Vexame! Brasil renova isenção para importar  mais 187,5 milhões de litros de etanol dos EUA

Afinal, o correto é falar etanol ou álcool? | Revista Carro

Brasil era o maior produtor de álcool e virou importador

Mateus Rodrigues
G1 — Brasília

O governo brasileiro aprovou, nesta sexta-feira (11), uma cota de isenção tarifária para a importação de 187,5 milhões de litros de etanol dos Estados Unidos, que respondem por cerca de 90% do etanol importado que chega aos portos brasileiros a cada ano.

Com a decisão, esse volume de combustível poderá ser importado pelo Brasil sem a incidência do imposto de importação – que, atualmente, é de 20% para todos os países que não integram o Mercosul.

SEM VALIDADE – Em agosto, a cota que o Brasil mantinha para todos os países fora do bloco econômico perdeu validade. O presidente dos EUA, Donald Trump, chegou a apontar possibilidade de “retaliação” ao Brasil caso a taxação fosse retomada.

O acordo foi firmado diretamente entre os governos de Brasil e Estados Unidos e, por isso, não contempla a importação vinda de outros países.

Em nota conjunta divulgada esta sexta (11), os governos de Jair Bolsonaro e Donald Trump dizem que decidiram “realizar discussões orientadas a obter resultados acerca de um arranjo para aumentar o acesso ao mercado de etanol e açúcar no Brasil e nos Estados Unidos”.

COTA DE ISENÇÃO – Essas discussões deverão ocorrer nos próximos 90 dias – período no qual a cota de isenção será reativada de modo proporcional.

“Os dois países também discutirão maneiras de garantir que haja um acesso justo ao mercado paralelamente a qualquer aumento no consumo de etanol, bem como de coordenar-se e garantir que as indústrias de etanol em ambos os países sejam tratadas de maneira justa e se beneficiem de mudanças regulatórias futuras em produtos de biocombustíveis no Brasil e nos Estados Unidos”, diz a nota conjunta dos dois países.

“As discussões devem buscar alcançar resultados recíprocos e proporcionais que gerem comércio e abram mercados para o benefício de ambos os países”, prossegue.

JÁ APROVADO – O acordo já foi aprovado pelo Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia.

A isenção sobre parte do etanol importado foi estabelecida em 2010 e valia para os primeiros 600 milhões de litros a entrarem no Brasil a cada ano. A partir desse ponto, passava a incidir a tarifa de 20%.

Em 2019, a cota foi ampliada para 750 milhões – pouco mais da metade do 1,457 bilhão de litros que o Brasil importou do combustível em todo o ano. Do total importado, 90,66% (1,321 bilhão de litros) veio dos Estados Unidos.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Dá vergonha ler uma notícia como esta. O etanol brasileiro é extraído da cana-de-açúcar, e o norte-americano é majoritariamente baseado em milho. O produto brasileiro deveria ser mais barato do que o americano, mas o governo dos EUA subsidia seus agricultores. O Brasil era o maior produtor mundial e o Congresso americano, no governo Reagan, sobretaxou nossas exportações em 140% e incentivou seus agricultores. Hoje, os EUA são o maior produtor mundial e o Brasil seu maior importador. A produção nacional foi boicotada, de todas as formas, por governantes imbecis e que não defendem os interesses nacionais. É uma vergonha o Brasil importar álcool. Lembrem disso. (C.N.)   

17 thoughts on “Vexame! Brasil renova isenção para importar  mais 187,5 milhões de litros de etanol dos EUA

  1. WOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOW !!!

    Brasil, a cadelinha de estimação dos Estados Unidos……kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

    “Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinnnnnnnnnnnnnnn, BRASIL ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

  2. Em meio à pandemia e tensões com EUA, China registra recorde de investimento estrangeiro

    ÁSIA E OCEANIA

    12:41 13.09.2020URL curta

    5220

    Nos siga no

    Em meio à recessão em que a maioria das economias do mundo se encontra, a China, que enfrentou os primeiros casos do novo coronavírus, já está adaptando sua economia para atrair investimentos.

    https://br.sputniknews.com/asia_oceania/2020091316069520-em-meio-a-pandemia-e-tensoes-com-eua-china-registra-recorde-de-investimento-estrangeiro/

  3. Em 28 de janeiro de 1808 foi promulgado O Decreto de Abertura dos Portos às Nações Amigas , pelo Príncipe-Regente de Portugal , Dom João de Bragança ( futuro D.João VI ) .

    Os produtos ingleses chegariam ao Brasil com impostos de 15%, enquanto de outros países deveriam pagar 24% ; este privilégio tarifário fez com que o Rio de Janeiro , sede da Corte de nosso país , fosse maciçamente inundado por produtos ingleses.

    Os ingleses impuseram a importação até do Patins do Gelo…

  4. KKK somos mesmos campeões, porque importar etanol então? É só deixarmos de fabricar carros movidos a este combustível que o Tio Sam não vai ter para quem vender. Será que o boçal e o Posto Ipiranga já fizeram esta pergunta, ou tem medo de desagradar o amigo Trump?

Deixe uma resposta para Paulo III Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *