Rodrigo Maia já mandou arquivar todos os pedidos de impeachment de Temer

Rodrigo Maia agora sonha em substituir Temer

Paulo de Tarso Lyra
Correio Braziliense

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu arquivar todos os pedidos de impeachment protocolados até o momento contra o presidente Michel Temer. Ele agiu assim após a comunicação de que o Supremo Tribunal Federal suspendeu o julgamento previsto para quarta-feira (24/5) sobre o inquérito aberto para investigar a delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS.

No Senado, o presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, Tasso Jereissati (PSDB-CE), decidiu ler na terça-feira (23/5), o relatório feito pelo senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), que trata da Reforma Trabalhista. A decisão foi tomada em um almoço nesta segunda-feira (22/5) com a presença dos dois com o vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PA) e do lider do PSDB na Câmara, Ricardo Tripoli (PSDB-SP).

PRESSÃO DE TEMER – Esta é uma tentativa de mostrar que a crise política não paralisou a tramitação das reformas no Congresso Nacional, embora líderes aliados avaliem que o presidente Michel Temer jogou uma cartada muito ousada ao pedir para que a base vote as medidas provisórias em tramitação na Câmara.

Segundo o líder de um dos partidos da base governista, não há clima algum para qualquer votação enquanto a temperatura política em Brasília não diminuir.

Nem mesmo a leitura do relatório da reforma trabalhista pode servir como alento, já que o mesmo parlamentar afirmou que ler o relatório é uma coisa, colocá-lo para votar e aprovar é outra.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Maia sempre faz o dever de casa. Ao arquivar os pedidos de impeachment sem sequer lê-los, tenta agradar Temer, mas está de olho na eleição indireta, já está buscando apoio no PT, PSOL, PDT e PCdoB, prometendo mitigar as reformas. Temer não confia nele. Aliás, ninguém confia. (C.N.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *