremo. Seria melhor indicar alguém que entenda de Direito, porque a composição atual é fraquíssima, a meu ver. (C.N.)

8 thoughts on “Bolsonaro confirma que deve indicar ao Supremo um ministro “terrivelmente evangélico”

  1. Boa noite , leitores(as):

    Senhor Carlos Newton , não seria mais fácil e objetivo dizer que a composição atual dos ministros/juízes do STF , são literalmente de ” BAIXISSIMO NIVEL ” , em todos os aspectos ?
    Agora , cabe aos senadores impedir que o Presidente Jair Bolsonaro plante mais um ” DESQUALIFICADO E FALSÁRIO ” , no Supremo Tribunal Federal – STF , já bastam os que lá estão dando mal exemplo .

  2. Outrora, as puxadas eram mais veladas. Atualmente, o presidente, cinicamente, proclama que vai indicar um fantoche, para executar as encomendas do padrinho!
    Então: por que tem de ser graduado em direito, reputação ilibada e notável saber jurídico? Poderia ser quaisquer pessoas leais ao indicador. A única virtude visível em todos os indicados é transparência. Porque, de antemão, a sociedade como um todo, já sabe pra quem eles vão “trabalhar”.

Deixe uma resposta para Eliel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *