Iniciativas de Gilmar Mendes podem destruir os pilares da Lava-Jato

Resultado de imagem para gilmar mendes charges

Charge do Quinho (Estado de Minas)

Alan Gripp
O Globo

Pode-se (e deve-se) discutir todas as polêmicas que acompanham as delações premiadas. O número de acordos é exagerado? Alguns são excessivamente benevolentes com os delatores? Acusações infundadas não levaram ao cancelamento de colaborações infrutíferas? Há problemas no uso do instituto jurídico, mas é inegável que a Lava-Jato não seria o que é hoje sem informações dos delatores. Elas produziram provas contundentes que levaram a prisões incontestáveis, como as de Sérgio Cabral, Eduardo Cunha e José Dirceu, para ser econômico. O saldo é, sem dúvida, vantajoso para a sociedade.

Parte do sucesso das delações se dá em razão de uma mudança significativa na lei. Por determinação do STF, em julgamento recente feito pelo conjunto de seus ministros, réus condenados em segunda instância devem passar a cumprir pena imediatamente, salvo em situações de baixa periculosidade para a segurança de vítimas ou de investigações.

IMPUNIDADE – A mudança na lei reduziu a sensação de impunidade e estimulou novas colaborações. Sem ter mais a oportunidade de adiar a pena até que o crime prescrevesse, os delatores se deram conta de que ou colaboravam ou enfrentavam uma perspectiva real de ir para a cadeia. É, portanto, também, fundamental para o sucesso da Lava-Jato.

Em menos de 24 horas, o ministro Gilmar Mendes, do STF, atacou tanto as delações quanto o cumprimento da pena em segunda instância – que, registre-se, ajudou a aprovar.

CLIMA DE INSEGURANÇA – Mendes quer submeter o acordo de Joesley Batista, da JBS, já homologado por Edson Fachin, ao plenário do Supremo. Se isso ocorrer, criará um ambiente de insegurança e desestímulo para futuras colaborações. Também passou a defender a revisão da regra para o cumprimento de penas, contrariando sua própria posição em duas votações anteriores, em fevereiro e outubro do ano passado. Ou seja, há apenas sete meses. O que mudou de lá para cá?

Ainda que haja argumentos de debate em ambos os casos, é importante pontuar que as iniciativas de Gilmar Mendes atentam contra dois pilares fundamentais da Lava-Jato.

15 thoughts on “Iniciativas de Gilmar Mendes podem destruir os pilares da Lava-Jato

  1. Escalação Time da Cadeia: CUNHA

    ______________X_____________

    Escalação Time Di Bôua: LULA, DIRCEU, EIKE, DILMA, MANTEGA, MERCADANTE, BUMLAI, e por aí vai…..

  2. Quando olho Lula e Zé Dirceu soltos, impunes, o país sofrendo o desastre econômico, financeiro,social, ético e moral implantado por eles, e vejo esse outro rapaz protegendo eles,, dá uma vontade imensa de ir embora do meu Brasil Amado, essa gente nos fez passar do fundo do poço, e, por favor, não me fale que as Instituições estão funcionando, nunca, porque elas só funcionam para deixarem impunes e soltos os ladrões do Brasil e do povo brasileiro. VOMITA BRASIL !!!!!

  3. Gilmar não só deixa claro que colabora decisivamente para enfraquecer a Lava Jato, como também dá indícios fortíssimos de que precisa ser investigado, para o bem do Brasil. Não é aceitável qua após tudo o que já sabemos a respeito da classe politica brasileira, a Lava Jato venha a ter o mesmo destino do caso Banestado.

  4. Gilmar Mendes, ministro do STF, demonstra inquestionavelmente pelas entrevistas que concede estar dominado pela soberba e arrogância!

    Critica abertamente seus pares, a Lava-Jato, e se transformou no paladino da impunidade, evidentemente querendo proteger os parlamentares envolvidos nos roubos contra a Petrobrás e obras referentes à Copa do Mundo e Olimpíadas.

    E não se importa em mudar o seu voto com relação às prisões poderem ser a partir da Segunda Instância, para revisar o seu próprio voto após decisão do STJ, e declarando que acompanha o seu colega Toffoli, como de resto Lewandowski deverá segui-los!

    Nesse meio temo, muitas penas terão o seu decurso de prazo, e os grandes ladrões do país confirmarão que a impunidade é, sim, mantida e preservada pela Alta Corte.

    Em outras palavras:
    O ministro atualmente é o maior representante do Sistema, inimigo do povo, contrário à ordem e desenvolvimento deste país, manipulador, tendencioso, parcial e comprometido politicamente!

    Gilmar deveria responder pelo seu impeachment não fosse o seu maior aliado o senado, que impedirá toda e qualquer iniciativa neste sentido!

    • Bendl, fora as “atrocidades” cometidas por esse Juizeco de 5a. categoria ao soltar dois bandidos assassinos ladrões corruptos com aqueles HCs de araques.

  5. Armando,

    Por isso mesmo escrevi que Mendes está possuído pela onipotência – caso patológico -, em entender que é o arauto do Direito, cujos conhecimentos são superiores aos demais colegas e suas interpretações ou estudos que tem sobre Hermenêutica interpretam fidedignamente o pensamento do legislador!

    Aliás, basta observarmos a sua feição quando tomada pela ideia de que é um magistrado inigualável, como que o beiço cresce, quase um pato.

    Um abraço.
    Saúde e paz.

  6. Nos Estados Unidos já estaria preso por defender e apoiar criminosos de lesa-pátria abertamente através da soltura dos Transitados , Julgados e Condenados por esses crimes de lesa-pátria,e , que a “troika da 2a. tchurma soltam à luz do dia agredindo um povo roubado e sofrido por causa desses lulopetralhas e sua ORCRIM com 14 anos de desmandos e roubos dos Cofres Públicos Brasileiros(vide a soltura do Chefe do Estado Maior do Lulopetralhismo Zé Dirceu) e, com ameaças ao Brasil e a seu povo. Acima dele tá o Brasil e seu Povo que ainda respeita a Constituição e não teme histerias apopléticas em defesa de Traidores da Nação. Nada de Anistia, todo apoio aos Juízes Federais que cumprem plenamente a Constituição e defendem o Brasil e seu Povo, que Deus nos Proteja !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *