Procuradoria pede corte imediato de salário de Sergio Moro no governo

Defesa de Moro diz que a Comissão autorizou os artigos dele 

Patrik Camporez e Rayssa Motta
Estadão

A Procuradoria de Contas acionou o Tribunal de Contas da União pedindo a suspensão do pagamento de futuros salários ao ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Apesar de ter deixado o governo em abril, Moro continuará recebendo os R$31 mil mensais, pagos aos integrantes do primeiro escalão, até outubro.

A remuneração a posteriori é determinada uma vez que membros da cúpula governista são proibidos de prestar serviços à iniciativa privada por um período de seis meses após sua demissão, exoneração ou aposentadoria em razão do seu conhecimento sobre informações privilegiadas.

COLUNISTA – O subprocurador-geral da República, Lucas Rocha Furtado, pede que a Secretaria do Tesouro Nacional suspenda os pagamentos diante dos ‘indícios de descumprimento dos princípios da legalidade e da moralidade’. Isso porque Moro foi anunciado como colunista de revista Crusoé e chegou a colaborar com o jornal O Globo.

“Há sim irregularidade quando o ex-Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro,  recebe recursos públicos para deixar de trabalhar  (prazo de seis meses da quarentena) quando, em verdade, está trabalhando. Acumulação essa que entendo ser indevida a ensejar possível dano ao erário”, escreveu o sub-procurador. Apesar do pedido da procuradoria, a Comissão de Ética da Presidência da República decidiu, no início do mês, proibir o ex-ministro de advogar, mas autorizou aulas e artigos para a imprensa.

###
COM A PALAVRA, SÉRGIO MORO

“A Comissão de Ética Pública da Presidência da República, responsável pela definição das regras sobre a quarentena, autorizou o ex-ministro da justiça Sérgio Moro de publicar textos em colunas de veículos de comunicação, por se tratar do exercício da liberdade de expressão e por não gerar conflitos de interesse. Existe o impedimento, determinado pela referida Comissão, de atuar como advogado ou consultor no período de duração da quarentena”.

14 thoughts on “Procuradoria pede corte imediato de salário de Sergio Moro no governo

  1. Não entendi.
    Se ele não pode advogar e/ou dar consultoria e ele pode “dar aulas e escrever artigos para a imprensa” conforme a Comissão de Ética Pública da Presidência da República autorizou”, que raios de decisão quer o subprocurador-geral da República, Lucas Rocha Furtado?
    Não posso acreditar que o ex-juiz cairia em mais esta “”esparrela” de gente do governo.
    Se o sub-procurador estiver enganado/errado/equivocado, deve solicitar sua demissão. No entanto, se estiver certo, a Comissão de Ética Pública da Presidência da República deve pedir sua demissão e Sérgio Moro ainda poderá/deverá solicitar reprocessamento por danos morais!
    Em tão pouco tempo, as áreas da casa civil e das assessoria presidenciais conseguem tornar o governo atual muito parecido com os Dilma, a atrapalhada!
    Vamos esperar a montanha parir os ratos!
    Fallavena

    • Comentário perfeito!
      Ninguém se entende. Os malucos brotam aos montes neste desgoverno.
      Viraram o país do avesso.
      Estamos num Rio das Pedras gigante.
      É o novo jeito miliciano de levar o país.
      É desanimador.
      Cordialmente.

    • Bom dia, Fallavena, o Dr Moro não só conseguiu tornar-se o paladino da justiça na sua inédita luta contra o cancro da corrupção pública, assim como o Brasileiro mais conhecido e homenageado internacionalmente, como, inexplicavelmente, o Inimigo Público nº 1 do país. Ciúme de homem é fogo! Atrás de cada xingamento ou crítica absurda, eu enxergo, com total certeza, um despeitado fracassado.

  2. Ganhar dinheiro é quase sempre complicado. Só por hipótese: se ele escrevesse algo muito proveitoso para alguns que tivesse tomado conhecimento em razão do cargo? É óbvio que sendo ele pessoa que conhece muito bem os códigos de ética pública, jamais incidirá nessa hipótese.

  3. Boa noite! A meu ver estão criando tempestade em copo d’água. Para começar ele (Moro) pode ser colaborador e nada receber por tais artigos. Caso esteja recebendo, duvido que seja valor relevante já que ninguém está ganhando muita grana para escrever hoje em dia. Ninguém mais assina nada e ninguém mais anuncia hoje em dia por diversos motivos. Os jornais e revistas estão quebrando! Vivem de contratos com governos. O principal para mim é; o sujeito abriu mão de um salário de juiz federal (teto da remuneração) que receberia até o último dia da vida e ainda passaria a pensão para mulher e eventuais filhos para servir ao país e foi ludibriado por um lunático que o colocou nessa situação. O país deve MUITO a Sérgio Moro. Muito! Deveríamos nos solidarizar com ele e não atacá-lo por tão pouco. Moro teve que se humilhar perante os marginais do centrão para tentar aprovar o pacote anticorrupção que foi desfigurado por canalhas inimigos do povo. Fizeram chacota dele! O “BOTAFOGO” da lista de propinas da Odebrecht teve a ousadia de falar para à imprensa que se quisesse conversar sobre o tal pacote iria procurar o chefe dele (em outras palavras mas esse o sentido) para tentar diminui-lo. Quanto mais batem em Moro, mais ele se agiganta! Defeitos TODOS temos. Ninguém é perfeito, nem o Moro mas o sujeito tem muitas qualidades. Peitou o corrupto Lula que tinha 86% de popularidade. Foi até o final e o canalha não está preso até hoje por conta do DESPREPARADO Toffoli e cia da SUPREMA VERGONHA NACIONAL (STF)! Moro poderia ter sido eleito o que quisesse em 2018. Qualquer cargo! Inclusive presidente. Seria o anti Lula ideal. Moro quando estiver advogando ganhará milhões se quiser. É preparado. Tem competência. Estudou. Tem nome e um parecer dele valerá muito dinheiro. Sobre qualquer assunto jurídico! Se recebeu algo para escrever esse artigo certamente é “dinheiro de pinga” para um sujeito do nível dele. Faz parte da lista da revista TIME como um dos 100 “LEADERS” de todo planeta. https://time.com/collection-post/4302096/sergio-moro-2016-time-100/. Para mim isso é perseguição de gente menor!

    • PEREZ
      Cumprimentos e agradecimentos. à estas horas já estamos cansados, mas continuamos pensando.
      Queria ter escrito mais, mas sem tempo e não desejando tornar-me extenso demais, parei!
      E disseste o que eu tinha pensado depois de publicar.
      Só uma sociedade canalha, pessoas de má fé e/ou sem nexo algum, podem deduzir sobre Moro o que alguns tem dito: traidor, bandido e outras coisinhas.
      Os da esquerda, vá lá. Foi ele que mandou Luladrão para a cadeia.
      Mas aqueles que o amavam, ou diziam respeitá-lo, e nos dois últimos meses o tratam como se traidor fosse, não merecem respeito mas apenas pena: são pessoas que não raciocinam, não conseguem destuingir o certo do errado.
      Se existe um traidor, certamente é Bolsonaro! E não traiu apenas Moro, quando “revogou” a própria palavra dada!!!!! E também traiu uma grande parcela dos que o elegeram!!!!
      Assim, aqueles que desejam idolatrar, amar e bajular Bolsonaro, fiquem a vontade.
      No entanto garanto-lhes, por tudo que tenho visto e ouvido: e as pesquisas não metem, não todas: muitos, mas muitos mesmos só votarão em Bolsonaro se for contra o PT!
      A parcela de brasileiros que deseja construir um país de verdade, já está trabalhando com alguns nomes para levar nosso país ao futuro que merece!
      Atingido o primeiro e fundamental objetivo – tirar o PT/esquerdópolos do governo, agora se preparam para a segunda fase: a escolha de um presidente/administrador que defenderá as propostas que a maioria do povo também defende.
      Moro, com certeza, tem defeitos, mas não são nem perto dos menores que Bolsonaro já cometeu.
      Tomara estejamos aqui para assistir e viver os próximos anos.
      Abraço e saúde.
      Fallavena

      • Bolsonaro é traidor sim! Traidor e enganador! Escolheu defender os malfeitos dos filhos. Somente a forma canalha como “conduz” o combate à pandemia já bastava para vermos que não vale nada! Cumprimentos, abraços e muita saúde prezado Fallavena! PEREZ

  4. Não adianta tapar o sol com a peneira … Esse malandro é um humano igualzinho aos demais …falou no mamon ..se corrompe ..joga pras cucuias a ética e o que importa é se dar bem e ponto final.

    Não pode fazer artigos ..ganhar um dindin e depois continuar a surrupiar até outubro os impostos dos contribuintes (alguns estão aqui escrevendo em defesa deste embuste…) isso é roubo , agregado com malandragem das mais bestas..enquanto isso conheço vizinhos meus pessoas do bem sem condições de receber as tais parcelas emergenciais..a caixa diz que amanhã vai dar a tal tabela de pagamento …etc..etc.. pura embromação. E por outro lado me vejo lendo que este embuste traira ..vai receber até outubro trinta pilas …e ainda quer enganar o sistema fazendo artigos para um jornalzinho de fossa.. e uma revista de meia pataca.

    Minha saudosa maezinha sempre me dizia : Quem acompanha morcego dorme de cabeça para baixo … E o adágio cai perfeitamente na cabeça deste embuste de toga … desviou-se do belo caminho da justiça sem aspas para absorver uma ” justiça” com aspas , e agora come lavagem iguais aos suinos que minha citada mãe criava e me mandava dar banhos … HA..HA..HA…

    salmo 103 a todos …

    YAH SEJA LOUVADO SEMPRE ..

  5. Assim como o ex-ministro se autodefine um homem íntegro, por que esperar que a Corte corte o seu salário indevido? Não seria um ato volitivo, abdicar desses R$ 31.000,00?
    No Brasil existe uma linha muito tênue entre o LEGAL e o DESONESTO. Sendo brasileiro, diante de uma vantagem desprovida de MORAL, ele se agarra àquele que for mais facilmente sofismável, o LEGAL. Aí o esperto já se passa até como um coagido, “obrigado” a cumprir algo por FORÇA da lei. Tadinho do escroque, de tão titânica essa FORÇA, ele tem o seu “senso de honestidade” aprisionado: impedindo-o, inclusive, de acioná-lo para se livrar daquele ganho desmerecido, e ficar em “paz com a sua consciência de rato”. Credo! Nunca pensei que fosse tão Legal ser constrangido pelo Legal.
    Será se Moro perdeu da pasta o status de ministro, mas levou consigo o arrivismo de advogado?

    • Paulo III
      Amigo, ele abriu mão de tudo! E muitos não abrem mão de nada! Moro é apenas Moro, não Cristo!
      Certamente, ele abriria mão do salário do estado se não fosse proibido trabalhar!
      Para ingressar no governo, se afastou da carreira e acreditou na “carta branca”; foi sacaneado o tempo todo; saoiu e disse os por quês, como eu diria; foi enquadrado por leis e delimitado o espaço de atuação durante o período de quarentena.
      O que querem mais?
      De um lado cobram daquele que mais fez pelo país, ao longo das últimas décadas. Já de outro lado, os canalhas defendendo Lulla-Livre; Flávio livre e outros absurdos, todos ligados ao lado corrupto.
      Quem fez direito, paga tudo. Quem fez errado, fica livre!
      Não consigo entender quando insensatez, coisas fora da casinha.
      Talvez seja o espírito de cachorro de rua da maioria dos brasileiros!
      Fallavena

      • Não escriva mais, Fallavena, você diz tudo ou quase tudo, faltou dizer o mais triste, Moro nunca será presidente, ele, com sua atitude de juiz e ministro honrado, conseguiu a condenação das duas metades podres da política, uma pena, estou começando a acreditar que a sorte do Brasil ficou para atrás.

Deixe uma resposta para PEREZ Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *