Valério diz que PSDB sempre teve medo de sua delação premiada

DEN_MARCOS_VALERIO006.jpg

Valério resolveu fazer delação tarde demais

Luíza Muzzi
O Tempo

Ao falar sobre a delação que negocia com a Polícia Federal durante audiência na Justiça mineira, nesta sexta-feira (7), o empresário Marcos Valério chegou a dizer que o senador Aécio Neves, o ex-governador Eduardo Azeredo e o PSDB teriam medo do vazamento das informações sobre o esquema, conhecido como “mensalão tucano”, que abasteceu com recursos ilícitos a campanha de reeleição de Azeredo, em 1998. “O medo era do PSDB, do Eduardo, do Aécio. O medo não era meu”, disse à juíza.

Segundo ele, muitas pessoas não queriam que ele fizesse a delação premiada. “Muita gente trabalhou para que eu não fizesse. ‘N’ manobras foram feitas”, disse.

FATOS NOVOS – Estes argumentos são usados por Valério para convencer a magistrada de que os fatos novos que serão apresentados na delação da PF mudarão tudo. Ele, que está preso há quatro anos pela condenação pelo “mensalão petista”, chegou a tentar a delação com Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que não sinalizou ter aceitado a proposta em junho do ano passado.

Valério afirma que foi usado para pagar chantagem a Cláudio Mourão (que foi tesoureiro da campanha de Azeredo). “Sei o que era e a PF também sabe. O que o Cláudio ia apresentar acabava com a história do PSDB em Minas. Por isso ele recebeu a grana. Citei essas pessoas antes da delação da Odebrecht”, disse durante a audiência. Ele afirmou ainda que o partido teria entregado depois mais dinheiro para calar Mourão.

“BODE EXPIATÓRIO” – “Não vou ser bode expiatório de ninguém mais. Tem história cabulosa de por que a Cemig resolveu patrocinar os eventos. A senhora juíza vai ficar escandalizada. Mas o MP não quis que eu trouxesse fatos novos aqui. O lucro dos eventos, dinheiro vivo, foi tudo entregue pra campanha à reeleição do Azeredo”, falou Valério. “Isso é pra todo mundo do governo ir preso na cadeia”, continuou.

O empresário continuou, afirmando que, quando resolveram “meter a mão” no lucro dos eventos, a agência interveio falando que, então, “vocês patrocinam”. “Aí vem a história pra todo mundo ir pra cadeia. Metade do governo da época”, garantiu.

AÇÕES PENAIS – Em nota, a assessoria de imprensa do PSDB afirmou que Aécio Neves “não é parte e não é sequer citado no processo que ficou conhecido como ‘mensalão mineiro'”. Além disso, a legenda diz que as acusações de Marcos Valério são falsas e, por isso, ele vai “responder a futuras ações penais por denunciação caluniosa”.

“Ao longo do tempo, ele muda versões, cai em contradições e vem mentindo de forma sistemática sem qualquer comprovação, para chamar atenção da imprensa e tentar obter benefícios pessoais. Muitas das mentiras mirabolantes que ele inventa já foram inclusive desmentidas pelos seus ex-sócios e por outras pessoas que ele cita como suas testemunhas”, diz a nota do PSDB.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGMais um a acusar Aécio Neves e os tucanos. E a fila vai andando. (C.N.)

6 thoughts on “Valério diz que PSDB sempre teve medo de sua delação premiada

  1. “MACHADO – O primeiro a ser comido vai ser o Aécio”

    “MACHADO – É aquilo que você diz, o Aécio não ganha porra nenhuma…”

    “MACHADO – O Aécio, rapaz… O Aécio não tem condição, a gente sabe disso. Quem que não sabe? *** Quem não conhece o esquema do Aécio? **** Eu, que participei de campanha do PSDB…”

  2. Sr. Newton, tudo mentira, uma mentira mentirosa desse petralha marcos valério que está a serviço da REvistinha Veja para prejudicar esse político tão honesto, probo, um homem de família, e que nasceu em berço de ouro, toda a fortuna é comprovada pelas notinhas das barraquinhas onde vendiam quitutes nas Quermesses das Igrejas da França…..

  3. Valério é o maior trouxa da história toda.
    Acreditou no Lulla e na turma delle e se ferrou.
    Tem de apodrecer na cadeia para deixar de ser burro.
    Delação dele? Deve valer uns 10% da pena. Nada mais do que isto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *