PT terá ‘derrota histórica’ em Recife, diz prefeito petista

Fábio Guibu (Folha)

O prefeito de Recife, João da Costa (PT), disse que o candidato do partido na capital, Humberto Costa, e seu vice na chapa, João Paulo (PT), “estão protagonizando a maior derrota política do PT no Brasil”.

Costa foi vetado por Lula

“Uma derrota histórica”, afirmou o prefeito. “Começaram com 40% [nas pesquisas] e podem terminar com menos de 15%. Não tem candidato do PT no Brasil que tenha tido essa trajetória”, declarou.

João da Costa disse ainda que, “como analista político”, acredita que a tendência é que a eleição seja definida ainda no primeiro turno, com a vitória do candidato do PSB, Geraldo Julio.

O prefeito também declarou voto no socialista no caso de um eventual segundo turno reunir Geraldo Julio e Daniel Coelho (PSDB), primeiros colocados nas últimas pesquisas.

“Mesmo que eles não queiram, vou apoiar Geraldo Julio”, disse João da Costa. “Vou para a rua, vou fazer campanha, vou de porta em porta, porque esse é meu campo político, onde eu militei durante 30 anos, e vou defendê-lo”, afirmou.

###
ERRO ESTRATÉGICO

Para o prefeito, uma possível derrota do PT em Recife, administrado pelo partido há 12 anos, seria fruto do “erro de estratégia” que o impediu de tentar a reeleição.

“Quem errou foi quem montou essa estratégia, que não está dando resultados nem políticos nem eleitorais”, afirmou.

O veto ao nome de João da Costa partiu da cúpula nacional do PT, que o considerou sem condições políticas de comandar o processo eleitoral na cidade.

A crise no partido levou o PSB a romper a aliança que mantinha com os petistas em Recife e a lançar o nome de Geraldo Julio, com o apoio do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

“A candidatura de Humberto e João Paulo foi imposta pela direção nacional do partido, violentando a democracia interna”, disse o prefeito.

Mais uma vez, João da Costa reclamou das críticas feitas à sua administração por Humberto Costa que, na sua propaganda na TV, disse que o prefeito “não correspondeu às expectativas” e não deu sequência às ações de seu antecessor, João Paulo.

“Isso [as críticas] é um equívoco político, um tiro no pé que vai consolidar provavelmente em uma derrota no próximo domingo”, afirmou João da Costa.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Quando o prefeito de Recife diz que sua candidatura à reeleição foi vetada pela cúpula do PT, deve-se ler “foi vetada por Lula”. Foi o ex-presidente que interferiu no caso, obrigando o PT a descartar a reeleição de João da Costa, que era favorito nas pesquisas. Com isso, o PSB cresceu e lançou candidato próprio, que vai ganhar as eleições.

 

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *