Carlos Jordy não teve fuzil apontado para o rosto, diz um policial, sem se identificar

Moraes autoriza quebra de sigilo telemático de Carlos Jordy; deputado depõe na PF - Ecos da Noticia

Carlos Jordy diz que não incentivou os atos do 8 de Janeiro

Pablo Giovanni
Correio Braziliense

Após ser alvo de mandado de busca e apreensão, o deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ) alegou que foi acordado pelos policiais federais com um fuzil no rosto. No entanto, a Policia Federal afirma que essa abordagem não ocorreu. “Não houve essa situação, ninguém apontou arma para ele”, disse uma fonte da PF ao Correio.

O deputado está sendo investigado, no âmbito da Operação Lesa Pátria, por suspeita de incitar bolsonaristas no Rio de Janeiro na véspera do dia 8 de janeiro de 2023, quando as sedes dos Três Poderes foram invadidas e depredadas.

DEZ MANDADOS – A Polícia Federal esteve nas ruas do Distrito Federal e do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (18/1), para cumprir 10 mandados de busca e apreensão, em operação que investiga os atos antidemocráticos do 8 de janeiro. Um dos mandados do Distrito Federal foi cumprido no gabinete do deputado Carlos Jordy, na Câmara dos Deputados.

Nesta 24ª fase da operação Lesa Pátria, o objetivo é identificar pessoas que planejaram, financiaram e incitaram as mobilizações golpistas que culminaram no 8/1.

O deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ) chamou a investigação de “medida autoritária e sem fundamento”. “Os agentes foram até educados. Eu falei onde estava minha arma, pegaram meu celular, tentaram buscar outras coisas que pudessem me incriminar, mas não encontraram nada. Eu não sabia o que realmente era (a operação) até ter acesso a todas as notícias que estão circulando falando do 8 de janeiro”, afirmou o parlamentar, nas redes sociais.

LÍDER DA OPOSIÇÃO – O deputado é bolsonarista e líder da oposição na Câmara dos Deputados. O parlamentar também é pré-candidato à Prefeitura de Niterói (RJ), nas eleições municipais deste ano.
Em 2016, Carlos Jorfy foi eleito vereador de Niterói com 2.388 votos. Dois anos depois, foi eleito deputado federal com 204.048 votos. E, em 2022, foi reeleito para mais um mandato na Câmara.

No ano passado, Jordy manteve em seu gabinete um assessor que gritou em direção a senadoras durante a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de janeiro e depois saiu correndo pelo Congresso.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Essa história está mal contada e precisa de tradução simultânea, porque alguém está mentindo. O deputado disse que estava dormindo com a mulher e a filha, quando foi acordado pelo policial federal, com uma arma diante de seu rosto. Este fato é democraticamente grave e precisa ser explicado. Mesmo que a porta da residência estivesse aberta, o policial deveria ter tocado a campanhia. NO depoimento, o deputado mudou a versão, disse houve fuzil na cara. Ficou faltando explicar se o agente entrou em seu quarto de dormir. É uma atitude intolerável numa democracia, porque não se pode invadir a casa de ninguém, diz a Constituição. A Polícia precisa se explicar melhor e mistrar que Jordy mentiu descaradamente. (C.N.)

12 thoughts on “Carlos Jordy não teve fuzil apontado para o rosto, diz um policial, sem se identificar

  1. Historia da carochinha para enganar incautos.

    A porta estava aberta? A PF arrombou a porta e invadiu o quarto do casal? Acordou com um fuzil no rosto?

    É preciso brigar com o bom senso e ainda torcer contra instituições e o governo atual para acreditar numa barbaridade dessas.

  2. Nem quando o canalha do Roberto Jefferson atirou com fuzil e lançou granadas contra a PF isso aconteceu. Essa corja bolsonarista é mentirosa e covarde.
    Só boçal nível rezador de pneu de estupidez pra acreditar nesse conto de fuzil na cabeça.

    • Quem não sabe tocar violão, nem piston, toca surdo, tá provado que neste mundo tem bobo pra tudo. Bobo até pra fingir que acredita nessa história do tio Janjão.

    • Acertos e êrros, acreditar no que momentãnea ou teimosamente convém à possíveis maleáveis “cabeças-duras”, que não se atém à jsutís aogos multilaterais, objetivando um mesmo fim, por quem para enfraquecer resistências, DIVIDE em “partidos/gangues/facções/quadrilhas”, facilitando o contrôle(domínio)!

      PS. Continuem nessa burra refrega, ou despertem, sabedores que nossos inimigos são os mesmos!

  3. Por sua postura sabe-se que é um político radical de extrema-direita, e extremistas são extremistas. Assim como outros, deve ser devidamente investigado quanto ao fomento das atividades terroristas do 8 de janeiro. No relacionado a sua votação em 2023 perdeu 43.85% dos votos que recebeu em 2018. Desidratando politicamente igual picolé em asfalto no verão…

  4. Antes ele do que eu!

    Imaginem a truculência do ditador Bozó.

    Eu nem seria acordado, continuaria dormindo com uma bala na cabeça.

    É evidente que isso é mentira, aliás, já desmentiu.

    Todo bolsonarista é cagão quando tem que provar as mentiras que eles inventam.

    Uma coisa me causa espécie: o maluco dorme com a porta aberta?
    Não sabe em que país vivemos?

    Não sabe do riscos que os políticos correm?

    Daqui pra frente, todo político e “assassinável”.

    É melhor esse idiotas se cuidar melhor, porque pode ser eliminado até por fogo amigo.

    Que historinha mais sem pé nem cabeça.
    E o pior é que tem gente que que acredita nessa lorota.

    José Luis

    P.S. Não tinha câmeras de monitoramento na casa dele?
    Mais idiota ainda!

    Agora tá enrolando e pode perder o mandato, melhor pra ele, assim evitará inclusive morrer de morte morrida.

    Que asco que se tornou a política, hoje é mais perigoso ser político do que policial.

    Melhor assim, muitos aventureiros irão desistir de se candidatar, caso queira preservar a própria pele e da sua família.

    A POLÍTICA SE TORNOU COISA DE GANGSTER, POR CULPA DELES MESMOS!

    Já, já vai ter auxílio colete a prova de balas.

    Quanta imundície junta!

    Esqueci: Até o nome, Jordy, que o imbecil usa, é falso.
    🤦

  5. É pelo jeito , o único culpado sou eu , que saí de Manaus por telepatia e teletransporte para participar dos quebras -quebras em Brasília , financiar e bancar a subversão no Brasil , só faltou eu ganhar como premio de consolação , um mandato parlamentar na ” Câmara federal ou Senado Federal ” , tal como os demais participantes dessa trama ganharam , tendo como patrono dessa bandidagem o deputado federal Arthur Lira , presidente da Câmara federal .

  6. Um policial federal, que não quer se identificar, (covarde 2 vezes) quer ter mais credibilidade que o discurso do Carlos Jordy… kkkkkklkkkkkkkkkk.
    E tem idiota que acredita no que diz um membro anônimo da Gestapo do Xandão…kkkkkkkkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *