Desacertos na vida de Sérgio Moro mostram que a política não é para amadores

A farsa de Moro está nos autos; a alma, no Telegram | Jornal Alto Vale Online

Charge do Nani (nanihumor.com)

Roberto Nascimento

É preciso ficar claro que a decisão do Supremo Tribunal Federal na última quinta-feira, favorável a Lula, não tem repercussão geral e o ex-presidente ainda não foi considerado inocente, apenas está elegível, podendo concorrer às eleições de 2022.

Dizem que o Supremo judicializa a política, que interfere no Executivo e no Legislativo. Balela e mentira. Esses Poderes entram com liminares para que a Corte resolva seus problemas. O campeão de pedidos são os partidos políticos, mas, o Executivo também recorre aos ministros, através da Advocacia-Geral da União.

ATIVISMO JUDICIAL? – Depois reclamam do ativismo judicial, como fizeram recentemente o vice Hamilton Mourão e o presidente Jair Bolsonaro.

Os ministros do STF nada decidem sem que haja provocação da parte. Acho que a omissão seria muito pior, no caso de devolver o pedido sem uma solução. Ao que parece, o presidente Luiz Fux está nessa linha, sem negar in limine qualquer pedido, para evitar o desgaste do Judiciário.

Assim, apesar dos pesares, precisamos confiar nos ministros da Suprema Corte e nas decisões emanadas de fundamentação jurídica, caso contrário tudo estará perdido. São humanos e por isso erram. O remédio está nos recursos.

SUSPEIÇÃO DE MORO – Insta salientar que será julgada na próxima quinta-feira a suspeição do juiz Sérgio Moro, em face dos diálogos interceptados por hackers e divulgados no site The Intercept. Se for declarada a suspeição do juiz Moro, será o fim da Lava Jato. Mas tenho quase certeza de que a tese da não suspeição será acolhida por 6 a 5. Porém, se a decisão for em sentido contrário, todos os julgamentos de Curitiba serão anulados. Será o fim da Lava Jato, algo inaceitável.

Infelizmente, o juiz Moro aceitou o convite de Bolsonaro para o cargo de ministro da Justiça no final de 2018. Resultado: foi humilhado pelo presidente, praticamente defenestrado do cargo, a Lava Jato esvaziada pelo governo e pelo procurador Geral, culminando com o desfecho da anulação do julgamento de Lula sentenciado por Moro no caso do tríplex.

A política não é para amadores. A vida sempre nos reserva muitas surpresas. Vamos aguardar os próximos acontecimentos.

16 thoughts on “Desacertos na vida de Sérgio Moro mostram que a política não é para amadores

  1. 1) Brasil tem muitos aventureiros… impolíticos.

    2) Dicionário Aurélio Século 21 define o impolítico como “incivil”…

    3) No dia em que a maioria de nosso povo for educada, quem sabe teremos bons políticos.

    • Sérgio Moro deu três guinadas, capazes de levar mau juízo, até as mentes mais ingênuas:
      -Pela natureza da Lava Jato, consciente ou acidentalmente, trabalhou para fortalecer o maior desafeto do PT, Bolsonaro. E o pior: quando aceitou assumir as pastas da Justiça e Segurança Pública, ofertadas pelo próprio Jair Messias eleito, apenas reforçou o que muitos já suspeitavam;
      -A liberação da fita de depoimentos desfavoráveis ao petismo, quase às vésperas da eleição presidencial. Aquele ano teve 365 dias, por que a tal divulgação, aparentemente, premeditada, incidiu tão próximo do sufrágio eleitoral? Não podia ter sido uma semana após?
      -Reincidência Imperdoável: deixou-se cooptar, exatamente, pelo escritório responsável pela Recuperação Judicial da Odebrecht, empresa alvo das ações do magistrado na Lava Jato.

  2. Um cara que foi cooptado pelo departamento do Titio Sam para destruir a economia do próprio país, e ainda ser colocado como herói nacional pela mídia brasileira que é anti-Brasil, eh realmente algo que explica do porque o Brasil NUNCA sair dessa situação em que se encontra há décadas!

  3. Respeitado Roberto Nascimento…

    Há controvérsias,sim,os membros,as pessoas que fazem parte dessas instituições políticas tradicionais, executivo,congresso, é que,digamos deixam a desejar..

    Sobra, até para os membros do judiciário,segundo o senador Jorge Kajuru.
    Tem jantares que custam uma fortuna…

    O provinciano aqui, procurando PF,prato feito pra comer ao meio dia, por dez pila.
    Dez reais…

    Eis o fosso social de milhões de Brasileiro s.

  4. “Em face dos diálogos interceptados”?
    Afirmação totalmente fora do contexto.
    A suspeição está demonstrada em diversas decisões de ilegalidade flagrante.
    As conversas apenas ilustram os bastidores, tudo que já se sabia.
    No entanto o maior erro que demonstra a parcialidade foi a condenação SEM prova.
    Só na Muzema e no Rio das Pedras os imóveis não tem escritura, IPTU, Condomínio…

  5. Desculpe, mas o juiz natural da suspeição no habeas corpus é a segunda turma, e nenhum dos Ministros que deram os votos vencedores na questão da suspeição os fundamentaram nas gravações divulgadas pelo intercept, Pode conferir, você se confundiu. As razões para a suspeição alegadas foram a indevida condução coercitiva, a divulgação da conversa com a Dilma antes de o Gilmar Mendes proibir a posse do Lula como Ministro da Casa Civil no mandado de segurança e pela divulgação da delação do Palocci uma semana antes do primeiro turno da eleição presidencial de 2018. Não teve nada a ver com a vaza jato.

  6. A má política brasileira não é pra amadores. Assim como a corrupção e a criminalidade. Quem trabalha contra isso tudo sabe que estará sempre em grande desvantagem, pois quem segue a Lei e quem busca a justiça, tem os limites dessa Lei e da moralidade. Já esses todos não tem qualquer limite. Quem está do lado bom que faça seu papel até o limite, se o criminoso escapar, azar. Outra hora cai. A sociedade é quem será penalizada, ao menos até surgir mais amparo legal. Ou a sociedade se mobilize, se não quiser viver no prejuízo, para mudar as regras desse jogo injusto.

  7. Bom dia , leitores (as):

    Senhor Roberto Nascimento , J.Béja , Carlos Newton e Marcelo Copelli e como é que vai ficar quando todos os condenados pelo ex-juiz Sérgio Moro , exigirem ” REPARAÇÃO ” pelos danos causados á suas imagens , por terem sido julgados , condenados e presos injustamente , uma vez que os ministro/juízes do STF os ” REDIMIU ” , os suas decisões comportam uma ” ISONOMIA ENTRE OS CONDENADOS ” ou não ?

    • Prezado José Carlos Cabral, essa hipótese não está no horizonte. Não foi decidido pelo STF, o mérito das condenações sentenciadas pelo juiz Sérgio Moro e referendadas pelos três juízes da segunda instância.
      Cada caso é um caso, se sua hipótese se confirmar, o que não creio, que vá ocorrer.
      A repercussão geral de um julgamento, da área Penal, para favorecimento dos demais réus, mesmo considerada a jurisprudência do STF é raríssima.
      Espero ter, nessa resposta singela, clareado o que estava obscuro.

  8. O maior erro de Moro foi ter ido na conversa de um presidente sem o menor traço de honradez, de estadismo, de vergonha na cara. Um safado que não vale o que o gato enterra. Ele não deveria NUNCA ter renunciado à judicatura. Nas ele há de se refazer, como homem íntegro e ilustre que é. Já o Boçal, vai apodrecer fedendo cada vez mais.

  9. Boa noite , leitores (as):

    Senhor Roberto Nascimento , ledo engano seu , pois alguns ministros/juízes do STF não primam legalidade e pelo respeito próprio , são desonestos , de má índole , por tudo estão perseguindo o ex-juiz Sérgio Moro e os membros da equipe da lava-jato do Paraná , tudo por vingança , por terem seus nomes e de suas esposas envolvidos em ” FALCATRUAS E ROUBOS ” do dinheiro público , sem contar que os ministros/juízes do STF estão á serviço do ex-presidente LULA e seus comparsas , se assim não fosse , seus advogados não estariam dando um verdadeiro ” DERRAME DE RECURSOS ” no STF e seus ministros/juízes não estariam subvertendo as leis do país.

    • Sr. José Carlos Cabral, ledo engano seu, com todas as minhas escusas.
      O juiz Sérgio Moro teve todo o apoio, possível e imaginário do STF e inclusive do Bolsonaro, que o convidou para Ministro da Justiça e depois o defenestrou do cargo, humilhando – o de maneira devastosa, principalmente naquela retifica reunião, no Planalto, você lembra?
      O ex- juiz extrapolou o devido processo legal, isso já é um fato. E ainda, colou em Bolsonaro para ser indicado Ministro do Supremo. Deu tudo errado.
      Os homens fazem seus planos, mas, tem uma força superior, que desata ou amarra os nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *