No país de piada pronta, de repente Lula virou mocinho e Moro pode virar bandido…

TRIBUNA DA INTERNET | Juiz veta o “pedido inusitado” de Lula para filmar a  audiência com equipe própria

Charge do Nani (nanihumor.com)

Vicente Limongi Netto

Lula de volta ao jogo democrático. Recebeu atestado de honestidade da Suprema Corte. Decisão judicial é para ser cumprida. Com serenidade, sem paixões. Setores políticos atônitos com o voto monocrático do ministro do STF, Edson Fachini. Bolsonaro e alquimistas palacianos seguramente estão em polvorosa. O presidente não vai mais ter pesadelos com João Dória. Passará a tê-los com Lula.

Tolice negar que Lula é forte nas urnas. O PT lava a alma e faz planos que mudarão completamente os rumos das eleições de 2022. Bolsonaro, que gosta de cantar de galo e declarar-se imbatível, terá que reaver seus planos políticos.

PRESIDENCIÁVEIS – Pesquisas revelam que hoje, apenas Lula tem condições de superar Bolsonaro no segundo turno. Com pré-candidatos e autocandidatos aos montes, desunidos, olhando para o sucesso do próprio umbigo, as coisas ficam ainda mais fáceis para Lula. 

Açodados e eternos negacionistas – não só de vacinas, mas também de votos – seguramente alimentam planos nada republicanos. A ordem é manter afastado Lula longe do poder. Bolsonaro precisará convencer o eleitor que Lula e o PT são nocivos ao Brasil.

Pelo tumulto nacional diante da decisão do ministro Fachin, não será tarefa fácil. #golpe não.

A colunista Denise Rothenburg, no Correio Braziliense deste domingo, revela que procuradores da República analisam enquadrar Bolsonaro como omisso, diante das recentes declarações dúbias do presidente, relacionadas ao combate ao coronavírus.

Nessa linha, recordo e saliento o final de meu texto publicado no Correio Braziliense de 28 de fevereiro, sob o título “Tragédia”, no qual dizia: “Pelo andar da carruagem, Bolsonaro será lembrado como omisso e irresponsável”.

Agora, o gentil Bolsonaro vai estrelar uma campanha do Ministério da Saúde estimulando a aquisição de vacinas, com o slogan: “Manda tua mãe comprar”.

COISA FEIA – Brincadeira e montagens de imagens com ranços de patrulhamento, inveja, ressentimento e recalque. Foi neste domingo, no programa “Esporte Espetacular”, da TV Globo.

Tentando ser engraçado, o repórter Luiz Gutierrez recuperou trechos de uma entrevista do então jogador Renato Gaúcho à repórter Glória Maria, que pedia pedindo ao agora vitorioso e sessentão técnico do Grêmio que indicasse um homem bonito. “Fernando Collor de Mello”, respondeu Renato.

Em seguida, Gutierrez entra em cena, como se a pergunta fosse dele e atual, debochando e rasgando o script: “Ah, tá de brincadeira”.

Os antigos ensinam que inveja e ciúme de homem são coisas perigosas, que podem até matar.

15 thoughts on “No país de piada pronta, de repente Lula virou mocinho e Moro pode virar bandido…

  1. Muitos traficantes e chineses contrabandistas estão sendo soltos debaixo dos olhos da mídia progressista e, nada comentam ou noticiam.
    Então não é nenhuma novidade perdoar mais um bandido que roubou trilhões do país.

    • Vicente Limonge, você como sempre, muito bem informado. Pelo que vemos hoje, está provado, que Collor e Dilma foram injustamente empichados. Os erros dos ex presidentes são marolinhas, em relação ao que ocorre agora.
      Em relação a decisão do ministro Fachin, da ela lavagista do Supremo, de anular as sentenças do Lula, por prerrogativa de Foro, só agora, tem uma pegadinha nisso aí.
      Creio, que Fachin intuiu uma futura decisão da Segunda Turma do STF, na qual ele e minoria, de acatar a suspeição de Moro, em virtude da atuação do ex- ministro, defenestrado e humilhado por Bolsonaro, saindo pela tangente do devido processo legal, em concluío com os procuradores de Curitiba, conforme atestam os diálogos da Lava Jato.
      São conversas terríveis contra a honra de ministros do STF e do STJ. Falavam até da fisionomia da Ministra Carmem Lúcia, denegrindo- a.
      Talvez, na visão de Fachin, essa decisão cause um estrago menor para os integrantes da Lava Jato.
      Vejam bem, para proteger seus amigos do Paraná, o ministro provocou uma tsunami no país e deu munição ao presidente Bolsonaro, que estava nas cordas, caindo nas pesquisas, por conta da terrível atuação dele e de Pazuello, contra as vacinas, a ciência e o distanciamento social.
      O que, não podia ter nesse momento perigoso da vida Nacional é a volta da polarização PT versos Bolsonaro.
      Precisamos de lideranças, que empolguem o país e acerte rumo do desenvolvimento do país com a retomada dos empregos e união nacional sem radicalismos e boçalidades.
      Trabalhar mais e falar menos, a receita de um bom presidente.

      • Caro professor e um dos esteio do blog..

        Com a Max. Vênia,o Min. Fachim,fez uma jogada de mestre.
        Jurídicamenteesvaziou o Min. Lewandowski,que sistematicamente vêm desfigurado a lava jato.

        De outra banda,politicamente falando,o STF está dando uns recados :
        Ao General Villas Boas,e sua turma,os picaretas do congresso que são refém do STF,e não querem se ariscar devido as eleições de 22.

        O animalCavalo não quis se vacinar, literalmente está de quatro, não manda nem no Castelo.

        PS: Gasolina, gás,e a super inflação corroendo os bolsos dos Brasileiros.

  2. Basta de 171 eleitoral. ENTREGAR O PSOL AO PT, NEM PENSAR. Não faz sentido nadar, nadar, nadar, para morrer na praia poluída do continuísmo da mesmice do sistema apodrecido. VÁ À MERDA BOULOS. A menos que outro partido se mostre desprendido, corajoso e determinado a encarar a missão de hospedeiro do Novo de Verdade, que é a RPL-PNBC-DD-ME, o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, vamos insistir com o PSOL, enquanto partido dos movimentos sociais, para que ele encare essa missão, que pelo menos um partido tem que encarar, para que não sejamos obrigados a fazer a revolução das ruas para os palácios, antes de 2022, até porque sem o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação não há mais nada de bom, promissor e alvissareiro a esperar dos partidos da turma do mais dos me$mo$, pode fechar o Brasil pra balanço, estará tudo perdido, acabo e consumado. PORTANTO, vá cantar noutra freguesia, Boulos, com esse seu discurso sem noção, egoísta, quinta-coluna, narciso, furado, moralmente frouxo, tipo capacho do Lula. Se o Lula, seu ídolo, mata as suas chances pelo PSOL, vc não tem o direito de matar as chances do PSOL contra o Lula e o Bolsonaro, em 2022, com outro candidato mais qualificado, mais preparado e mais tarimbado, tipo Joe Biden, com projeto próprio, novo e alternativo de política e de nação, assim como vc não tem o direito de matar o PSOL enquanto dissidência do PT. O PSOL É DISSIDÊNCIA DO PT, face aos malfeitos do mesmo no governo, é água e óleo, não tem como se misturar e nem como se submeter ao PT senão como farsa partidária explícita, tipo 171 eleitoral. Vc já atrapalhou o PSOL em 2018, e o PSOL só não ganhou a prefeitura de SP em 2020 por sua culpa. Agora vc não vai atrapalhar o PSOL de novo, em 2022, nem tente, vc não é líder de coisa nenhuma mas isto sim cabo eleitoral do Lula. Vc é lulista e não psolista, ao que parece, rapa fora do PSOL. Vá à merda, Boulos, filie-se ao PT, e pare de atrapalhar a vida do PSOL, e leve o Medeiros e cia com vc, até porque a impressão é que vocês foram plantados no PSOL a serviço do PT, só para fazer do PSOL puxadinho do PT e linha auxiliar do lulopetismo, para não deixar o Novo Verdade surgir das entranhas do PSOL. Aliás, em 2018, vc já atrapalhou a possível parceria do PSOL com o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, e puseram tudo a perder, entregaram o país para o Bolsonaro. Talvez vocês não tenham noção, porque entraram de última hora no PSOL, tipo cristãos novos, mas o PSOL é dissidência das práticas nefastas do PT, cidadão, é água e óleo, não vamos permitir essa mistura, de jeito nenhum. Rapem fora da sala crianças, agora a briga tem que ser de Leão versus cachorros grandes, e o Bicho tem que pegar, senão nada irá mudar de verdade neste país, mais quebrado do que arroz de terceira em grande parte por culpa do Lula, do Bolsonaro e do PSDB. Recolha-se à sua insignificância política, rapaz. Basta. Chega dos me$mo$. Fora todo$. https://www.band.uol.com.br/band-vale/noticias/guilherme-boulos-prega-uniao-da-esquerda-para-eleicoes-presidenciais-em-2022-16326396?fbclid=IwAR2FJuYiRuFUZyv9HPgaSKTpSiOfHNj-94OiWj6FXmz4bl2xrjojjiI4mM4

  3. Deve ser muito frustrante aceitar a verdade. Mas não tem jeito, mais dia menos dia, mais ano menos ano, ela aparece.
    O objetivo era tirar Lula da eleição. Só isso. E Moro conseguiu e recebeu o prêmio.
    Justiça? Cadê uma prova de crime?
    Chega de golpe. Vamos às urnas e não às armas.

  4. Falta a infalível justiça do STF devolver aos ladrões, os bilhões roubados, ordenar aos americanos o cancelamento de acordos, sob pena de declaração de guerra, aos suíços que mantenham o sigilo e desbloqueiem as contas criminosas! Não esqueçam do Cabral e sua ex-esposa, devolvam-lhe as jóias, é resultado de roubo honesto, são vítimas da sociedade que não compreende o termo “expoliação da riqueza alheia”.

  5. Gosto muito da maneira que o Ciro trata o Moro. É como eu trato: _‘politiqueiro de quinta’ e ‘canalha’. / Não existe definição melhor para alguém que se associa a Bolsonaro. Um indigente Mental.
    E vocês elegeram Bolsonaro nessa onda Lavajatista, não é verdade? Jornalismo independente com o qual sempre contribuí e hoje apenas observo, desprezo e tento colher o que ainda presta. e o que presta, o que ainda é precioso, tem 100 anos de idade e ainda escreve muito e contribui muito. Como sempre foi um homem gentil, democrático, muito honesto e isento, deve envergonhar-se de vocês que se dizem “discípulos” dele.

    Senhor Hélio Fernandes, perdoem estes pobres escribas!

    • Bolsonaro foi eleito na onda da desmoralização de toda a classe política, inclusive do Dr. Ciro de Harvard, esse falastrão esquizofrênico e ridículo que uma hora chama o PT de “quadrilha” e em outra adula o Lula. Em 2018 o descrédito de todos os políticos era tão grande que se insuflou o bolsonarismo para assustar o eleitorado e fazer os representantes do tucanato e do resto da política de sempre um “mal menor.” Mas deu muito errado.

      Pelo menos não tivemos o Ciro como presidente. Nem teremos, acredito. Ciro não passa de um ego desmensuradamente inflado, como FHC, mas sem o verniz de civilidade deste último.

      Cada vez que abro a caixa de comentários deste site, lembro porque tinha deixado de acessá-lo. Melhor desistir de vez.

  6. O Brasil assiste estarrecido a instituição do crime e a impunidade dos envolvidos, mormente se um dos réus for ex-presidente da República.

    A justificativa sórdida que Moro foi parcial e partidário, então a anulação dos processos onde o maior ladrão que o mundo já viu, irá beneficiá-lo para ser candidato nas próximas eleições, revela um Judiciário cúmplice de ladrões, de criminosos que lesaram e prejudicaram o Brasil e seu povo!

    A base dessa decisão prolatada – material colhido CRIMINOSAMENTE, e que está sendo utilizada para se colocar uma pá de cal na Operação Lava Jato -, ressalta a intenção dos ministros em inocentar Lula desde o início das investigações, julgamento e condenações do ex-presidente.

    O comportamento dos ministros neste caso é repulsivo, idêntico à conduta de Lula quando roubava esta nação e seu povo impunemente.

    Mendes e seu grupo estão justamente roubando a justiça; agem de maneira arbitrária e movidos poderosamente pela questão partidária, curiosamente conforme acusam Moro, de parcial e partidário político.

    O STF perdeu de vez a sua moral e ética nos julgamentos que lhes chegam para decisões.
    A venalidade das acusações para anular os processos contra Lula não encontra na história do Supremo algo sequer parecido.
    Utilizar-se de conversas obtidas ilegalmente para legalizar uma acusação que é um simulacro de justiça, uma pantomima, um teatro onde seus atores são canastrões e mal sabem os papéis que lhes foram designados é estuprar o Direito, violentar a Justiça, ignorar até mesmo o direito de defesa do acusado, tão propalado nessa sessão deletéria e deplorável do STF.

    O Brasil está diante de marginais; de uma quadrilha que tomou conta do Judiciário; de pessoas cujas más intenções e subserviência à corrupção, escancaram o quanto são venais em prolatar as suas decisões.

    Dia histórico, esse 9 de março de 2021.
    O STF julgou a si mesmo e se condenou;
    Mostrou ao mundo e ao país que é movido politicamente, que é um mero apêndice do legislativo;
    Comprovou que está de joelhos perante o Executivo, confessando que suas sentenças são conforme interesses e conveniências do presidente da República;
    A pantomima de hoje é tragicômica, pois as atuações dos ministros é ridícula, grotesca, hilária, na seriedade que tentam acrescentar às leituras de seus votos, quando a intenção é enaltecer a impunidade e proteger os bandidos que nos lesaram e prejudicaram incalculavelmente.

    Quero ver o que dirão os militares, que sempre alertaram não aceitar Lula livre, e agora terão de ou engolir as advertências ou tomar providências de trazer a Justiça para o seu devido lugar!

Deixe uma resposta para Renato Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *