Prefeito de BH critica o governo Bolsonaro e diz: ‘Esse pessoal perdeu a noção’

Resultado de imagem para alexandre kalil

Kalil adverte que os serviços de saúde já estão sobrecarregados

Juliana Cipriani
Estado de Minas

O prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD) usou as redes sociais para criticar, na noite dessa quarta-feira (15/5), o governo de Jair Bolsonaro (PSL), que diz ter perdido a noção. Sem citar nomes, ele fez referência ao corte anunciado nos recursos para a educação e à fala de um dos filhos do presidente para dizer que, enquanto a confusão ocorre em Brasília, as prefeituras estão sem dinheiro para a saúde.

“Calma, gente! Bomba atômica? Tirar dinheiro da educação? Puta que pariu, esse pessoal perdeu a noção. Enquanto isso, os municípios tentam cuidar da fila do SUS…”, escreveu Kalil em suas redes sociais.

PROTESTO E BOMBA – O desabafo foi no dia em que milhares de estudantes, professores, servidores públicos e sindicalistas foram às ruas do país reclamar do corte de verba para as universidades públicas. Em Belo Horizonte, cerca de 250 mil pessoas participaram, segundo a organização do evento.

 Já a bomba atômica é uma referência ao filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, que na véspera do protesto, disse que bombas nucleares garantem a paz e que o Brasil seria mais respeitado se tivesse a tecnologia.

Eduardo Bolsonaro é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados e usou como referência o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para fazer a reflexão para alunos do curso de Defesa da Escola Superior de Guerra. “Se tivéssemos um efetivo maior, um poder bélico maior, talvez fôssemos levados mais à sério pelo Maduro ou temidos quem sabe pela China ou pela Rússia”, disse o filho de Bolsonaro.

SEM VERBAS – Kalil vem cobrando verba para a saúde de Belo Horizonte nos últimos meses. Segundo ele, o sistema da capital está ficando sufocado com a vinda de pacientes do interior, já que faltam leitos no estado.

A cobrança também tem se dirigido ao governo de Romeu Zema (Novo), que, segundo ele reforça, deve dinheiro aos municípios, sem repassar as parcelas da arrecadação tributária.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG É grave a crise e a irresponsabilidade continua, sem que seja aberta uma discussão nacional a respeito. E parar piorar, os dados da Previdência continuam mantidos sob sigilo por Paulo Guedes. (C.N.)

4 thoughts on “Prefeito de BH critica o governo Bolsonaro e diz: ‘Esse pessoal perdeu a noção’

  1. Não precisa de bomba atômica, para ser respeitado, com este gasto ridículo, o país deveria investir em infraestrutura que é precária, quanta imbecilidade.

  2. Vejam bem a ”linguagem” desse tal de Kalil. Falta de educação e compostura, que bem revela seu ”cáráter”, ou falta. Belo Horizonte já teve Prefeitos. De um ou outro Partido.Mas, PREFEITOS.

  3. Que mania de ficar falando em sigilo dos números da previdência. Os números estão expostos para quem quiser ver. Há contabilidade pública, há sites oficiais com todos os dados. Já houve até CPI, em que os parlamentares tiveram acesso a tudo. Essa conversa de esquerdopata está parecendo com aquela sobre os segredos da maçonaria. Só idiota pensaria que o Paulo Guedes está escondendo uma mina de ouro e o Brasil não está falido, podendo pagar uma aposentadoria para todo mundo de, no mínimo, cem salários mínimos. Tem idiota que pensa que todo mundo é idiota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *